Centro Histórico de São Luís: História, beleza e descaso

Se você já esteve em Salvador e ficou indignado pelo fato de o Pelourinho ter tantas áreas perigosas ou, em Minas Gerais, com o trânsito pesado que circula pelas ladeiras de Ouro Preto, vai se surpreender ainda mais (negativamente) com o Centro Histórico de São Luís. A principal atração turística da capital do Maranhão sofre pelo descaso e abandono.

CENTRO HISTÓRICO DE SÃO LUÍS

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Achei a São Luís uma cidade de contrastes. Enquanto você percebe que os empreendimentos privados (prédios, shoppings e restaurantes) são do patamar de uma metrópole do Sudeste, o investimento público parece não existir. Mesmo nos bairros mais ricos, encontramos ruas esburacadas ou sem pavimentação, falta de saneamento básico e iluminação. Se infelizmente isso acontece na região mais nobre, o cartão postal da capital maranhense também é vítima.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A cidade foi fundada durante a ocupação francesa (1612 – 1615), mais tarde tomada pelo holandês Maurício de Nassau (1641 – 1644) e então administrada pela Coroa Portuguesa, que viu a região tornar-se grande exportadora de açúcar e algodão nos séculos XVIII e XIX.

O conjunto arquitetônico declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1997 compreende mais de 3 mil casarões tombados pelo patrimônio histórico estadual em uma área de 2,2Km².

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O casario normalmente composto por sobrados em formato de “L” ou “U” é herança da presença portuguesa em São Luís. O que mais chama a atenção são as fachadas de azulejos, alguns originais de Portugal e pintados à mão.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)O que entristece é que muitos desses imóveis ou estão em ruínas ou se tornaram cortiços mal cuidados. Visitar o local em um fim de semana ou feriado dá ainda mais a sensação de abandono, já que apenas os moradores locais, nem sempre hospitaleiros, circulam por ali. Às segundas, museus também costumam estar fechados.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)Procure visitar o Centro Histórico de São Luís durante a semana, acompanhado de um guia que poderá mostrar melhor a importância do local. Uma das ruas mais bonitas é a Portugal, com casarões de fachadas de azulejos bem conservados. Foi ali que funcionou o primeiro elevador da cidade e hoje abriga órgãos públicos e muitas lojinhas cheias de opções de presentes.

Rua Portugal - Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Rua Portugal - Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Por falar com lembrancinhas, perto dali, na Rua São Pantaleão – 1332, fica o CEPRAMA (Centro de Produção de Artesanato do Maranhão), com os mais variados souvernirs.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A Casa das Tulhas, ou Feira da Praia Grande, é uma construção do século XIX que reúne diversos boxes com produtos típicos do Maranhão, como castanhas, licores e doces. Apesar de “meio caidinho” é um ótimo local para compras de delícias do Estado, como a incrível geleia de pimenta. São quatro entradas, sendo que a principal fica na Rua da Estrela. Aberto de 2ª a 6ª, das 10h às 18h e aos sábados até às 13h.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Como apaixonado por mercados, procurei o principal, o Mercado Central (esquina Rua São João com Av. Magalhães de Almeida). O lugar é assustador, sujo, amontoado, numa quebrada que não vale a visita.

Para ver o casario de cima, visite o Hotel Pousada Colonial. Os simpáticos funcionários não se importam que você visite o alto do sobrado para tirar fotos e curtir o visual das sacadas.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Já a imponente Igreja da Sé (Praça D. Pedro II) tem origem portuguesa e data do século XVIII. Conhecida como Catedral Metropolitana tem seu altar-mor tombado.

Igreja da Sé - Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Distante três quarteirões está o Palácio dos Leões, sede do governo do Estado erguido em estilo neoclássico. É aberto para visitação às segundas, quartas e sextas das 14h às 17h.

Palácio dos Leões - Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Infelizmente você sai do Centro Histórico de São Luís com um sentimento de indignação. O conjunto arquitetônico é incrível, poderia ser um dos grandes cartões postais do Brasil, mas infelizmente está sucateado. A torcida é que algum dia um governante passe a olhar com outros olhos para o local. De toda forma, vale a visita.

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Centro Histórico de São Luís, Maranhão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Criamos um mapa para você localizar os pontos que citamos no post. Fica a dica: os GPS costumam ficar malucos em São Luís. Os endereços nunca batem. Você digita um ponto turístico e o mapa mostra uma “bocada”. Melhor ficar atento a isso!

+ Confira mais dicas de São Luís

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Leave your comment

  1. Costa disse:

    Eu nasci em são Luís,mudei com os meus país para o Rio de Janeiro com 9 anos, a única lembrança boa que tenho,são das construções feitas pelos europeus,quanto ao povo, não tenho boas recordações, no meu tempo, já havia racismo em São Luís que para mim e uma das Cidades que tem mais negros,espero que as novas gerações tenha um cabeça bem mais evoluída, para que Sao Luis não continue no anonimato com tanta riqueza deixada pelo seus fundadores.

  2. Odilon Silva = RJ disse:

    Isso tudo é, a total falta de responsabilidade, pessoas que gostam apenas do poder, se fossem bons administradores, esses casarões, esses casarões ,essas ruas de São Luís, seriam bem tratadas, conseqüentemente estariam bem conservadas, o que geraria trabalho e dinheiro para o estado do Maranhão,com a exploração do turismo. Enquanto ser político nesse país, for uma profissão rendosa, onde se arruma muita grana fácil, vamos sempre ter essas deficiências administrativas, vamos sempre ter esses problemas, onde quem sofre mais é a população, e o patrimônio público, falta pessoas sérias, trabalhadoras, pessoas do ramo.

  3. Odilon Silva =RJ= disse:

    Qualquer hora dessas, vou aí visitar São Luís do Maranhão.

  4. Odilon Silva =RJ disse:

    Quando esses casarões estiverem caindo, quando a situação estiver em lastimá total, aí sim, eles vão restaurar esses casarões, e cuidar dessas ruas.

  5. Marcia disse:

    Fui a São Luís em 2010 e fiquei entristecida pelo descaso com o belo patrimônio. Hospedada no Centro Histórico, pois minha prioridade era visitar o lugar, apesar de seguir depois para os Lençóis, cheguei a me indignar com o lixo acumulado e a sujeira por lugares que fazem parte de um patrimônio de todos nós. Recentemente estive em Quito e constantemente me reportei, comparando as duas situações. Também fiquei hospedada no Centro Histórico e não vi lixo ou fedentina. Tudo muito bem preservado e cuidado. Por que no Brasil isso é uma recorrência? Falo também de outros patrimônios brasileiros . É uma lástima esse desrespeito

  6. Angela disse:

    È uma pena nós deixamos de aproveitar material para trazer turistas e,ao mesmo tempo preservar a história.Não descobriram ainda que preservar dá lucro em todas as áreas.

  7. Carlos Eduardo disse:

    Sou de São Luis e confesso que falta muito em relação ao turismo aqui, lembrando que a cidade tem um bom potencial, porém pouco explorado e estimulado. O turista tem que ver São Luis como porta de entrada para os lençóis maranhense tornando, assim, mais interessante a experiência. Então a pessoa tem que vim e passar 2 dias em São Luis; e depois ir para os lençóis, de preferência na época em quem as lagoas estão cheias (entre os meses de maio e setembro). Além disso tb não podemos esquecer da Chapada das Mesas no sul do Maranhão, onde pode-se conhecer a cidade de Carolina e as lindas cachoeiras, foi um dos lugares mais lindos que já conheci na vida. Porem fica longe de São Luis (torno de 800 km), nesse caso é melhor ir de avião de São Luis para Imperatriz e depois ir de ônibus para Carolina. Espero ter colaborado. Valeu!

  8. Eu estive em São Luís em 200.. Mesmo os casarões não estando bem conservados, achei a cidade linda pq dá pra imaginar claramente como era antigamente… Imagina se fossem restaurados então!

  9. Amanda disse:

    Que pena… Mesmo assim o lugar ainda tem sua beleza. Vamos torcer por uma revitalização.

  10. julianabacci disse:

    Eu curti!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *