Não importa a hora do dia ou da noite, o Paris 6, badalado bistrô localizado na nobre Haddock Lobo, em São Paulo, está sempre cheio.

Famoso por batizar seus pratos com nomes de celebridades, o restaurante é ponto de encontro dos moderninhos e atores. No menu do bistrô aberto 24h estão clássicos franceses e outras delícias com toque de Brasil.

Visitei o Paris 6 numa tarde de domingo. Não importava que já passava das 16h, a fila para conseguir uma mesa era de quase uma hora. Mas valeu a pena.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A decoração é intimista e lembra um café francês. Fotos e autógrafos de celebridades cobrem as paredes, assim como posters de clássicos do cinema.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

 

 

 

 

 

Éramos seis pessoas e pedimos pratos diferentes. Como já passava das 18h e estávamos realmente com fome, dispensamos o couvert (R$12) e as entradas e fomos diretos aos pratos principais, que giram em torno dos R$60, podendo subir, claro, de acordo com os ingredientes.

• Steak tartare “Fafá de Belém” (R$47)

Tartare de filé mignon cru finalizado com Dijon, acompanhado de fritas e salada.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

• Medaillons Sauce Bourguignonne a “Dalton Vigh” (R$76)

Medalhões ao molho de vinho tinto, cebolas, bacon, e risotto de cogumelos

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

• Paillard de Boueuf a “Sérgio Marone” (R$55)

Paillard de filé mignon com penne ao molho de tomate e mussarela de búfala.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

• Entrecôte Grille Aux Frites a “Ronnie Von” (R$65)

Corte nobre de filé mignon acompanhado de batatas rústicas e molho bernaise

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Um desse, substituímos a batata rústica por batata frita

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

• Filet Sauce Ancienne a “Glória Menezes & Tarcísio Meira” (R$71)

Filé ao molho de mostarda em grãos acompanhado de arroz de forno ao tomate, azeitonas, ervilhas e parmesão.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A sobremesa que faz sucesso por ali e virou modinha e domina as redes sociais é o Gran Gateau, que vem com um sorvete mergulhado na calda sobre o bolinho quente. Os preços dessa guloseima vão de R$26 a R$32. É delicioso, mas muito doce.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Achei o Mil Folhas (massa folhada recheada com Nutella – R$23) bem mais gostoso.

Paris 6 - São Paulo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O atendimento foi o único ponto que pecou. Achamos um pouco lento, confuso e desinteressado.

Nos dias úteis, o Paris 6 serve um almoço executivo por R$39, que pode ser uma ótima opção para quem quer conhecer o lugar sem gastar muito. A casa também disponibiliza o cardápio com preços na internet.

* Preços confirmados em agosto/14

PARIS 6
Rua Haddock Lobo, 1240, Jardins – São Paulo/SP
(11) 3085 1595
paris6.com.br

Na esquina da Haddock Lobo com a Al. Tietê, funciona o Petit Paris 6, um café com cardápio diferenciado que funcionada das 8h à 1h de domingo a quarta e das 8h às 3h de quinta a sábado.

Já foi ao Paris 6? O que achou? Conta pra gente!

+ Veja mais dicas de São Paulo

+ Curta nossa página no Facebook
+ Siga o @essemundoenosso no Instagram
+ Também estamos no Twitter

 

Sobre o Autor
Rafael Carvalho
Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.
12 respostas
  1. Eu e minha esposa tb presenciamos a grosseria dirigida ao garçom. É lamentável que um lugar tão bonito e que tem tudo para ser excelente não só nos pratos servidos, mas na educação direcionada a aqueles que prestam serviço, tem como exemplo um péssimo gerente como esse. A verdade é que todos os clientes são especiais e ninguém merece privilégios. Igualdade e respeito, pois com o ocorrido eu e minha esposa nos sentimos desrespeitados… Triste experiência.

  2. Pois é, Rafael. A única observação negativa que tenho ao Paris também tem relação ao atendimento. Mas não por falta de interesse ou lentidão, como você comentou. Da mesa na qual estava sentada com amigos observei a relação do dono/gerente do restaurante com um dos garçons da casa.

    Ele estava acompanhando uma cliente "especial" quando abordou com grosseria um de seus funcionários. Além de reclamar do suco de melancia que o rapaz havia lhe servido, disse que o garçom estava atendendo o grupo errado de mesas.

    Claro, não é novidade que um patrão dê uma "bronca" em seu funcionário. E talvez o rapaz estivesse mesmo procedendo de forma incorreta. Mas a represália aconteceu de forma indevida, na frente da cliente "especial" e em tom alto de voz. Da mesma forma que eu ouvi a reclamação, outras pessoas devem ter ouvido.

    Achei o destrato ao subordinado extremamente indelicado e abalou um pouco a imagem que eu havia construído do bistrô, que é referência entre tantos grupinhos "cults". Mas, pelo menos para mim, não adianta nada ter cultura e não ter respeito. E uma pitada de respeito com quem está trabalhando no restaurante pode melhorar ainda mais a receita do Paris 6.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.