Por que é perigoso publicar fotos do cartão de embarque?

Confesso que já publiquei muitas dessas fotos do cartão de embarque nas redes sociais. Sempre achei um jeito simpático de contar pros amigos meu próximo destino. Mas você sabia que isso pode ser perigoso?

Procuramos a ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), que informou que o bilhete aéreo (ou cartão de embarque) “possui uma série de informações indispensáveis para a realização de procedimentos, para a identificação individual e para atender a requisitos de segurança, por meio de checagem cruzada e conferência, entre outros aspectos”. E pessoas de má fé podem utilizar desses dados para se apropriar dessas informações do passageiro. 

+ 9 países pra você viajar apenas com o RG

Cartão de Embarque (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O risco começa no número do bilhete, do localizador, do programa de fidelidade e nome do passageiro impressos no cartão de embarque. Com ele, é possível inclusive fazer alterações de assentos, senhas ou até mesmo cancelar um voo.

Mas o problema não fica apenas numa possível viagem frustrante. Em um post em seu blog, o especialista em segurança digital Brian Krebs revelou que, por meio de uma foto do cartão de embarque, é possível identificar muito mais que apenas o nome, número fidelidade e outras informações do voo. Através do código de barras dá até mesmo pra saber onde você mora, seus contatos e muitos outros dados. E nem precisa ser um hacker para descobrir essas informações. Há diversos leitores online de códigos de barra e aplicativos para smartphones.

Um leitor de Krebs revelou como fez uma experiência para provar esse risco: “Eu acessei o site da Lufthansa com o último sobrenome e o código localizador e pude acessar a conta inteira. Não apenas consegui ver um voo, mas qualquer voo futuro já comprado com o número do programa de fidelidade da Star Alliance”. Some a isso, o acesso total aos dados pessoais do passageiro.

Fotos do Cartão de Embarque (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Portanto, seguem algumas sugestões antes de você postar fotos do cartão de embarque nas suas próximas viagens:

CUIDADO COM AS FOTOS DO CARTÃO DE EMBARQUE

  • Evite fotos do bilhete aéreo (que tal do painel do aeroporto ou da capa do passaporte?);
  • Cuidado também com qualquer outro documento que contenha informações pessoais, como cartão de programas de fidelidade;
  • Se quiser mesmo postar fotos do cartão de embarque, use aplicativos de celular que permitam que você cubra algumas informações do cartão, como número do bilhete, localizador e o código de barras. Se ainda não tiver, um app que faz isso facilmente é o Pixrl Express (disponível para Android e iOs).

Boa viagem 🙂

+ Veja como é voar em diversas companhias aéreas pelo mundo
+ O que você pode ou não trazer de uma viagem ao exterior?

+ Curta nossa página no Facebook
+ Siga o @essemundoenosso no Instagram
+ Também estamos no Twitter

 

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

7 Comments

  1. Elias Alexandre de Souza disse:

    É Rafael mais uma que ninguém sabia, agora fica sabendo através deste post. Incrível como as pessoas de má fé age prejudicando os outros. Como diz o ditado O mundo é dos espertos.

  2. Cinara Farias disse:

    Tenho VÁRIOS amigos que fazem isso e sempre achei um absurdo rs
    Vou até compartilhar no meu blog, achei bem bacana a reportagem!

  3. Bacana Rafael, realmente a gente não faz ideia de como informações tão simples publicadas nas redes sociais podem fazer um mal tremendo a nós mesmos.

  4. Carolina Belo disse:

    Oi Rafael.
    Nossa, que interessante ver a sua postagem hoje sobre isso, pois programei uma parecida para amanhã no blog. O meu enfoque é mais sobre a importância da destruição desses documentos e não sobre a postagem da foto em si, mas, claro, estão relacionados. É um risco verdadeiro que corremos quando divulgamos na internet ou jogamos os mesmos no lixo sem uma destruição adequada. Parabéns pelo texto.
    Abraços,
    Carolina

  5. Lívio Mathias disse:

    Boa jovens! Belo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *