De barco por Halong Bay, um dos patrimônios mais visitados do Vietnã

contamos aqui no blog como Hanói, a capital do Vietnã, é interessante e peculiar. Mas o que realmente leva muita gente até lá é o fato de a cidade servir como base principal para conhecer Halong Bay (ou Baía de Halong), uma das principais atrações do país.

Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1994, a baía localizada no Golfo de Tonkin reúne mais de 2 mil ilhas e ilhotas que parecem brotar das águas verdes do Mar do Sul da China, a pouco mais de 160Km de Hanói. A beleza deste lugar inóspito, praticamente virgem da presença humana, rendeu o título de uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza, ao lado da Floresta Amazônica e das Cataratas do Iguaçu.

HALONG BAY

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A melhor maneira de explorar a baía é sem dúvida de barco. Inúmeras agências em todo o Sudeste Asiático oferecem os passeios, que podem ser de um dia, dois ou até mais. E esse é um ponto a ficar atento. No Vietnã parece não haver problema com direitos de propriedade, já que nomes de agências, por exemplo, são clonados livres e soltos por todos os cantos. Basta uma fazer sucesso, que as outras adotam o mesmo nome.

A The Sinh Tourist e Buffalo Tours são duas dessas empresas de renome. Usei o ótimo serviço das duas nessa viagem, mas para o passeio a Halong Bay, escolhi a primeira, a mais clonada de todas. Em Hanói, por exemplo, na mesma rua existem três diferentes “The Sinh Tourist”, duas delas na “onda” da mais famosa. É preciso ficar atento ao endereço correto e prestar atenção na foto da fachada. Munido dessas informações, não tive problemas ao encontrar a agência correta que eu procurava para efetuar o pagamento. A reserva já havia sido feita pela internet.

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Contratei o tour de dois dias e uma noite chamado de Elizabeth Sleeping Boat (veja fotos do barco). São muitas as opções, que variam de acordo com os dias, o conforto ou luxo do barco. Fiquei no meio termo. Mas como estava sozinho, acabei pagando mais (US$125) pois ficaria só eu em uma cabine dupla. O tour inclui o transporte desde Hanói, o barco, todas as refeições (exceto bebidas) e algumas atividades ao longo do dia, como contarei a seguir.

O TOUR EM HALONG BAY

O dia começou cedo, o ônibus partiu de Hanói às 7h da manhã com destino à cidade de Halong. São aproximadamente quatro horas de viagem, com uma parada em uma loja de artesanato à beira da estrada para um lanche. Embora sejam apenas cerca de 160Km entre as duas cidades, a viagem é longa e lenta.

Parada rumo a Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Chegamos por volta de meio-dia e já havia diversos outros grupos à espera dos barcos. Embarcamos e partimos rumo às milhares de ilhas de Halong Bay. Após acomodarmos nossas bagagens nas suítes (que ficam sem ar-condicionado durante o dia), fomos recebidos pelo capitão na área comum do barco, onde foi servido um delicioso almoço, com opções de carne e frutos do mar. As bebidas eram pagas à parte, mas não eram tão caras (cerveja e refrigerante custavam menos de US$2).

Barco em Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Barco em Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Seguimos para Thien Cung Cave, considerada a caverna mais bonita e popular da baía. Os ingressos estavam inclusos e a visita durou aproximadamente uma hora. Com cerca de 10 mil m², após entrar por uma pequena porta é possível ver a imensidão do lugar, que se estende por 130 metros.

Entrada da Thien Cung Cave em Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Luzes coloridas e o barulho de água pingando tornam a contemplação ainda mais especial. Além das formações rochosas, pequenos lagos e correntes de água completam o cenário.

Thien Cung Cave em Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ao deixar para trás a caverna, do lado de fora tem-se uma vista incrível de Halong Bay. Neste local ainda é possível comprar alguns souvenirs, bebidas e alimentos.

Vista da Thien Cung Cave em Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

De volta ao Elizabeth, nosso barco, seguimos para conhecer uma vila flutuante onde pescadores criam caranguejos e peixes. Nesse mesmo local, embarcamos em caiaques para remar pelas águas calminhas da baía. Um passeio delicioso também já incluso no pacote.

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em seguida tivemos uma breve aula de culinária e aprendemos a fazer fresh spring rolls (rolinhos primavera feitos com “folha de arroz” ao invés de massa). Aproveitamos também para curtir o incrível pôr-do-sol, mesmo com o tempo já fechando.

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O jantar foi excelente. Muitos frutos do mar (camarões, casquinha de siri, lula…), carnes para os que não gostavam e, claro, nossos fresh spring rolls, que ao contrário do Camboja, onde eram servidos crus, haviam sido fritos.

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

À noite, além do tradicional videokê vietnamita, havia a opção de pescar lulas. Confesso que tentei por horas, não consegui pegar nenhuma. Acabou que com chegada de um temporal, que fez o barco girar muito e deu bastante apreensão, todos fomos dormir cedo.

O dia seguinte foi bem mais tranquilo. Após o café, tivemos a manhã livre para curtir o deck e descansar. Parte do grupo, inclusive eu, desembarcou em Halong por volta de meio-dia e outra parte, que havia contratado o tour de 3 dias, seguiu viagem para a ilha de Cat Ba.

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Nos juntamos a outros turistas e fomos almoçar em um restaurante na cidade, também incluso no passeio. Após o almoço, pegamos a estrada para encarar novamente as 4h de viagem de volta a Hanói, onde chegamos no fim do dia.

Halong Bay, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Foram dois dias inesquecíveis num dos lugares mais lindos que já estive. Vale completamente a pena!

+ Confira mais dicas do Vietnã

 

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

29 Comments

  1. Marília Castro disse:

    Olá Rafael,

    Estou pensando em ir para Halong Bay em novembro, vi que a época de monções nessa área do Vietnã vai até outubro, mas estou em dúvida da temperatura. Achas que dá p fazer todos os passeios nessa época? Obrigada, Marília.

  2. joca disse:

    Oi Rafael,
    adoramos suas dicas, estamos pensando em passar de 2 a 3 dias em ho chi mim e 4 dias em Hanoi, o que vc nos sugeria. Abraços

  3. Oi, Rafael, tudo bem?
    Legal o post! Nós também gostamos muito de Halong Bay, fizemos o tour com o Imperial Legend, mas um passeio de 2 noites
    A segunda noite ficamos numa praia, e foi incrível. Esse lugar é tão fantástico, que gostaria de ter ficado muito mais… Acho que a gente passa correndo por uns lugares lindos assim, e acaba ficando mais dias em outros não tão bons. Se pudesse, voltaria de Halong Bay para Haiphong e pegaria uma lancha até Cat Ba, só para pegar mais uns dias de praia por ali.
    O nosso relato está aqui: http://cuorecurioso.com/reencontrando-as-energias-em-halong-bay/

  4. Ivan Fiuza disse:

    Parabéns por todos os textos sobre o Vietnã, me incentivaram muito em incluí-lo no meu roteiro, com a China, em julho. Cara, só me chamou muito a atenção a frase "fez o barco girar muito" Eheuehueheueheu! Já peguei tempestades horrorosas no rio Amazonas, mas nunca vi barco girar! Conta mais sobre isso, por favor! Hehehe! O barco balança muito? Mas não é tranquila a baía? Abraço!!!

    • Oi Ivan, tudo bem? Muito obrigado, ficamos muito felizes em ajudar. A baía é super tranquila sim, não balança nada. Falei disso porque teve uma tempestade muito forte à noite e, mesmo com o barco ancorado, ele girou muito em torno da âncora e balançou. Mas foi pela chuva.
      Abraços e ótima viagem

  5. Adriano disse:

    O tour de 1 dia vale a pena?

  6. Ricardo Almeida disse:

    Olá Rafael, Tudo bem?
    Vou viajar em Fevereiro de 2016 para o sudeste asiático e passar por halong bay. Gostava de fazer 1 noite e 2 dias e li em alguns sites que mais vale comprar o tour em Hanoi e outros dizem que é melhor reservar.
    Tenho visto preços entre os $280 e os $300
    Gostaria de saber a sua opinião?
    Desde já obrigado.

  7. wagner disse:

    em que mês foi sua viagem? li sobre a chuva forte, tava pensando em ir em março, que apesar de ser o fim do inverno lá, e por isso um pouco frio, deve ser seco.

  8. Adorei o post Rafa!!!
    Você recomendaria mais uma noite no tour ou uma foi o suficiente?
    Adorei a ideia de fazer os rolinhos primavera vietnamitas!!! =D
    Beijão!

    • Oi Nat, que legal que você está planejando uma viagem pro Vietnã. É demais!!! Então, achei uma noite suficiente. Se o barco parasse mais pra nadar, etc, acho que valeriam duas. Mas ele para muito pouco, ou seja, você acaba ficando "preso" nele mesmo.
      Qualquer coisa é só gritar.
      Bjossss

      • Obrigada Rapha!
        Na verdade a viagem é para a Tailândia, mas decidimos incluir Halong Bay de qualquer jeito no roteiro, que por sinal já está expremido, vamos ver se dá certo!!! hehehe
        Tô lendo aqui no site da agência que você foi, que no caso de 2 noites, o segundo dia é basicamente para usar o caiaque e nadar. Mas como provavelmente não terei tempo, acho que vou no de uma noite mesmo.
        Com certeza vou lhe chamar por aqui!!!! =)
        Beijão!

  9. A comida de la para um brasileiro nao é esquisita?

  10. Christian Marin disse:

    Vietna é demais, fui p ha long bay muitoo show e outro lugar q indico é uma visita a Sapa, regiao noroeste onde ficam as plantacoes de arroz nas montanhas, muuuuito show tambem

  11. Boia Paulista disse:

    Oi, Rafa. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  12. bruna assis disse:

    Quero muito visitar o Vietnã, mas já ouvi diversas vezes que o povo de lá é mal-educado e sempre quer aplicar golpes nos turistas…você passou por algo assim?

    • Oi Bruna, tudo bem?
      O Vietnã é incrível! Se você vai de lua-de-mel então, tem uma cidade que fui chamada Nha Trang, que ainda vai ganhar posts no blog, que tem muitos resorts e eu adorei. Não achei o povo mal educado não. Já os golpes existem, mas acho que brasileiro tira de letra. Você não toma cuidado ao pegar táxi no RJ? Não fica com o pé atrás se algum guia sugere que você entre numa rua escura com ele em Salvador? Então é o que nós já nascemos sabendo aqui no Brasil. Acho que quem sofre mais são os "gringos" mesmo.
      Abraços e se precisar só chamar!

  13. Robson disse:

    Sonho em um dia passar por aí…. O Vietnã está na minha lista já faz um tempo.. Parabéns pelo post!! Abraço!!

  14. Ivan Taptrip disse:

    Conhecia Hanoi, mas nao sabia que la tinha lugares assim tao bonitos! Muito bom! Parabens pelo post! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *