Como é voar Ryanair: Vale a pena ou é mesmo tão ruim como falam?

Já ouvi algumas histórias bem ruins sobre como é voar Ryanair, empresa aérea europeia que é uma das precursoras das low-cost, as companhias de baixo custo.

O próprio slogan da empresa com sede na Irlanda, mas que ganhou os céus da Europa com mais de 300 aeronaves, já adianta o que o passageiro deve esperar: “Low Fare. Made Simple” (“Tarifa baixa. Feito simples”, na tradução literal).

Conto aqui nesse post como foi minha experiência, quais são as pegadinhas e as dicas pra você saber se vale a pena ou não voar Ryanair na sua viagem à Europa.

Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

COMO É VOAR RYANAIR

Essa é uma companhia de baixíssimo custo, que vende muitas vezes passagens por até 5€, e todo corte de gasto supérfluo é importante pra ela. Além disso, existem algumas “superpresinhas” que, se você não souber delas, pode ter que pagar muitas vezes o valor da passagem numa multa, como por não ter impresso o ticket de embarque em casa, por exemplo. Veja algumas abaixo!

PEGADINHAS

  •  Ao comprar sua passagem pelo site, é preciso ter atenção, pois a Ryanair irá jogar muitos produtos extras, tudo o que for possível pra tentar fisgar alguns euros seus. Seguro viagem, aluguel de carro, escolha de assento, etc.
  • O momento da compra também é a melhor hora para você solicitar bagagem despachada. Cada passageiro tem direito a duas malas pequenas (uma de 10kg e outra pequena), que precisam se encaixar num molde exposto no check-in e no embarque (veja os tamanhos). Se não couber, eles cobrarão para despachar sua mala uma taxa muito mais alta do que a disponível no site.
Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Caixa para medir as dimensões das bagagens

  • Se você vai viajar com uma mala grande, como em férias pela Europa, já compre com antecedência a franquia de bagagem a ser despachada e não ultrapasse o limite de peso que você escolher dentre as opções disponíveis no site. Eu comprei 15kg por 20€, por exemplo, mas cada quilo em excesso me seriam cobrados mais 40€. Esses preços variam de acordo com a rota e a data da viagem.
  • O check-in e a impressão do bilhete de embarque precisam ser feitos pelo cliente pela internet. Se chegar ao aeroporto e precisar imprimir o ticket ali, a companhia cobra até 100€ por isso. Cidadãos europeus podem usar o app no celular, mas brasileiros precisam ter o bilhete em papel.
Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Leve seu bilhete já impresso e não pague multas

  • A escolha dos assentos é paga e ela garante sua prioridade de embarque. Como não quis pagar por ela, fiquei sujeito a um sorteio no dia em que o check-in pela internet foi aberto. Consegui até uma janela, mas tive que ficar longe das pessoas que estavam comigo. Se estiver viajando com família ou grupos e quiserem sentar juntos, acaba valendo a pena pagar (veja todas as taxas cobradas pela empresa).

Pra não cair nessas “pegadinhas”, vale sempre ler atentamente o site da companhia (que tem versão em português) e comprar a passagem com bastante atenção. Se fizer isso, não terá surpresas.

+ Ache o melhor preço no Seguro Viagem obrigatório para Europa

AEROPORTOS

Por ser uma empresa de baixo custo, a Ryanair opera em muitos “aeroportos alternativos”. Esse é outro ponto pra ficar atento, já que o aeroporto que eles chamam de Veneza, para se ter uma ideia, fica na realidade a duas horas da cidade italiana. O mesmo acontece com Paris e Londres, por exemplo. Mesmo assim, ela opera também nos aeroportos mais centrais em alguns casos. Veja sempre qual é o aeroporto com cuidado para não gastar mais tempo e dinheiro com o deslocamento por terra do que com o próprio voo.

Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em Lisboa, o aeroporto é o principal, mas há um tumultuado terminal só para low-cost

O VOO

Meu voo era de Lisboa para Roma e depois de Roma para Atenas. Confesso que fiquei bem tenso ao despachar a bagagem. Já havia pesado inúmeras vezes minha mala para confirmar que tinha menos dos 15kg pelos quais eu paguei. Mas tudo correu bem. Cheguei ao balcão do Terminal 2 do aeroporto de Lisboa com o check-in feito e bilhete impresso, e logo logo a atendente despachou minha mala.

Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A Ryanair sugere que você sempre chegue com pelo menos duas horas de antecedência, já que eles não se responsabilizam por filas que venham a se formar nos check-in’s. Como o Terminal 2 de Lisboa é meio tumultuado, cheguei com essa antecedência e tudo correu bem.

Assim que o portão de embarque foi liberado, formaram-se duas filas. Uma para as pessoas com prioridade e que pagaram pela escolha dos assentos e outro para quem, assim como eu, teve o assento sorteado. Apesar da exigência no limite de tamanho das malas de mão, não mediram novamente a bagagem de ninguém que estava à minha frente.

Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Fila para embarque: a preferencial e “os outros”

O que eles costumam fazer é avisar que algumas malas de mão terão de ser despachadas pois o avião já poderá estar cheio. Isso foi feito na própria pista e as malas também foram devolvidas ali no desembarque, sem necessidade de as pessoas irem às esteiras.

O avião era um Boeing 737-800, o mesmo usado pela Gol no Brasil. À primeira vista as propagandas nos compartimentos de bagagem, os cartões de segurança colados nos assentos e a falta de qualquer revista, papel ou até mesmo saco pra vômito podem causar estranheza, mas lembremos que estamos numa low-cost.

Apesar de a poltrona não reclinar NADINHA, não achei o espaço entre elas tão horrível. Achei normal pra realidade de quem anda de avião hoje em dia. E olha que tenho 1.85m. Mas claro que gostaria que elas reclinassem. Numa longa viagem isso não é nada bom.

Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Os atendentes realmente são bem antipáticos e dão até broncas em quem levanta se o sinal de cintos estiver ativo. No fim eu já dava risada. Durante o voo, eles passaram vendendo alguns produtos de duty free, lanches e bebidas. Os preços, claro, são mais caros que em solo. Não há nenhum serviço de bordo gratuito.

Como é voar Ryanair (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Cardápio do serviço de bordo

As luzes praticamente ficaram acesas o voo todo e os anúncios eram constantes. Teve até venda de raspadinha valendo um carro como prêmio 😂.

CONCLUSÃO

Por incrível que pareça, depois de tanto relato que me deixou com medo, foi uma grata surpresa voar Ryanair. A economia na compra da passagem valeu cada minuto do voo, mesmo tendo que pagar pra despachar as malas e aguentar a poltrona que não reclinava. Achei uma boa opção pra voar pra vários destinos europeus pagando bem pouco!

+ Documentos para entrar na Europa: Do que você vai precisar
+ Mais relatos de voos em companhias do mundo todo

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

12 Comments

  1. Sara disse:

    Olá boa noite poderia me ajudar pelo amor de Deus acho q fiz merda comprei a passagem e na hora de marca o check coloque que ia fazer 2 horas antes no aeroporto como vou imprimir agora como faço agora me ajudem

    • Oi, Sara, tudo bem?
      Não entendi muito bem. Você encontrou uma opção que diz que irá fazer o check-in apenas no aeroporto? Tente fazer pela internet quando abrir as datas, você deve conseguir.

      Abraços!

  2. marcelo disse:

    fala, erick. eu fiz essa rota agora em janeiro/19. o carimbo na passagem só é necessário para aqueles que vão para inglaterra ou irlanda. fui ao balcão para carimbar e a funcionária me deu essa informação. sobre a impressão , sim, é obrigatório antes do embarque. caso você chegue ao aeroporto sem o cartão, terá que desembolsar uma fortuna (entre 20 e 50 euros, não me lembro ao certo) para fazer a impressão no balcão deles. é fácil encontrar lugares para impressão em portugal. shoppings e afins, além do seu próprio hotel ou pousada, que fará essa gentileza. outra coisa, entre no avião com a passagem em mãos. os comissários tem um certo preconceito com homens. dependendo do seu perfil,ele pedirá para ver a sua passagem no momento da entrada na aeronave, e só a você e mais ninguém, sem a menor cerimônia.

  3. Erik disse:

    Eu comprei um passagem de porto p Lisboa ida e volta. E só vi agora sobre o faro de imprimir a passagem.
    Ainda é necessário carimbar a passagem impressa p brasileiros?
    Como estarei em Portugal 6 dias antes não poderei imprimir de casa aqui no Brasil.
    Se for obrigatório é facil achar um local que imprima lá?

  4. marcelo disse:

    olá.
    ao final da minha viagem com a ryan agora, em janeiro de 2019, o meu sentimento foi quase igual ao seu, não fosse pelo péssimo tempo na origem e no destino do voo de volta, e , claro , pelo descaso da companhia. ainda assim,foi uma experiência ótima, graças aos 19,98 euros que eu paguei.
    fiz um ida e volta de lisboa ao porto, aproveitando meus doze dias em portugal. confesso que, assim coomo você, fui apavorado e até meio arrependido de ter comprado a passagem, por causa de tantos relatos ruins. o meu maior temor, que beirou a paranóia, foi em relação ao tamanho e ao peso das malas. não sei como é em outras rotas da ryan, principalmente entre países, mas nesta experiência doméstica em portugal, o que eu posso dizer é : não vi rigor algum. pelo contrário, vi gente, tanto na fila normal, como na prioritária , levando mochilas ou malas visivelmente acima do tamanho e do peso permitidos pela companhia, sem que houvesse qualquer advertência dos funcionários. nada mesmo. foi quase como voar de latam aqui no brasil, onde muita gente entra sem cerimônia com até três volumes de mão sem ser incomodado. o embarque começou, transcorreu como se não houvesse amanhã, e todo mundo entrou no avião como se fosse prioritário. eu até me perguntei se muita gente no prioritário estava meio fulo da vida por causa desse quase “libera-geral”. o voo de ida foi muito tranquilo, pontual, sem sustos. a tripulação, ao contrário de muitos relatos, foi educada, até mesmo atenciosa. na volta do porto, aí sim o bicho pegou. tanto em lisboa como no porto, o tempo estava horrível,com muita chuva e um vento quase de furacão. por conta disso, tivemos duas horas de atraso no embarque, sem que a companhia prestasse o mínimo de informação sobre os motivos,e , o pior, quando o embarque finalmente começou, fomos lá para fora, na beira da pista, esperar pela autorização para entrar no embarque. estava frio no porto? sim. mas, na pista, estava ventando violentamente, o que tornou o frio ainda maior. para acompanhar, só um tolo não percebia que aquele vento trazia nuvens carregadas, e chuva a qualquer momento. dito e feito, a chuva desabou, e mesmo na parte coberta, fomos atingidos por gotas gélidas por causa do vento. tudo isso sob os olhares indiferentes dos funcionários. o que me assombrou também foi a passividade dos passageiros portugueses, que não se indignaram um minuto sequer , mesmo quando fomos obrigados a ‘invadir” um espaço reservado para outro embarque, a fim de fugir da chuva. e ainda fomos repreendidos pela funcionária hehe durante o voo, mais tensão por causa do tempo, o que tornou uma curta viagem de 40 minutos em uma de 2 horas, com aquele pouso , segundo palavras do piloto, ainda meio improvável, apenas uma tentativa , cheio de emoção por causa dos inclementes ventos laterais. dependemos da munheca do piloto, que fez um excelente trabalho, com direito a palmas de alívio durante a frenagem . se eu voaria de novo? sim, por pouco mais de sessenta reais , foi muito vantajoso, principalmente porque não houve controle algum de bagagens , tanto na ida como na volta. voltei para lisboa com a mochila entupida de coisas, e ainda uma sacola de supermercado, sem ser incomodado.

  5. Generosa disse:

    Oi
    Eu estou meio apavorada, me entusiasmei demais quando vi os preços da Ryanair e só depois fui pesquisar a fundo e confesso que estou apavorada.

    Vou a Paris no dia 2 de fevereiro com a familia, e o pior é que tentei fazer o check in online e sem me aperceber fui colocando dados em nomes trocados, estou a tentar refazer esses passos mas sem sucesso, estou com receio de ter de pagar um balurdio por isso.

    Como faço para refazer o check in? ainda não conclui mas também não aparece os passos anteriores, onde eu posso colocar o nome e os números dos passaportes, nacionalidade e o resto..

    • Oi, Generosa, tudo bem?
      Você pagou pra fazer o check-in antecipado? Porque eles cobram inclusive por isso, se não você tem que aguardar a data correta em que ele é liberado. Se você já chegou a fazer o check-in e realmente colocou algum dado errado, então você terá que entrar em contato com eles e ver como é feita a alteração e se há alguma taxa.

      Abraços e boa sorte!

  6. Paula Fialho disse:

    Muito mau foi a minha primeira vez e será a última… A mala de mão foi para o porão, uma fila até ao avião pareciam os animais no curro,lugares separados e não percebi porque…tudo apertado… horrível

  7. José Antonio Pereira disse:

    Rafael,
    Irei para Itália em janeiro e estou vendo como melhor custo-benefício fazer exatamente parte do seu trajeto. Sair de TAP até Lisboa e de lá pegar Ryanair.
    Se fosse pudesse me ajudar a tirar algumas dúvidas agradeceria muito.
    1. Chegando em Lisboa tem que passar pela Alfândega e sair no saguão do aeroporto como se estivesse chegando em Lisboa como destino final e então feito o check-in pela Ryanair como se estivesse em Lisboa?
    2. Três horas entre pouso e partida você acha o tempo suficiente para fazer tudo?
    Muito obrigado pela atenção!

    • Oi, José, tudo bem?
      É isso mesmo, você terá que fazer a imigração normalmente em Portugal, retirar suas malas, passar pela alfândega e fazer um novo check-in. Na teoria, 3h seriam suficientes pra isso, mas eu deixaria uma “folga” maior pra evitar quaisquer problemas com atrasos.

      Abraços e ótima viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *