Como é voar Qatar Airways, uma das melhores do mundo

Antes de contarmos como é voar Qatar Airways, vamos falar um pouco sobre essa companhia que tem a fama de oferecer um serviço cinco estrelas. Com sede em Doha, no Qatar, e eleita já por algumas vezes pela Skytrax como a melhor companhia aérea do planeta, a empresa voa para mais de 150 destinos ao redor do mundo, incluindo São Paulo. Voos para o Rio de Janeiro estão previstos ainda em 2017.

A jornalista e radialista Anna Helena Bueno, que mantém um perfil de viagens nas redes sociais, embarcou rumo a Doha e compartilha conosco sua experiência de como é voar Qatar Airways.

COMO É VOAR QATAR AIRWAYS

A ESCOLHA PELA COMPANHIA AÉREA

Como é voar Qatar Airways (Foto via Instagram/@qatarairways)

(Foto via Instagram/@qatarairways)

Final de agosto. Aquela ansiedade bateu quando resolvemos o destino da viagem para o final do ano – 2016. Achávamos que viajar na madrugada do dia 25, vulgo Natal, seria mais barato e menos concorrido. Balela, né? Isso não funcionaria para ir pros Emirados na alta temporada – inverno, que significa temperaturas mais amenas.

Com taxas, pagamos 3.600 reais por pessoa. Ok! Preciso dizer, com certa euforia: umas duas semanas depois que compramos as passagens, o valor por pessoa dobrou! Que sorte!!!

Optamos pela Qatar para ter a experiência de voar com uma das melhores companhias do mundo e que está sempre disputando o primeiro lugar. Em 2016, a Qatar ficou em segundo, mas em 2015 foi ela a liderar a lista, enquanto a concorrente Emirates (hoje em 1º), em 5º.

A vontade de experimentar um assento mais espaçoso era grande, ainda mais num voo de quase 14 horas na ida e de quase 15 horas na volta! Inclusive, a Qatar Airways acaba de realizar (em 06/02/17) o voo mais longo do mundo, entre Doha, no Qatar, e Auckland, na Nova Zelândia. Nada mais nada menos que 16 horas e 23 minutos! Uauuu…

 

O CHECK-IN

IDA > Confesso que foi estranho chegar ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e deparar com lojas fechadas (só encontramos uma farmácia e uma lanchonete abertas no piso abaixo do Terminal 3) e uma mínima movimentação de passageiros; sim, praticamente vazio. Nem bem tínhamos comido a sobremesa da ceia do Natal e partimos pro GRU!

O check-in foi supertranquilo e o voo foi lotado. Chegamos três horas antes e não precisamos correr. Ficamos contentes que nossas malas iriam direto para o destino final! Cada passageiro tem direito a duas malas de 32kg cada.

Os atendentes falam bem o português, mas com bastante sotaque árabe. Simpáticos e cordiais, pediram ali mesmo nossos vistos, já que o destino eram os Emirados Árabes Unidos, com conexão em Doha (Ah, sim: Free Shop aberto para passar o tempo! Yes!!!).

Como é voar Qatar Airways - B777-300ER (Foto: Anna Helena Bueno)

VOLTA > No voo da volta, ao despachar as malas em Dubai, fomos surpreendidos com um agrado, sem precisar pagar nada por isso. O atendente, sorridente, perguntou se gostaríamos de fazer um upgrade para os assentos do tipo ‘confort seat’, aqueles com bem mais espaço e conforto na classe econômica.

Como é voar Qatar Airways - B777-300ER (Foto: Anna Helena Bueno)

Eles ficam perto das portas e de banheiros, sem ninguém na frente. Assim poderíamos nos levantar tranquilamente a hora que a gente quisesse sem perturbações! Claro que aceitamos, né? Algumas companhias chegam a cobrar mil reais a mais no valor da passagem por pessoa por este assento. E fomos free (Tks God)!

 

AS AERONAVES

De São Paulo para Doha, embarcamos em um novíssimo Boeing 777-300ER, para mais de 350 passageiros. A sigla ER são os novos ‘Extended Range’, ou seja, Autonomia Estendida. Não é pra menos… Baita viagem longa! E realmente, que aeronave e voo incríveis! Fala a verdade…

A viagem já começa dentro do avião, né? E quando estamos falando desse tipo de avião, a viagem se torna ainda mais especial! 🙂 Tudo muito moderno, espaçoso e confortável. Fomos de classe econômica e o espaço entre as poltronas da frente é um pouco maior mesmo. Imagina para mim, baixinha, com meus 1,57m… Um verdadeiro paraíso rs.

A configuração dos assentos era 3-4-3 e, como sempre, fui na janelinha. Supersilencioso. Os assentos são todos com a cor predominante da companhia: meio vinho. Os comissários também usam os uniformes com essa tonalidade.

Nos voos de Doha para Abu Dhabi e Dubai para Doha, voamos no Airbus A320-200. Configuração 3-3, mas sem telinhas individuais, apenas as coletivas, dispostas para acompanharmos a programação. Para apenas uma hora de voo, foi ótimo.

Como é voar Qatar Airways - A320 (Foto: Anna Helena Bueno)

A320 da Qatar

 

SERVIÇO DE BORDO

Logo na entrada do avião, os comissários já desejaram Feliz Natal e um Merry Christmas. Não lembro quais as línguas que eles falavam (foi informado), mas, diferentemente dos atendentes do balcão, ninguém falava português. O mais próximo mesmo era o espanhol. Inglês e árabe prevaleciam, e você acabava já entrando no clima.

Todos muito simpáticos e prestativos. A campainha dos nossos assentos ‘funcionou’ todas as vezes que apertamos. Ou seja, logo vinha um comissário ver o que precisávamos.

Nas poltronas foram disponibilizados aos passageiros manta, travesseiro, fones de ouvido, jornais, revistas e um kit de amenities em tecido, com pente, escova e pasta de dentes, protetor labial e auricular, meias e máscara para dormir. E assim que todos já estavam em seus lugares, os comissários passavam entregando toalhinhas refrescantes (adorei o aroma cítrico) para higiene pessoal. Essa mesma toalhinha eles entregavam antes das refeições também.

Foram várias refeições oferecidas durante o voo. E, sinceramente, muito gostosa a comida, bem saborosa e de ótima qualidade. Além dos pequenos lanches, havia opções para os pratos principais (arroz, batata, carne, frango, vegetais), sempre acompanhados de pão, queijo, frutas, salada, barrinha de chocolate e sobremesa. Talheres de metal – maravilha!

Como é voar Qatar Airways - B777-300ER (Foto: Anna Helena Bueno)

Como é voar Qatar Airways - B777-300ER (Foto: Anna Helena Bueno)

Como é voar Qatar Airways - B777-300ER (Foto: Anna Helena Bueno)

Bebidas à vontade, algumas alcoólicas, sem custo. Mas fiquei no suco de maçã e laranja, quase sempre. Um dos diferenciais também é que, durante todo o voo, ficaram dispostos snacks, sucos e água num espaço perto das “cozinhas”. Salgadinhos tipo Lays e Ruffles, barrinhas de cereais e chocolates em barrinhas também. Você se servia à vontade.

Os banheiros quase sempre se mantiveram limpos. O entra-e-sai de gente em tanto tempo de voo é inevitável, o que fica meio impossível de vê-los impecáveis. Neles tinham também toalhinhas refrescantes, desodorizante e aromatizador de ar e lenços.

Como é voar Qatar Airways - A320 (Foto: Anna Helena Bueno)

Serviço de bordo no voo Doha – Dubai

 

ENTRETENIMENTO

Junto às nossas telas individuais, tínhamos tomada USB, o que facilitou muito deixar sempre os celulares carregados e usá-los em modo avião sem preocupação com a bateria.

Como é voar Qatar Airways - B777-300ER (Foto: Anna Helena Bueno)

O sistema de entretenimento é o Oryx, um dos mais avançados e de última geração, com tela LCD touch screen e joystick. Entre filmes, documentários, séries, música, programas de TV, rádio, jogos e informações do voo, são mais de 1000 opções de canais. Assisti a uns três filmes somente, dois em inglês e um em português. As opções em português são pouquíssimas. Gosto mesmo de ouvir minhas músicas e deixar na tela as informações de voo; aliás, gostei bastante da variedade da mesma, com legendas em inglês e árabe. Bem diferente!

 

CONEXÃO EM DOHA, A CASA DA QATAR

Nosso destino final seria Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Sendo assim, a parada em Doha era obrigatória. A “casa” da Qatar Airways. Aliás, diga-se de passagem, adoramos poder fazer as conexões lá (ida e volta – umas duas horinhas cada). Em 2022, a Copa do Mundo FIFA será no Qatar, e o aeroporto foi recém-inaugurado para receber os torcedores. Sim, eles são bem adiantados! Foram gastos mais de R$ 34 bilhões!

Como é voar Qatar Airways - Aeroporto de Doha (Foto: Anna Helena Bueno)

Conhecemos um dos melhores e mais bem estruturados aeroportos do mundo, o Hamad. Um dos principais pontos de trânsito para países da Ásia e Oceania. Realmente, ficamos deslumbrados com tamanha grandeza, limpeza, organização e beleza do lugar. Com certeza, um dos pontos altos de viajar com a Qatar é conhecer o aeroporto; muito conhecido também pelo urso de pelúcia gigante – o Urso da Lâmpada, do artista suíço Urs Fischer, que fica no meio das ligações dos portões de embarque e que pode ser considerado o símbolo do terminal.

Como é voar Qatar Airways - Aeroporto de Doha (Foto: Anna Helena Bueno)

Ao desembarcarmos, tivemos que pegar um ônibus para o terminal (ele andou tanto, acho que uns 15 minutos). Neste percurso, avistamos o maior avião comercial do mundo, o A380, e, como bom turista que se preze, tiramos uma foto dele, de dentro do ônibus mesmo. E não é que o motorista teve a paciência de parar o mesmo, descer, abrir a porta e nos avisar que era proibido tirar fotos? E ainda nos pediu para apagar a que tínhamos tirado!

Apesar de achar engraçado, claro que respeitamos. Já tínhamos certa noção que lá no Oriente Médio ninguém é louco de desrespeitar a nenhuma regra rs! Bom, depois passamos pela alfândega – esta, muito bem resguardada, cheia de policiais e cães farejadores, que até posavam para fotos! Sim, nessa hora fiz minha câmera trabalhar! 🙂

Como é voar Qatar Airways - Aeroporto de Doha (Foto: Anna Helena Bueno)

Para ir aos portões e conhecer o miolo do aeroporto, somos obrigados a pegar um trem, todo envidraçado, muito chique. A estrutura do Hamad é incrível.

Como é voar Qatar Airways - Aeroporto de Doha (Foto: Anna Helena Bueno)

O Free Shop sem palavras, fora a variedade de lojas de grife, o chão, os banheiros, tudo impecável. Nunca tinha visto cadeiras de aeroporto tão bonitas e confortáveis. Obras e esculturas de arte espalhadas pelo terminal, carrinhos para malas de mão, Internet wi-fi livre e eles até disponibilizam iMacs sem cobrar nada. Ali você já se dava conta de ter entrado num país muçulmano (este rico e muito seguro) ao se deparar com sinalizações de ‘prayer rooms’ (salas para reza) e árabes com suas túnicas e abayas, que desfilavam por lá. Posso dizer ser bem empolgante ver um árabe de verdade ao vivo.

Para quem não tem como destino final o Oriente Médio, o Hamad tem algumas lojas de produtos locais, com cafés, chocolates, tâmaras, souvenirs, frutas secas, doces árabes, entre outros. Muito bacana!

 

CONCLUSÃO

Voar Qatar é, sem dúvidas, uma grande experiência. Ainda mais quando comparada às nossas companhias brasileiras e até mesmo europeias e americanas. Qatar Aiways é certeza de que será bem atendido, com conforto, tudo do bom e do melhor mesmo na classe econômica. Valeu muito a pena a escolha. Para um voo tão longo assim, foi perfeito. Não é à toa que a companhia está no mais alto patamar do “Oscar da aviação”, Skytrax World Airline Awards. Voaria mais e mais vezes com ela!

+ Passa saber mais, consulte o site da empresa aérea

Já esteve a bordo dos voos da companhia? Como é voar Qatar Airways pra você?

+ Como é viajar com a Emirates, outra companhia premiada
+ Como é embarcar no maior avião do mundo
+ Relatos de voos em companhias aéreas do mundo todo

* Agradecemos a Anna Helena pelo relato tão detalhado.

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *