Cidade de Ho Chi Minh, a antiga Saigon é a metrópole do Vietnã

Conhecida como “Pérola do Oriente” e “Dama do Oriente”, a Cidade de Ho Chi Minh, antiga Saigon, é a maior metrópole e centro financeiro do Vietnã.

Ela, que fica ao Sul do país, é uma espécie de São Paulo de lá, já que a capital é Hanói, que fica bem a Norte do território vietnamita. Com cerca de 8 milhões de habitantes, mais de 13 milhões na área metropolitana, Ho Chi Minh tem uma economia extremamente importante, com crescimento de até 10% ao ano, contra 5% do resto do país. Visitar essa cidade é ver um Vietnã em plena mudança.

CIDADE DE HO CHI MINH

Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A cidade ficou sob ocupação francesa durante décadas, o que pode ser visto refletido em sua arquitetura. O nome Saigon, batizado pelos ocidentais e que virou até música de Emílio Santiago, foi trocado em homenagem ao líder comunista Ho Chi Minh, morto durante a Guerra do Vietnã.

Durante o combate, Ho Chi Minh foi apoiada pelos aliados americanos numa luta interna contra o norte comunista. Por isso, após a derrota das tropas dos EUA e reunificação do país, sob domínio da República Socialista do Vietnã, o nome Saigon foi trocado.

Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Os arranha-céus denunciam a importância de Ho Chi Minh logo na chegada à cidade. É fácil perceber, para quem esteve em outras regiões, que o lugar é mais desenvolvido, organizado e se parece mais com as cidades ocidentais, mas sem perder o trânsito caótico do Vietnã.

Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)O fluxo de motos é tão impressionante que virou atração turística. Estrangeiros brincam o tempo todo de atravessar a rua em meio aquele mar de vespas buzinando, como mostra o vídeo abaixo.

A cidade é dividida em distritos e o Distrito 1 é o mais procurado pelos turistas. Dentro dele, estão as principais regiões hoteleiras, áreas chamadas de Dong Khoi e Pham Ngu Lao. Por serem denominações difíceis, vale você se orientar pelo Ben Thanh Market, o principal de Ho Chi Minh.

Ben Thanh Market em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

No Ben Thanh, você encontrará os mais diversos produtos, das cópias chinesas a itens de artesanato e souvenirs, além de refeições e flores.

Ben Thanh Market em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Durante a noite, o que achei bem mais divertido, as ruas em torno se tornam um mercado noturno animado e com ótimas opções de comidas. Os frutos do mar e peixes assados na brasa são os mais famosos.

Ben Thanh Market em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Night Market em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Night Market em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

REUNIFICATION PALACE

Também conhecido como Palácio da Independência, o Reunification Palace (Dinh Độc Lập – Palácio da Reunificação) é um prédio de 5 andares do anos 60 se mantém até hoje praticamente intocável desde o dia em que a antiga Saigon se rendeu ao norte comunista durante a Guerra do Vietnã. Ali estão réplicas de tanques, móveis, equipamentos eletrônicos, galeria de fotos e pôsteres daquele período.

Reunification Palace em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)Aberto diariamente das 7h30 às 11h e das 13h às 16h, cobra VND 30.000 (US$ 1,50) pela visita. Fica na Rua Nam Ky Khoi Nghia, 135.

PARQUE CONG VIEN VAN

Cong Vien Van em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Cong Vien Van em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em meio à selva de concreto, um dos refúgios mais agradáveis do centro de Ho Chi Minh é o parque Cong Vien Van. A área verde próxima do Reunification Palace é um ótimo lugar para observar as flores de lótus, símbolo do país, e os moradores em suas atividades ao ar livre, da prática de caminhada ao show de badminton que eles dão, até mesmo com os pés. Ali também fica o famoso teatro de marionetes Golden Dragoon Water Puppet Theatre.

CATEDRAL DE NOTRE DAME

Catedral de Notre Dame em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Catedral de Notre Dame em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Construído entre 1877 e 1883, esse belíssimo prédio chama a atenção às margens do parque Cong Vien Van. Tivemos a sorte de encontrar esses recém-casados.

WAR REMNANTS MUSEUM

War Remnants Museum em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

War Remnants Museum em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Na mesma região fica o importantíssimo War Remnants Museum, um museu de guerra que mostra a relação entre os EUA e o Vietnã durante o conflito no país. Do lado de fora, diversas aeronaves e tanques estão expostos. Dentro do prédio, armas, uniformes e fotos muito fortes contam a história. Saí dali bem atordoado com tudo isso.

War Remnants Museum em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

War Remnants Museum em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

War Remnants Museum em Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Localizado na rua Võ Văn Tần, é aberto ao público das 7h30 às 12h e das 13h30 às 17h. Os ingressos custam VND 15.000 (US$0,70).

VIDA NOTURNA

Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ho Chi Minh é uma metrópole de vida noturna agitada. Todas as noites, as ruas da região de Dong Khoi são tomadas por mesinhas (no diminutivo mesmo) lotadas de turistas e moradores. Há bares e restaurantes para todos os gostos. Quem quer evitar a “muvuca”, pode procurar os lugares mais sofisticados nas coberturas dos hotéis.

ONDE FICAR

Me hospedei em Dong Khoi, pois é uma região não só com vida noturna agitada, mas também próxima de todas as atrações citadas aqui nesse post. Fiz todos os passeios a pé e valeu muito a pena. O hotel que escolhi foi o Bizu Hotel District 1. Preços camaradas, ótima localização e atendimento super amigável.

COMO CHEGAR

O Aeroporto de Ho Chi Minh é um dos mais importantes do Sudeste Asiático e o principal do Vietnã. O moderno terminal tem voos para diversos continentes. Quem vem do Brasil precisa fazer conexão em outros países, por empresas como Emirates, AirFrance, KLM, Qatar, United, American Airlines, Delta, entre outras.

Aeroporto de Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Do aeroporto até a região turística, a melhor maneira é pegar um táxi oficial. É mais seguro e a corrida não dura mais do que 20 minutos. Até meu hotel, o taxímetro marcou VND 150.000 (US$7).

ALGUNS CUIDADOS

Mais do que outras regiões do país, Ho Chi Minh é famosa pelos golpes aplicados nos turistas. Eu quase caí em um quando vi o taxímetro saltar de 9.000 para 90.000. Ele estava programado para colocar um “0” a mais sem que o passageiro percebesse. Pois eu vi e logo saí do táxi xingando o motorista. Procure sempre táxis oficiais ou peça para hotéis e restaurantes chamar um pra você.

Conheci ainda um canadense que tinha caído num golpe pior. Ele pegou um táxi na rua e o motorista seguiu para um lugar afastado da cidade. No meio do beco, ele foi chantagiado: “Ou me dá US$100 ou te deixo aqui”. O coitado teve que pagar. Há ainda o conto do “amigo vietnamita”, que quer se aproximar para levar você ou para um bar onde irá chantageá-lo ou até mesmo adulterar sua bebida. É bom tomar esses cuidados, mas achei o Vietnã bem seguro, em nenhum momento tive medo. O uso de violência contra turistas é muito raro, a atenção mesmo deve ficar nos “golpes”.

Ho Chi Minh, Vietnã (Foto: Esse Mundo É Nosso)

+ Confira mais dicas do Vietnã

 

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *