7 coisas que você precisa saber antes de viajar pro Atacama

O Atacama é um dos destinos mais surpreendentes e bonitos da América do Sul. Com paisagens exuberantes e boa estrutura, o local tem atraído cada vez mais turistas. Para ajudar quem pretende viajar pro Atacama, preparamos uma lista com seis itens que vão fazer diferença na hora de desembarcar por lá.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE VIAJAR PRO ATACAMA

HOSPEDE-SE EM SAN PEDRO DE ATACAMA

Como a maior parte das pessoas que vão para o Deserto do Atacama chega pelo aeroporto de Calama, no Chile, sempre há dúvidas sobre onde se hospedar. A dica é dormir em San Pedro de Atacama. A maioria dos tours saem de lá e é a cidade mais próxima das atrações. Quem ficar em Calama terá muito mais trabalho para fazer os passeios e gastará muito mais tempo também.

É REALMENTE SECO

Na hora de viajar pro Atacama, lembre-se de que lá é realmente seco. Portanto, não esqueça de levar hidratante para a pele e para os lábios. Você terá que passar várias vezes ao dia e mesmo assim sentirá que está tudo seco. É bom colocar na mala também soro para o nariz. Se tiver os olhos secos, pergunte ao oftalmologista qual colírio ideal para levar. Quando já estiver por lá, não deixe de beber muita água. Além do clima seco, será bom para enfrentar a altitude.

Viajar pro Atacama (Foto: Esse Mundo é Nosso)

FAZ CALOR E FAZ FRIO

Depende da época do ano, claro, mas é provável que você pegue os dois climas na mesma viagem. As manhãs e as noites costumam ser frias e as tardes geralmente são quentes. Então, não esqueça do protetor solar, bermuda, camisetas leves, roupas térmicas, casacos, luvas, meias grossas, gorro e cachecol. Durante a minha viagem, eu usei todos esses itens sem exceção. Ahh, uma dica importante. Eu não comprei aqueles tênis especiais de trilhas, usei um tênis normal e não senti a menor dificuldade em andar.

Viajar pro Atacama (Foto: Esse Mundo é Nosso)

HÁ VIDA NO DESERTO

Não pense que só porque é deserto que lá não tem civilização. San Pedro é uma cidadezinha bem simpática e a Caracoles, a rua principal, é cheia de restaurantes, bares e agências de viagem. Para quem quer agitação, sempre tem alguma coisa para fazer à noite.

Viajar pro Atacama (Foto: Esse Mundo é Nosso)

NÃO VÁ COM PASSEIOS FECHADOS

Quem for viajar pro Atacama não deve se preocupar em fechar todos os passeios ainda no Brasil. Vale a pena dar uma circulada pela Caracoles no dia da chegada para escolher as agências e definir os tours inclusive de acordo com os dias e as possibilidades oferecidas.

CUIDADO COM A COMIDA PESADA

Na verdade, é preciso ter cuidado apenas um dia antes de fazer o passeio pelos Geysers, que sobem mais de 2 mil metros de altitude em 1 hora. Não recomendam o consumo de bebidas alcoólicas nem de carne vermelha ou comida pesada na noite anterior. Eu não tive nada neste passeio, mas sempre escuto relatos de pessoas que passaram mal. A dica é beber bastante água.

Viajar pro Atacama (Foto: Esse Mundo é Nosso)

É UMA VIAGEM QUE DÁ PARA FAZER SOZINHO

Sempre me perguntam se dá para viajar pro Atacama sozinho. Eu fui sem ninguém e foi ótimo. Como lá é necessário fazer passeios em grupo, não terá como não conhecer outras pessoas durante os tours. Depois, você irá até combinar um bar à noite com o pessoal. 🙂

+ Veja nosso guia sobre o destino

+ O incrível céu do deserto no tour astronômico

+ Passeio pelas Lagunas Altiplânicas

+ Todas as dicas sobre o Chile

Booking.com

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *