Céu do Atacama: Tour Astronômico é experiência única

contei aqui no blog que minha vontade de conhecer o Chile ficou ainda maior quando vi em um programa de TV a apresentadora falar que o céu do Atacama era um dos mais bonitos do mundo. Quando decidi que iria para o deserto, resolvi ler o guia Lonely Planet e acabei encontrando o tour astronômico que eu tanto queria fazer.

CÉU DO ATACAMA: MELHOR LUGAR PARA OBSERVÁ-LO

Depois de deixar as malas no hostel em San Pedro de Atacama, saí em busca dos passeios que gostaria de fazer e já comecei a investigar o tal Tour de las Estrellas.

Descobri que o famoso tour criado por um astrônomo francês tinha o nome de SPACE (San Pedro de Atacama Celestial Explorations) e já sabia que o ideal era não deixá-lo para a última noite na cidade, pois o passeio não é garantido, já que em algumas ocasiões há nuvens no céu do Atacama e não é possível observar as estrelas. Além disso, é importante lembrar que em períodos de lua cheia também não acontece o passeio.

Resolvi fazer o tour na minha terceira noite no deserto do Atacama, assim ainda teria a quarta, caso não desse certo na primeira ocasião. Este dia foi o mais cansativo no deserto. Acordei às 3h da manhã para ir aos Geysers del Tatio, à tarde, sem nem cochilar, fui para o Valle de La Luna e Valle de La Muerte. Cheguei em San Pedro de volta às 20h, tomei banho, comi e fui para o tour astronômico, que estava marcado para às 22h.

Céu no Atacama (Foto: Arquivo Pessoal)

O horário varia com a época do ano. Em outubro, quando fui, havia o primeiro tour, em inglês, às 21h, e o segundo, em espanhol, às 22h (que foi o escolhido por mim). O valor do passeio (comprado na própria SPACE, que tem uma agência na Caracoles, foi de 18 mil pesos (36 dólares).

Para chegar ao SPACE eu tive que ir até a Caracoles, principal rua da cidade, e pegar um ônibus. Após cerca de 15 minutos, e depois de ter percebido a luz praticamente acabar, chegamos ao centro.

Lá não há quase nenhum tipo de iluminação. Existe apenas uma luz rosa, bem fraca, que sinaliza uma casa onde podemos pegar cobertores, caso estejamos com muito frio, e para onde vamos depois que acabamos o tour.

Ao chegar, perdi o fôlego de novo. Não sei quantas vezes perdi o fôlego nesta viagem (e nenhuma delas foi por causa da altitude). Ali estava o céu mais lindo da minha vida, sem dúvida. Era o tão sonhado céu do Atacama. Fomos recebidos por uma astrônoma muito simpática, acredito que ela seja a mulher do famoso francês. Foi ela quem nos explicou detalhes muito interessantes sobre o sistema solar.

Com um laser na mão, ela apontava para o céu e explicava calmamente cada região, falava das estrelas, dos signos, das constelações e planetas. Enquanto ela falava, observamos um vulto brilhando e passando no céu. Era um meteorito. Durante cerca de 1h, ficamos ali, em pé, vendo e ouvindo. Confesso que algumas vezes aquelas estrelas me faziam viajar tanto que eu até perdia a explicação da astrônoma. É muito bonito.

Céu no Atacama (Foto: Arquivo Pessoal)

Depois da explicação, fomos levados até os dez telescópios que existem no lugar. Lá, cada um pode observar as estrelas e obter informações. Neste meio tempo, aproveitamos para tirar duas fotos com a câmera de um dos turistas que estava comigo no tour. Por sorte, ele me mandou estas duas fotos.

Quando acabamos de observar pelo telescópio, entramos na casinha para conversar com o francês, saber mais do sistema solar e para tomar chocolate quente, café com leite ou chá. Duas horas e meia depois e lá estava o ônibus de novo para nos levar até a Caracoles. De lá, segui a pé até o hostel.

O dia foi cansativo, talvez por isso não aproveitei 100% o tour astronômico (ou Tour de las Estrellas, como ele é chamado por lá). Estava exausto. Mas valeu muito a pena. Não deu nem tempo de sentir sono de tão bonito que é o céu do Atacama. Foram 36 dólares muito bem gastos para toda a vida.

+ Leia todos os posts do Atacama

+ Dicas básicas e úteis para sua viagem ao Atacama

SPACE
Site: www.spaceobs.com
Tour de las Estrellas – 18 mil pesos (36 dólares – out/2013)

Agência SPACE: Caracoles 166, San Pedro de Atacama, Chile
Booking.com

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Leave your comment

  1. Dalton disse:

    Ola, saberia o nome desse astrônomo francês??

  2. Mah Barros disse:

    Pra fazer uma foto assim é legal uma câmera com ajuste manual… Vc vai precisar de um tempo de exposição um pouco maior… Ah… e um tripé! Eu perdi meu tripé na viagem e tentei fazer a foto apoiando a câmera no improviso e o resultado não foi tão bom…

  3. Mah Barros disse:

    Nenhuma foto faz justiça ao céu de Atacama… Ao vivo é ainda mais lindo.. Dá vontade de deitar no chão (pq em pé o pescoço começa a doer depois de um tempo) e ficar contemplando por horas !!!

  4. Anderson disse:

    O céu lá é como o da foto ou isso é efeito da câmera?

  5. Marcella disse:

    eu li no post que foi um turista..quem sabe eu descubro como tirar a foto..não posso contar com a sorte! rsrs bjs!

  6. Marcella disse:

    Meu Deus….Amei …Sabe como faz para tirar uma foto dessa? Que tipo de câmera levo? A agência de passeio não tem um serviço de foto?

    • Adolfo disse:

      Oi, Marcella!

      Pelo menos quando eu fui, eles não tinham um serviço desse de fotos.

      Uma pessoa que estava no meu tour tinha um câmera profissional e me passou a foto depois por email.

      Obrigado pela visita.

      Abs

  7. Muito bom o post! Ótima dica e lindas fotos! 😉

  8. Debora Garcia disse:

    Lindo demais… parece até mentira! rs Mais um item pra bucket list. 🙂

  9. Diego disse:

    Muito bom Rafa… li sobre esse tour num jornal há poucas semanas e fiquei com vontade. Agora com esse post deu mais vontade ainda. Atacama está na minha lista de prioridades. Um abraço!

  10. Thaís Costa disse:

    Muito legal mesmo esse tur, eu fiz e amei. Tô aqui invejando as suas fotos, não consegui tirar nenhuma legal e também não tive a sorte que você teve de alguém tirar fotos boas assim. rsrsrsrs

  11. stengrat disse:

    Infelizmente quando fui ao Atacama era período de lua cheia e não tinha o tour com a agência SPACE disponível. Acabei fazendo com outra agência, mas não foi como eu esperava. Da próxima vez ficarei de olho no calendário…
    Abraços

    • neigroove disse:

      Olá iremos em epoca de lua cheia tb =/ Saberia informa outras agencias que fazem esse passeio? Tks

      • stengrat disse:

        Oi Neigroove…eu fiz com a agência Vision Atacameña, mas não gostei muito. Foi uma experiência legal pois eu nunca tinha feito nada parecido, mas eles só tinham 3 telescópios e eu achei que poderia ter sido melhor…
        Abraços

  12. Daniela disse:

    Lindoooooo, Adolfo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *