Esse casal de aposentados trocou o sofá e a TV por viajar o mundo

Por muitas vezes, ouvi meu pai dizer que não via a hora de se aposentar pra ficar o dia todo esticado e assistindo à TV. Quando esse dia finalmente chegou, por muitas vezes o questionei sobre por que não aproveitar o tão merecido tempo livre pra encontrar mais os amigos, viajar para ver com mais frequência as netas que moravam em São Paulo (nós morávamos em Minas) ou realizar o sonho dele de conhecer o Pantanal com minha mãe.

O tempo passou, ele adoeceu e veio a falecer ainda muito novo, com 63 anos. Hoje acho que eu devia ter insistido mais ainda. Sei que pra ele a vida simples era o que mais importava, mas ele sempre valorizou muito a família e falou por anos e anos sobre essa tal viagem ao Pantanal…

Essa semana me deparei com a história do casal Debbie e Michael Campbell, de 61 e 71 anos, que me fez lembrar muito do meu pai. Ao se aposentarem, os dois largaram a vida que seria pacata em Seattle, nos Estados Unidos, e estão viajando pelo mundo há quatro anos. Eles alugaram a casa, venderam um dos carros e um barco, deixaram seus bens num daqueles depósitos, arrumaram as malas e já viajaram por 68 países. No começo desse mês eles comemoraram o número de mil noites dormidas fora de casa.

Casal de aposentados Debbie e Michael Campbell viaja o mundo (Foto: Arquivo Pessoal)

Arquivo Pessoal (seniornomads.com)

Não acho que todo mundo deva se aposentar e sair por aí viajando. Cada um tem em mente aquilo que lhe dá mais prazer. Por que não aproveitar os dias livres pra encontrar os amigos e jogar conversa fora? Ou então para desenvolver uma habilidade que antes não dava tempo, como cozinhar ou pintar? O mais importante é envelhecer com qualidade de vida e o sentimento de realização.

+ Aos 89 anos, essa vovó russa viaja o mundo sozinha
+ Viajar é um dos segredos da longevidade, garantem médicos

De volta ao casal Campbell, eles mantêm um blog atualizado com os relatos de suas aventuras pelo mundo. Segundo os dois, um dos países que mais gostaram de visitar foi a Croácia, tanto que já voltaram pra lá mais algumas vezes nesse tempo de estrada. Como usuários frequentes da plataforma Airbnb nessa jornada, eles foram convidados pela empresa a contar sua experiência em conferências realizadas em Paris. No ano passado, Debbie e Michael lançaram também um livro, “Your Keys, Our Home” (Suas Chaves, Nossa Casa), em que relatam sua vivência fora de casa.

Casal de aposentados Debbie e Michael Campbell viaja o mundo (Foto: Arquivo Pessoal/@theseniornomads)

Arquivo Pessoal (@theseniornomads)

O casal já visitou mais de 200 cidades na Europa, Turquia, Israel, Rússia, México, África, Cuba, Oriente Médio e, mais recentemente, Ásia Central. Após quatro anos viajando, eles ainda não pensam em parar. Tanto que venderam a casa em Seattle e agora são “verdadeiros nômades”.

+ Como passei a comprar menos pra viajar mais

* Com informações do Senior Nomads, site do casal

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

3 Comments

  1. Roseli Fontes disse:

    Acho que esse desejo de por o pé na estrada não tem nada a ver com signo… rsrs. Não souy de sagitário e amo cair n o mundo. \o/

  2. Maria Cecília Manna disse:

    Adorei seus textos. É tudo o que penso.
    Parabéns pela sua facilidade em articular o pensamento, o sentimento é as palavras.
    Estou com 66 anos e meu marido com 71, e sou a nossa agência de viagem.
    Pra mim, viajar é o sentido da vida.
    Deve ser por ser sagitariana que sinto está necessidade imensa de por o pé na estrada.
    Mais uma vez, Parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *