No ônibus
No ônibus rumo ao Corcovado

Nosso último dia começou cedo. Acordamos às 8h da manhã, tomamos café e saímos em comboio para o Corcovado. Além da Carla, que havíamos conhecido no dia anterior, Dani e Susana – outras duas hóspedes do hostel, se juntaram a nós.

Pegamos o ônibus circular até a estação Cosme Velho, de onde sai otrem para o Corcovado. É longe! De Ipanema até lá levamos quase 1h, mas a paisagem compensa a “viagem”… Só que ao chegarmos à estação, estava tão cheio que descobrimos que a fila de espera era de mais ou menos 1h30. Foi então que decidimos subir o morro de van. O preço é o mesmo (R$40 – transporte + ingresso pro Cristo), só que com a van você tem direito a visitar o Mirante Dona Marta, de onde é possível ter uma vista de tirar o fôlego da cidade e bem menos disputada que o Cristo. Vale parar e tirar muitas fotos.

Mirante Dona Marta
Mirante Dona Marta com Corcovado ao fundo

De volta ao carro, conhecemos mais pessoas de diversos lugares: o Tomaz de Natal e mais 3 meninas, uma de Salvador, outra de Aracaju e a outra de São Paulo. Foi bem legal, rimos muito e isso ajudou a suportar o calor de 36º sem ar condicionado. Diz o motorista que se ligasse o ar a van não conseguia subir o morro. Papo furado!

Ao chegar lá em cima, quando você pensa que já superou a espera do trânsito, você se engana. Tem então que pegar uma fila, outra van (oficial do Corcovado) e depois escolher pegar a fila do elevador ou então subir pela escada antiga. Fomos pela escada mesmo… apesar de algumas nuvens, ver o Cristo de perto é como carimbar o passaporte com a frase “estive no Rio de Janeiro”. Sem contar a vista de toda a cidade, a Lagoa, as praias… lindo demais!

Cristo Redentor
Cristo Redentor

Vale ainda parar num barzinho e tomar uma cerveja (R$4) para apreciar a vista e conversar com os amigos…

De volta à cidade, combinamos de almoçar em Copacabana. Fomos eu, Adolf, Salbego, Dani, Carla e Tomaz. Dividimos um churrasco misto (R$40) à beira-mar e, claro, tiramos a tradicional foto em frente ao Copacabana Palace… foi ótimo!

A única coisa triste é que já era hora de ir embora… tomamos então uma lotação (R$2) de volta para Ipanema, pegamos nossas mochilas e partimos de taxi (R$30) rumo ao aeroporto Santos Dumont… adeus, Cidade Maravilhosa, até a próxima!

[slideshow]

Sobre o Autor
Rafael Carvalho
Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.
0 resposta
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Reserve seu hotel aqui
Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.