Casa de Anne Frank: Museu em Amsterdam

Para quem gosta de viver de perto a história, em Amsterdam é possível sentir isso na pele ao visitar a casa de Anne Frank (ingresso por 9 euros).

A CASA DE ANNE FRANK

Foi lá que a garotinha escreveu seu diário, que depois ficou conhecido mundialmente. Anne Frank e sua família tiveram que se esconder dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, mas eles acabaram sendo descobertos e ela foi morta no campo de concentração de Bergen-Belsen.

Em Amsterdam, é possível entrar na casa em que a família se escondeu para descobrir cada canto e tentar sentir um pouco daquilo que seus moradores viveram durante os dois anos em que estiveram lá sem ter contato com o mundo exterior e quase sem ter contato com o sol.

Casa de Anne Frank em Amsterdam (Foto: Reprodução)

No local, é possível andar pelos cômodos, todos sem móveis, para representar o vazio daquela tragédia, e também ler de perto o diário original.

Duas dicas importantes: A primeira é para tentar se programar e comprar o ingresso com BASTANTE antecedência pela internet e evitar fila. Como fui em agosto, acabei ficando mais de 1h na fila para adquirir minha entrada. A segunda dica é que lá é possível pegar um folheto em português para guiar sua visita. De qualquer forma, em todos os cômodos há televisores com entrevistas e depoimentos que explicam mais sobre a história.

Casa da Anna Frank - Conexão em Amsterdam [Foto: Massimo Catarinella (CC BY-SA 3.0)]

Infelizmente, não é possível tirar fotos de dentro do museu.

Atualmente, o Diário de Anne Frank já foi traduzido para mais de 70 línguas, inclusive o português, e também virou filme. Com certeza, você sairá de lá com vontade de ler (ou reler a história). Mas, é melhor você já comprar o livro no Brasil ou deixar para comprar quando voltar ao país. Na livraria do museu, o livro é bem mais caro do que no nosso país.

Casa de Anne Frank em Amsterdam (Foto: Reprodução)

+ Veja todas as dicas sobre Amsterdam

CASA DE ANNE FRANK
Prinsengracht 263-267
1016 GV Amsterdam
Ingressos: 9 euros para adultos
Funciona todos os dias, menos do dia 4/10 (Dia do Perdão Judeu)

HORÁRIOS:
De 1 de novembro até 31 de março: 9h – 17h (sábados até às 21h)
De 1 de abril até 31 de outubro: 9h – 21h (sábados até às 22h)
De 1 de julho até 31 de agosto: 9h – 22h

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

1 Comment

  1. Helma disse:

    Tens razão, o melhor é comprar o ingresso antes. Comprei pelo site oficial 2 meses antes, com data e horário marcado. Deu turo certinho….as vezes nem acredito. Não peguei fila, entrei direto e ainda o moço da recepção foi super simpático tirando umas dúvidas sobre a cidade e me explicando em inglês o caminho para um outro compromisso que eu teria a seguir. Os nomes das ruas em Amsterdã são impronunciáveis pra mim…rs. A experiência de visitar o Anne Frank Huis foi fantástica. Era um sonho conhecer o espaço, uma vez que eu tinha lido o livro na minha adolescência. Tinha guias em português e muitos livros e revistas. Comprei um chamado Casa de Anne Frank – Um Museu uma história (não podia tirar fotos no museu, fiquei tão feliz por ter encontrado em português o livro que comprei….) com fotos e a história do museu…Guardo com muito carinho. Quem tiver a oportunidade visite…é uma experiência única.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *