Compras no Duty Free e noitada em Puerto Iguazu

Aproveite seu passeio pela Tríplice Fronteira e conheça um dos melhores free shops do mundo

Construído em 2002 e eleito por duas vezes o melhor do mundo, o Duty Free de Puerto Iguazu é sem dúvida um dos pontos turísticos da região. Ele fica localizado entre a aduana do Brasil e da Argentina, ou seja, se você estiver em Puerto Iguazu terá que sair do país, fazer as compras e voltar novamente. Já se estiver em Foz do Iguaçufreenão precisará passar pela aduana argentina.

Puerto Iguazu

São 5mil m2 de lojas em estilo de departamento com eletrônicos, vestuários, perfumes, bebidas, chocolates, brinquedos, etc. Já os preços, são basicamente os mesmos praticados nos free shops de aeroportos, inclusive dos brasileiros.

Depois de um dia e tanto nas Cataratas argentinas, eu e o Adolf voltamos a Puerto Iguazu e pegamos um ônibus circular que iria para o Brasil (R$3 ou $5) e descemos na aduana. De lá, depois de registrar a saída do país, chega-se rapidinho e a pé ao Duty Free.

Puerto Iguazu

Após algumas horas na loja e não muitas compras, partimos para mais uma noitada em Puerto Iguazu. Tudo bem que a cidade não é das mais badaladas, mas não faltam ótimos restaurantes e bares. Antes do jantar, paramos numa loja de empanadas e comemos ali mesmo, sentados na calçada…

Puerto Iguazu

De banho tomado, escolhemos jantar no Parrilla & Pizza Color, onde comemos um delicioso bife de chorizo acebollado con papas españolas por apenas $70 (R$35) para os dois.

Puerto Iguazu

De lá, paramos em vários bares, tomamos o típico Fernet argentino (horrível, convenhamos!) e, claro, terminamos a noite no cassino! O dia seguinte seria a vez de conhecer o Paraguai…

Puerto Iguazu

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

44 Comments

  1. Lima disse:

    Gostaria de saber sobre violência

    • Oi Lima, tudo bem?
      Eu andei bastante a pé à noite em Puerto Iguazu, achei bem tranquila. A cidade é pequeninha, não é do porto de Foz. Acho que esse seja um dos motivos de não ter me sentido inseguro.

      Abraços

  2. Thiago Alves disse:

    Passa no hotel onde você está hospedado e te leva até o DUTTY FREE SHOPPING, em Puerto Iguazú, Argentina. Espera você realizar todas as suas compras e te traz novamente com muito conforto e em segurança até o seu hotel. hotel http://www.maketourbrasil.com.br/duty-free-argentina.htm...

  3. Thiago Alves disse:

    Passa no hotel onde você está hospedado e te leva até o DUTTY FREE SHOPPING, em Puerto Iguazú, Argentina. Espera você realizar todas as suas compras e te traz novamente com muito conforto e em segurança até o seu hotel.

  4. Ricardo vilas boas disse:

    Ola, parabens pelo site, eu estou indo na proxima semana, para fazer compras e gostaria que me ajudasse com algumas informaçoes, estou com o orcamento curto, e gostaria de saber de um jeito economico de hospedagem e passeio, queria ir ate puerto iguazu, no duty free, queria saber se tem loja de armas e esportes, gostaria de comprar uma espingarda de chumbinho, se tem algum problema de trazer para o brasil, tbem quero comprar um telescopio, e uma camera semi profissional, sera que os preços do free shop sao iguais os da cidade del este no paraguay, e tambem gostaria de saber quanto custa ficar hospedado uns dois dias em hostel barato pois quero aproveitar e conhecer as cataratas do lado da argentina… muito obrigado

  5. André Simões disse:

    O maior free shop da américa latina é o Siñeriz Shopping em Rivera, Uruguay na fronteira com a cidade de Santana do Livramento, Brasil. São 10.000m² de free shop. http://www.sineriz.com.uy

  6. roberto disse:

    Estou indo com a familia em abril e estamos pretendendo ficar no lado argentino. Como é a entrada e saída na aduana. É complicada? será que não vou perder muito tempo para entrar e sair?

    • Rafael Carvalho disse:

      Oi Roberto, tudo bem?
      Eu acho uma ótima opção você ficar do lado argentino. Puerto Iguazu é menor e mais charmosa que Foz do Iguaçu, que é grande e de difícil locomoção. Sobre a aduana, não é complicado não. Vi que, às vezes, havia um pouco te trânsito para quem estava de carro. Mas se a opção for transporte público ou táxi é bem tranquilo.
      Abraços, boa viagem e volte para dar seu relato.
      Rafael https://www.essemundoenosso.com.br

  7. Sensacional o roteiro ireeei fazer ele todo..

  8. Olá Muito bom e util o blog!
    Gostaria de saber se os preços do duty são muito altos? e como funciona as lojas da cidade? os preços de lá são mais baixos do que do Brasil? e a cidade funciona no domingo(as lojas)?
    Grata!

    • Oi, Bruna, obrigado pela visita!
      Os preços no Duty Free são como os de aeroportos, embora este seja bem maior. Já as lojas da cidade têm preços normais da Argentina, mais barato que o Brasil. Mas as oções não são muitas, mais artesanato e muito couro. Elas funcionam sim aos domingos, a maioria para turistas!
      Abraços

  9. Isabelle disse:

    Obrigada Rafael , no caso acho que vai ser difícil pegar o ônibus pra puerto , pois meu voo chega 19:00 … o táxi fica muito caro até puerto ?

  10. Isabelle disse:

    Olá , adorei o blog e gostaria de uma informação … vou p foz em outubro , passa onibus para puerto perto do arooporto ? minha volta será as 6 da manha , tem facilidade para voltar de puerto p foz ou vc me aconselha a dormir em foz ?

    • Oi Isabelle, obrigado pela visita.
      Do aeroporto de Foz para Puerto Iguazu pelo que vi não existe ônibus direto. Você tem que pegar um ônibus do aeroporto para a entrada de Foz e lá aguardar o ônibus que faz Foz – Puerto Iguazu. Mas não é muito difícil o trajeto.
      Já para a volta às 6h da manhã, se você não quiser usar um táxi, melhor sim dormir em Foz. Mesmo assim, você precisará pegar táxi do seu hotel para o aeroporto, fica bem fora da cidade e a essa hora será difícil um circular, já que em Foz você precisa chegar 2h antes para o embarque, como se fosse um voo internacional!
      Abraços

  11. Claudio disse:

    Oi Rafael, grato pelas informações!
    Quero saber se taxi na regiao, é caro?

  12. Karine disse:

    Bom dia!!!

    Adorei o Blog de voc~es, gostaria de uma informação, estou indo para Foz agora no dia 14/08 e gostaria de saber se la no Duty free eles aceitam reais??? Qual é mais vantajoso levar reais ou dolar??
    Obrigada!!

    • Oi Karine, muito obrigado pela visita. Eles aceitam sim reais. Sobre o que vale mais a pena, vai depender da cotação do dia lá e aqui no Brasil. Se você já tinha comprado dólares, provavelmente vai sair ganhando, já que a contação disparou nestes últimos dias!
      Abraços!!! Boa viagem e volte pra contar como foi!

  13. JONATAS disse:

    Parabéns pelo blog, tá matando a sede dos sedentos de informação. Cara, vê se você me tira umas dúvidas; como é feito o pagamento no lado argentino, peso, real, dolar, cartão? e o cambio você fez? Onde? Um abraço.

    • Rafael Carvalho disse:

      Oi Joanatas, muito obrigado pela visita!
      O pagamento do lado argentino pode ser feito tanto em dólar, real, peso ou cartão. Sobre câmbio, eles fazem a troca de moedas, mas eu normalmente costumo sacar da conta corrente na moeda local do país onde estou.
      Abraços, qualquer dúvida, é só falar.

      • JONATAS disse:

        Brigadão. Deus te abençoe.

      • JONATAS disse:

        Rafael voltei esta semana e só precisei de pesos para entrar no Parque do lado argentino, está 70 pesos a entrada(não aceitam reais nem cartão), o restante pode ser pago em real. Casas de câmbio no centro de Puerto Iguazu, pelo menos a Link onde fiz o cambio, abre às 7 da manhã. O ônibus de Foz até Puerto pode ser pago em real e se não me engano o de Puerto até as cataratas também. Em Ciudad del Este o real é moeda corrente e com boa cotação. Para quem vai atrás de eletrônicos o Paraguai é imbatível; perfumes, pelo menos na Monalisa onde comprei, o preço é excelente, paguei menos do que no Duty de Buenos Aires.

  14. marcos disse:

    Parabéns pelo blog.
    Gostaria de saber se é mais vantajoso comprar em dolar, real ou peso argentinos no free shop de puerto Iguazu.
    Grato,
    Marcos

    • Rafael Carvalho disse:

      Oi Marcos, muito obrigado!
      Esta pergunta depende muito da cotação do free shop. Os preços são em dólar, ou seja, se você for pagar em real ou peso terá que fazer a conversão pela taxa deles. Mas esta taxa não foge muito a das nossas casas de câmbio, então fica realmente a seu critério.
      Abraços,

  15. Carolina disse:

    Olá Rafael,

    Muito boas as informações que vocês passam, Parabéns!
    Tenho uma dúvida, se puder me ajudar…
    Vou de carro para Foz e pensei em me hospedar em um hotel do lado Argentino, em Puerto Iguazu, você sabe que docimentação preciso para atravessar a aduana?

    Muito obrigada,
    Carolina.

  16. Luciano disse:

    Olá Rafael td bem? Bom seu blog, ajuda quem vai para a região como o meu caso.
    Bom, vamos para foz e pretendo ir até o dutyfree, pelo que ví não é preciso passar pela receita na volta, mas pretendo ir no paraguai no dia seguinte e claro irei comprar presentes interessantes (eu e minha esposa). Bom minha dúvida é quanto ao retorno no aeroporto, não poderei passar da cota que são 300U$ por pessoal, estou certo? Esses valores devo somar as duas compras tanto a do dutyfree e no paraguai? Quanto ao cassino vale a pena conhecer? Ele fica próximo a fronteira do Brasil, quanto ao retorno posso voltar a qualquer hora da noite, pois pretendemos ir na parte do final da tarde no duty para depois pegar um jantar na cidade e conhecer o cassino.
    Obrigado pelas dicas.

    • Rafael Carvalho disse:

      Oi Luciano, tudo bem? Obrigado pela visita ao blog!
      Então, na volta do Duty Free você passa sim pela aduana brasileira, mas é bem tranquilo. A fronteira com o Paraguai também é tranquila e não é todo mundo que é parado. Mas uma coisa é fato: mesmo já estando no Brasil, no aeroporto de Foz você tem que passar pela Receita Federal e eles são bem rígidos. Ou seja, mesmo você tendo comprado US$300 no Paraguai e mais US$300 na Argentina, o que vale ali será a soma de US$600. Eu vi muita gente tendo que prestar contas lá, pagar multa, etc. E isso às 5h da manhã.

      Sobre o Casino, você tem opções em Puerto Iguazú e Punta del Este. Eu fui em Puerto. Lá tem 2, um mais chique – em um hotel – e outro mais simples, no Centro. Vale a pena sim, é bem legal e você pode cruzar a fronteira de volta à noite sim, só acho que não tem transporte público, então terá que ser de carro ou táxi.
      Abraços, boa viagem e se precisar é só falar!

  17. rachel disse:

    Olá meninos, parabéns pelo site, muuuito bom…
    Estou pensando em ir para Foz agora no inicio de Maio, e estou com uma dúvida quanto ao Duty free, os preços dos perfumes por exemplo, sao os mesmos praticados no aeroporto?
    Obrigada,
    Bjao Rachel

    • Rafael Carvalho disse:

      Oi Rachel, muito obrigado pela visita ao blog.
      Sobre sua pergunta, os preços do Duty Free em Puerto Iguazú são sim muito semelhantes aos dos aeroportos, mas a variedade sem dúvida é muito maior.
      Abraços

  18. Caros bloggueiros,

    Parabéns pela iniciativa. Estou indo à Assunção ver o meu Time de Guerreiros e Campeões – FLUMINENSE, CLLARO!!! – e na volta quero conhecer Puerto Iguacu.

    Alguma sugestão de hotéis e boliches para à noite:

    Saudações Tricolores,

    Roberto Vivacqua

    • Rafael Carvalho disse:

      Olá, Roberto! Que bom que vai passar por Puerto Iguazú, tenho certeza de que você vai curtir muito. Eu fiquei hospedado num albergue chamado Che Lagarto, a localização é ótima! Para a noite, indico os bares do centrinho, entre eles o restaurante Parrilla Color, e também os casinos, claro!
      Aproveite e coma uma boa carne argentina!
      Abraços!

  19. Denise Madrid disse:

    Rafael

    Comprei um pacote para foz através da cvc. Minha pergunta é: Consigo comprar os passeios opcionais diretamente na cidade, será que sai mais em conta do que se eu comprar da cvc? Vou ficar no hotel Turrance, vc ja teve ouviu de alguem em seu blog se esse hotel é bom? Desde já agradeço e parabens viu, seu blog é ótimo.
    Abraços

    • Oi Denise, tudo bem? Obrigado pela visita.
      Então, você consegue sim todos os passeios opcionais nas cidades da Tríplice Fronteira. Só não sei te dizer se será mais barato que a CVC ou não. Aí você precisa fazer um comparativo. Eu fiquei no hotel Turrance lá em Foz, é muito bom. Nada de luxo, mas muito confortável e o atendimento é ótimo.
      Abraços, boa viagem!

  20. Windson disse:

    Olá Rafael e Adolfo, gostaria de saber se eu vier de Foz do Iguaçu para São Paulo há o mesmo rigor em relação a mercadorias compradas em Puerto ou Cidade de Leste por parte da policia Federal acaso eu passe um pouco da cota para compras? Não sou contraventor, apenas consumista insaciavel. Obrigado e parabens pelas dicas sobre Foz, aproveitarei muito durante minha viagem de férias.

    • Olá, Windson, tudo bem?
      Se você vier para São Paulo de avião, há sim o mesmo rigor, como se você estivesse vindo da Argentina para o Brasil. Tanto que é preciso chegar bem antes ao aeroporto de Foz do Iguaçu para passar pela Receita Federal, que passa todas as malas por um Raio-X e, quando acha necessário, pede para abrir e comprovar com notas fiscais. Eu não sabia disso, só descobri na hora. Sorte que não levávamos nada além da cota.
      Abraços, boa viagem!
      Rafael

  21. Gizele disse:

    Oi Rafael, super bacana seu blog!!! Adorei!
    Quero te perguntar umas coisas: No lado argentino você viu alguma loja da Apple? Ou mesmo no Duty Free? Foram a loja SAX? Vocês chegaram a ir no passeio pelo rio ao entardecer? Justamente para ver o cair da tarde. E um dica de restaurante legal para ir a noite.

    Abraços

  22. luciani disse:

    Realmente suas informaçoes são ótimas! Pretendemos ir logo para lá tbem… Já fizemos o passeio do lado brasileiro e agora queremos ir para o lado argentino. Como vc fez para entrar em contato com o hotel? Esse que vc ficou é bom? Quanto custa?

  23. CAROL disse:

    Rafael, até que enfim encontrei um relato recente sobre Foz…
    Vou pra lá em maio e estou na maior expectativa…estou devorando tudo que encontro na net e vc irá me ajudar bastante, tenho ctz!!!
    Quero fazer essa aventura nautica mas minha amiga morre de medo de água será que ela vai me odiar forever?? Vamos ficar no Hostel Che Lagarto em Puerto e pretendo fazer os passeios por lá, voce poderia me adiantar quanto custa?
    Outra dúvida, qualquer pessoa compra no free??? Ou eles exigem voo internacional??
    Vc ficou por lá ou foi à Buenos Aires tb???

    Grande Abç!!!

    Carol

    • Oi Carol,
      obrigado por visitar o blog.
      Então, a Aventura Náutica é bem radical pra quem não gosta de água. Não sei não se sua amiga não vai te odiar eternamente, rs. Ouvi dizer que o lado brasileiro é mais tranquilo, eu fiz o argentino. Adoro água e olha que deu um certo desespero quando entra debaixo da catarata!
      Eu também fiquei no Che Lagarto em Puerto Iguazú. É meio velhinho, mas o clima é ótimo e é superanimado, perto de tudo mesmo!
      Sobre os passeios, eu paguei $230 pesos para a Gran Aventura completa (que inclui uma trilha de caminhão e um percurso maior de barco pelo rio – sem emoção), mas acho que só a Aventura Náutica é mais que suficiente e custa bem menos, cerca de $100 pesos. Você pode comprar os ingressos dentro do parque mesmo, é o mesmo preço. Tudo isso que estou falando, é do Parque do lado argentino, cuja entrada custa $45 pesos para moradores do Mercosul. Para chegar lá, você pode ir de transfer do albergue, táxi ou ônibus circular mesmo. Este foi o único passeio que pagamos mesmo.
      Sobre o free shop, qualquer pessoa pode comprar, só lembre que na volta pelo aeroporto de Foz é como se você estivesse fora do Brasil e terá que passar pela receita, ou seja, tem o limite para compras, acho que são US$300.
      Por fim, eu fui apenas para as três cidades da Tríplice Fronteira, não fui pra Buenos Aires não.

      Se quiser mais dicas de Puerto Iguazú, acessa http://essemundoenosso.wordpress.com/2010/09/22/p
      Sobre o parque argentino http://essemundoenosso.wordpress.com/2010/09/22/c

      Abraços e boa viagem! Qualquer dúvida, estamos aí!

  24. Monica disse:

    Rafael e Adolf,
    Estou adorando as dicas do seu blog! Vou para lá em março e vcs estao me ajudando muito muito e muito!
    Tenho uma duvida: ficarei no hostel em Foz, e quero saber se para ir a Puerto Iguazu a noite, e terei que passar pela aduana.
    Já achava que o FreeShop era do lado argentino, vcs já esclareceram que nao, obrigada!
    Outra pergunta: morro de medo de agua, mar, etc – sera que tenho um infarto no aventura nautica? rs Quero fazer mas eh muito radical ou da para encarar? Pelo que li eh bem rapidinho ne?
    abraço

    • Rafael Carvalho disse:

      Oi Monica, tudo bem?
      Que legal que estamos podendo ajudar você! Vamos lá então…
      Para ir a Puerto Iguazu à noite, você terá sim que passar pela aduana, já que é outro país. Mas atenção, acho que os ônibus só circulam até 19h30, depois você terá que encontrar outro transporte.
      O Free Shop, geograficamente, fica mesmo na Argentina, do outro lado do rio, mas na teoria você ainda não entrou no país, já que isso só acontece depois da aduana. Mas para ir vindo de Foz, você terá que deixar o Brasil e, vindo de Puerto Iguazu, terá que deixar a Argentina, ou seja, fica num território “neutro” entre os dois países.
      Já sobre o passeio, me disseram que do lado brasileiro do parque é mais light, ótimo pra você que tem medo de água. Porque na Argentina, onde eu fui, foi bem radical, eu amo água e achei que fosse morrer afogado.
      Qualquer dúvida, é só perguntar!
      Abraços,
      Rafa

    • Clélia disse:

      Monica, tudo bem?
      Vi que você viajou para Foz e eu estou querendo ir com minhas amigas, você me indica algum hostel por lá?
      Obrigada

  25. Adolfo disse:

    Estou adorando esses meus comentários, já que eu não vou escrever sobre isso no meu blog hahaha. Estou lembrando a gente saindo do parque e pegando aquele ônibus cheio de pessoas esquisitas e com aquela mulher que estava no nosso trem da Garganta do Diabo, lembra? Depois a gente desceu no meio do caminho para pegar outro ônibus e ir até o Free Shop. Ninguém sabia dar informaçõa, só uma mulher que estava tomando chimarrão falou o certo. A gente esperou alguns minutos, o ônibus do Paraguai passou reto e nos xingou. Paramos na aduana novamente, demos o RG e entramos no paraíso das mulheres hahaha. Não sei como a gente não estava completamente cansados. A gente era literalmente só o pó hahhaa. Vermelhos, levemente molhados pelas Cataratas e se duvidar suados huauhauhahua. Durante duas horas a gente se divertiu, experimentou coisas, viu de tudo, quase ganhou brinde da mulher do perfume, vimos de tudo e compramos quase nada hahaha. Chocolate, caixinha de som, saleiro huauhahuah! O seu saleiro com pimenta era caro, né? Imagina nossas irmãs num lugar desses? Mas o mais divertido é a nossa falta de planejamento em algumas situações. A gente no ônibus, indo embora, você olha e fala "Olha, Adolf, um supermercado!". E de repente a gente desce sem nem saber onde estamos. Fomos em um, pegamos as compras, mas desistimos quando vimos que não tinha o meu chocolate hahaha, andamos mais dois quarteirões, e achamos TUDO! Na volta, avistamos um lugar que vendia empanadas para delivery, paramos e compramos! Cada empanada por 2 pesos! UM REAL! E a melhor empanada que eu já comi na vida. Sentamos no meio da rua e comemos e ainda os idiotas não pegaram a promoção pra nao estragar o jantar hahaha. Andamos, andamos e andamos, enquanto decidíamos em que restaurante iriamos comer. Como essas dúvidas são boas né hahaha. Ainda jogamos mais pingue pongue, tomamos banho e fomos comer Chorizo com aquele tempero sensacional e a melhor batata dos últimos tempos. Com direito a um arroz horrível e uma tequila especial huauhauhahua. Depois a gente teve uma noite meio da Espanha, de bar em bar, de papo em papo e sem olhar para o relógio. Quando vimos já eram quase 3h da manhã. E em frente ao hostel, a argentina das pulseirinhas chegou e nós ficamos mais uns vinte minutos conversando com ela. Pela primeira vez, senti que o Brasil está bem hahaha "A moeda de vocês está muito valorizadas". BUENA ONDA, chico hahaha! Esse dia conseguiu ser ainda melhor que os outros. Não sei como, mas conseguiu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *