Como passei a comprar menos pra viajar mais? Existe segredo?

Durante muito tempo me questionei como é que várias pessoas assim como eu, que não eram de família rica e trabalhavam normalmente no horário comercial, conseguiam viajar tanto ao longo do ano. Enquanto isso eu ficava ali, sonhando com as férias ou um feriado mais longo.

Como eles fazem? Descobri que não existe uma receita pronta pra isso. Eles até concordam que “se programar” seja um dos pontos principais, mas o segredo pra viajar mais e mais sem precisar ser rico vai muito além.

Após alguns anos, eu mesmo acabei conseguindo criar o meu modelo pra conseguir juntar dinheiro pra cair na estrada em momentos que não fossem apenas nas férias. Percebi que, no meu caso, era preciso aprender a comprar menos pra viajar mais.

Como comprar menos pra viajar mais (Foto via Shutterstock)

Foto via Shutterstock

Mas como é que faz isso? Realmente não existe receitinha pronta, quisera eu que ela existisse. Durante muitos anos tentei encontrá-la e, em alguns casos, cheguei a comprometer minhas finanças. Mas agora, viajando frequentemente há mais de seis anos, já posso contar pra você como é que eu consigo.

GASTAR MENOS PRA VIAJAR MAIS

Sugestão de trilha sonora pra esse post

Não vou começar com aquele papo de que se você deixar de comprar uma xícara de café por dia ou uma garrafinha de água mineral terá economizado “x” no final do ano. Isso é algo muito pessoal e esse cafezinho pode ser aquilo que alivia o seu estresse no trabalho, por exemplo. A escolha do que cortar vem de você.

E como eu faço? Eu consegui criar na minha cabeça uma coisa que adoro e eu a chamo de MOEDA VIAGEM. Isso mesmo, é uma moeda que a cotação pra mim é o “custo viagem”. Parece complicado, né? Mas vou dar alguns exemplos:

– Se olho um sapato na vitrine, quero muito comprá-lo e vejo que ele custa R$300. É então hora da minha MOEDA VIAGEM entrar em ação. Eu preciso mesmo dele? E se usasse esse dinheiro em uma viagem, pra onde eu compraria uma passagem com esses R$300? Salvador ou Florianópolis, talvez?

Claro que se eu realmente precisasse de um sapato, eu compraria. Mas dessa forma consegui me segurar muito naqueles momentos de impulso. E isso começou a valer pras coisas mais básicas. Sou meio que viciado em Coca-Cola e consegui abrir mão de tomá-la alguns dias da semana já pensando “por que eu não deixo pra bebê-la em algum destino pra onde quero ir?”.

Como comprar menos pra viajar mais (Foto via Shutterstock)

Foto via Shutterstock

E é assim, brigando com o diabinho consumista que fica no meu ombro esquerdo, que meu anjinho viajante da direita consegue me ajudar a gastar menos pra viajar mais. Pra eu não acabar não vendo a cor dessa economia, eu tenho uma conta poupança chamada “viagens” e é pra lá que esse dinheiro vai. E isso é bem simples, já que poupança não tem taxa administrativa e você pode abrir uma quando quiser, em qualquer banco. Surgiu uma oportunidade de viajar num fim de semana ou num feriado? É hora de fazer o resgate do que consegui economizar pra essa finalidade.

Não é fácil, como disse no começo, cada um acaba desenvolvendo uma técnica própria. O que vale pra mim pode não valer pra você. Mas não custa tentar o que funciona pra outras pessoas, né?

E você tem alguma estratégia que fez com que viajasse mais? Divide com a gente!

+ Já parou pra pensar quanto custa a sua felicidade?
+ Por que insistem em julgar mal quem ama viajar?

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

13 Comments

  1. isabel silva disse:

    Gostei das dicas…como amo viajar, vou comecar a economizar

  2. Elisa Barros disse:

    Esse post me define demais! A muito tempo percebi que uma viagem (seja um fim de semana no Rio ou passar um dia em Ouro Preto) me proporciona MUITO mais prazer do que um sapato ou roupa de grife. Outra coisa que também não faço é comer em restaurante de modinha e pagar caro por comida mediana. Essa moeda viagem sempre existiu na minha cabeça. Normalmente eu costumo brincar que isso ou aquilo custa X euros ou dólares (depende do próximo destino) e faço a conta baseando-me no que essa quantidade de moeda me proporciona nas viagens. Comer bem no Brasil está caríssimo, então sempre penso que prefiro gastar metade em Lisboa ou Paris. E é de pouquinho em pouquinho que a gente junta o valor que precisa para realizar nossos sonhos! Também fecho sempre com antecedência e vou pagando tudo. Assim, quando viajo, volto sempre já pensando (e pagando) o próximo destino!

    PS: Adoro seu blog e me ajudou muito na minha recente viagem ao Sudeste Asiático (Vietnã, Camboja e Tailândia)

  3. Priscilla Barreto Cancio disse:

    Olá, Rafael Caravalho! Tudo bem?
    Seu post me chamou muita atenção, então, resolvi abrí-lo pada ler. Adorei!
    Iniciei no mundo da viagem há sete anos. E, com muita satisfação, digo-lhe que esta forma de economizar faz muito sentido. Tenho agido assim há uns três anos, e consegui aumentar muito a frequência de viagens no ano. No início fazia uma, hoje faço por volta de quatro viagens. Aproveitamos os feriados e qualquer outra folga que temos. Já conhecemos 11 países e fizemos 2 cruzeiros. Vale muito pena!

  4. Daniele disse:

    Ótimas dicas! Venho tentando fazer isso, ainda não consegui realizar nenhuma viagem pois moro com minha mãe, e minha irmã, somos muito unidas, e temos nossos salários entregue nas mão de minha mãe todo mês, somos criadas assim, acredito que seja o melhor maneira para conseguir pagar as contas, mas sempre que preciso compro algo e minha mãe vai e paga, enfim, não me sobra mto dinheiro pois somos 3 consumistas e em época de crise mesmo diminuindo não nos sobra mto, mas td se ajeita. Tenho uma poupança com muito pouco até o momento, mas, não tiro se quer 1 centavo de lá, a não ser que seja uma urgência em questão de saúde. Confesso que depois que surgiu em mim o desejo de viajar o meu consumismo tem melhorado muito. Como uma pessoa disse ali em cima e eu tbm coloco em prática é sempre arrumar nosso guarda-roupas e conferir o que realmente estamos precisando, colocar peças de sair, trabalho, ficar em casa e peças intimas cada uma com a outra em uma gaveta separada, assim vc nota mais ainda do que precisa, e assim acaba não comprando coisas desnecessárias, e tbm livra-se de coisas que não usará mais. Viajar é o melhor que a vida tem a nos oferecer, cabe a nós mesmo decidir se queremos investir em produtos e roupas caras pra ficar dentro de casa ou dar uma volta até o próximo quarteirão de casa, ou, investir em viagens, que renovam o nosso ser, que a cada caminho diferente que passamos nos faz tornarmos uma pessoa diferente, pois nunca voltamos de uma viagem sendo a mesma pessoa que éramos antes.

  5. Silvano disse:

    Olá Rafael! No meu caso, todo o dinheiro do terco de férias vai para viajar. QuandO pego férias viajo sempre

  6. Kátia Martinelli disse:

    Olá! Amei o post. Eu tb tenho poupança viagens e sou super econômica em relação aos bens de consumo. Organizo meu guarda-roupa com frequência para saber exatamente do que preciso. E isso faço com tudo nna minha casa. Assim sobra dinheiro. Outra dica que uso: qdo faço um roteiro de viagem, escolho aquelas atrações imperdíveis do lugar para fazer. Ex: ir a Veneza e apassear de gôndola. Fora isso economizamos escolhendo restaurantes e hotéis/bons mas mais baratos. Também escolho férias na baixa temporada. Com isso viajo todos os anos. Pelo menos 2 x. Conheço bem o Brasil, a América do Sul praticamente toda e alguns países da Europa…e sou uma pessoa simples e com posses bem modestas…. rssss

  7. marcinha disse:

    sensacional…mas ja faço isso ha algum tempo….eu e meu marido vamos planeando uma nova viagem…e com isto vamos economizando…tipo viagem de fim de ano…aproveito e vou p meu apto em guaruja..ou ficamos aqui mesmo em sampa…que fica delicioso.e vazio…..e assim no mes de setembro ja começo a pagar a viagem pros meses de baixa temporada..tipo março abril e maio………..achei o maximo a poupança viagem……mas de boa…faço economia…em cabelereiros…roupas…sapatos…meu impulso de consumo..deu uma bela equilibrada e freada……acho q a maturidade nos ensina.que viajar é a melhor coisa do mundo….acabamos de chegar de um lindo cruzeiro pelo fjordes e baltico..e de lambuja peguei um voo de copenhagem p new york excelente….e barato da norwegian air que aconselho e o melhor 15 dias de cruzeiro…so 20 kilos de mala………e os voos de ida e volta por milhas…….um beijo enorme

  8. LEANDRO disse:

    Ola Rafael!
    Achei muito bacana este modelo que voce também utilizou. Ja venho utilizando este modelo ha cerca de 10 anos. Criei isso em um Cruzeiro com amigos, onde a viagem foi simplesmente FANTASTICA. Quando retornamos, nossa maior vontade era voltar a fazer novas viagens e utilizamos um modelo de moeda chamado ” Modelo Cruise ” ou seja, sempre que queriamos sair pra algum barzinho, baladas caras, pensavamos melhor e saiamos, claro! Mas para lugares também legais mas com o custo mais baixo e adivinhem. Curtiamos do mesmo jeito e ainda na data programada fazíamos nossa viagem tao desejada! E a partir dai esse meu modelo passou a ser aplicado em todas as viagens que venho feito ao redor do Brasil e do mundo. Obviamente que nao aplico tudo à Cruzeiros, mas mesmo assim ja fjuntei um certo número interessante de mais de 12 Cruzeiros feitos e mais de 30 países conhecidos!
    😉

  9. lis melo disse:

    Achei muito interessante essa forma de poupar para viajar. Vou começar a botar em prática. Obrigada pela dica.

  10. Junnior disse:

    O diabinho consumista é uma droga mesmo, eu tenho tentado controlar ele a todo custo, mas é complexo. Meus maiores problemas são com livros e itens colecionáveis que gosto, mas aos pouquinhos vou conseguindo. Estou começando a separar algumas coisas que tenho em casa também que não tem mais utilidade para vender, e planejo usar o dinheiro que conseguir para viajar. Adorei o post. ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *