Você toparia comer porquinho-da-índia? No Peru é um prato comum

Confesso que já tive muitos porquinhos-da-índia quando era criança no interior de Minas Gerais. Eles eram super fofinhos e foram meus grandes mascotes da infância.

Mas tudo mudou quando viajei pela primeira vez ao Peru e descobri que comer porquinho-da-índia era algo comum por ali. No país eles são chamados de cuy e podem ser encontrados em vários lugares, de simples barraquinhas de rua a sofisticados restaurantes.

 

A HORA DE COMER CUY, O PORQUINHO-DA-ÍNDIA

Mesmo com um pouco de dó, resolvi em minha segunda ida ao Peru experimentar o tal cuy. Confesso que não tive estômago para prová-lo nos lugares mais simples. Nem foi pela falta de higiene, mas ver aquele bichinho com olhos e a boquinha cheia de dentes me embrulhou o estômago.

Fomos então ao premiado restaurante Astrid & Gastón em Lima. O porquinho-da-índia, que aqui custava possivelmente cinco vezes mais que na rua, veio simpático, só com o pernil, e servido com quinoa.

+ Como é o restaurante Adrid & Gastón em Lima

Cuy, comer porquinho-da-índia - Astrid & Gastón Lima (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Surpreendentemente estava muito gostoso. Realmente lembra carne de porco, um pernil a pururuca.

Já este ano minha irmã foi ao Peru e também quis exprimentar o cuy. Ela estava em Cusco, nos Andes, e encarou um prato bem menos fotogênico, mas garante ter gostado.

Cuy, comer porquinho-da-índia - Astrid & Gastón Lima (Foto: Esse Mundo É Nosso)

E você, teria coragem de comer um porquinho da índia? Conta pra gente!

+ Comidas estranhas pelo mundo: Você tem estômago?

+ Confira mais dicas para viajar ao Peru

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

6 Comments

  1. Joao Pedro disse:

    Estou seriamente pensando em fazer um criame em meu sitio para usá-los como alimentação humana. Pois comemos pacas e cutias que tambem sao roedores né. Que mal haveria em comer cuy . Se a 5.000 anos a/c ja consumiam sua carne ……

  2. pedrinho16 disse:

    Eu não comeria de jeito nenhum tem muitos outros alimentos não precisa comer animais desse porte ou dessa especie

  3. Lupe disse:

    Nossa!! É uma delicia…o cuy é gostoso demais 😀

  4. ira paixão disse:

    Sim, o cuy também é comum no Equador, e por curiosidade comi, mas dá mais trabalho do que prazer muito pequeno, mas acho que vale a pena provar.

  5. Vitor disse:

    Fala, Rafael!
    Eu teria coragem só no prato requintado! Esse negócio de comer um prato com o formato inteiro do animal é muito triste, apesar de saber que ele morre de um jeito ou de outro.
    Não tenho muita ligação com porquinho da índia, mas quando tive no CHILE não tive coragem de comer carne de Guanáco, que são os simpáticos camelos dos andes!

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *