Restaurante Giratório: Para comer e ver as cordilheiras

Santiago (Chile) tem excelentes opções de restaurantes, mas quase todos com preços bem parecidos com os de São Paulo. É difícil comer bem sem gastar menos de 30 dólares. E não é diferente com o Restaurante Giratório, uma visita turística, porém indispensável.

RESTAURANTE GIRATÓRIO

Ir ao Restaurante Giratório é esquecer o cardápio. A graça mesmo deste restaurante, que está localizado no 18º andar de um prédio na Providencia, é que durante uma hora ele dá uma volta completa entre as Cordilheiras dos Andes (Ah! Agora entendi o motivo do nome…). Mas, como bom faminto que sou, é claro que antes de qualquer coisa olhei o cardápio no site do restaurante. Foi aí que eu descobri uma ótima dica: o menu do dia.

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

No almoço, o menu sai por 9800 pesos (20 dólares) e muda a cada mês. Nele estão incluídos: entrada, prato principal e sobremesa. Quando fui, em outubro de 2013, o menu era um pouco mais caro, mas vinha acompanhado de 2 bebidas e café. Na ocasião, ele era composto por batata, guacamole e jamón de entrada, carne assada com batatas e ervas de prato principal e um sorvete de sobremesa. Além disso, pude escolher entre Pisco ou uma taça de vinho, depois cerveja, suco ou refrigerante e, por fim, café ou chá.

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

A dica é sempre reservar antes a sua mesa, assim você não entra na fila e consegue pegar um lugar bom. Peça para o recepcionista de seu hotel fazer a reserva. Quando você chegar (a dica é ir de metrô, fica próximo da estação Los Leones), irá pegar um elevador e ir direto para o restaurante.

Com seu nome na lista, o garçom irá levá-lo até a sua mesa e, muito provavelmente, irá entregar para você um cardápio que não terá a opção do “menu do dia”. Não se assuste, é só pedir que ele mostra as opções para você.

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Talvez pelo fato de eu estar sozinho e ter pedido o menu, ou seja, minha conta não sairia cara, não tive o melhor dos atendimentos. Mas a comida estava ótima e nunca valeu tão a pena comer devagar. Sempre sofri por ser o último a acabar o almoço ou jantar quando saio com os amigos, mas, neste caso, consegui acompanhar a volta inteira que o restaurante deu.

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Se você tem medo de ficar tonto, a sensação de girar quase não dá para perceber. Só senti mesmo quando fixei meu olho em uma planta parada. Mas não tive nenhum desconforto.

Restaurante Giratorio em Santiago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

No fim, com os 10%, a conta deu cerca de 30 dólares. Fui embora bem satisfeito.

Uma boa dica é sair de lá e ir passear no Costanera, um dos shoppings mais famosos da cidade e que fica bem próximo do restaurante.

RESTAURANTE GIRATÓRIO
Avenida Nueva Providencia 2250 – Piso 16
Teletone (56) 2 – 2232 1827

Booking.com

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

3 Comments

  1. Miria Cristina de Lima Menezes disse:

    Como faço reserva para ir a esse restaurante? Viajarei em julho para o Chile. Quero muito conhecer esse restaurante. É possível fazer a reserva agora no Brasil?

  2. Angela disse:

    O menu do dia vale para o Jantar tbm?

  3. Bom saber que a comida estava boa porque desde a primeira vez que fui para Santiago em 1997, já ouço falar desse restaurante, mas sempre fui preferindo outros lugares. Ai fiquei um tempo sem ir de 2006 a 2013 e no começo desse ano fui de novo pra lá. Mas aí me disseram (ou eu li em algum blog?) que a comida tinha piorado muito e não estava boa e mais uma vez, desencanei de ir…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *