Como ir de Santiago ao Valle Nevado, no Chile

Por ser uma das mais importantes estações de esqui do Chile, muita gente que visita o país procura saber como ir de Santiago ao Valle Nevado, seja para passar o dia na neve ou até mesmo se hospedar no complexo hoteleiro.

A boa notícia é que é fácil encontrar meios de transporte para chegar à estação, já que é fácil encontrar esses serviços na capital chilena. Por outro lado, não há um transfer oficial do Valle Nevado, então será preciso ir por conta própria ou com alguma agência. São cerca de 50km em uma estrada bem sinuosa e com 60 curvas, então se você enjoa, não esqueça o remedinho.

Uma recomendação que faço antes de dar início às dicas é que você não vá pra lá sem seguro viagem. Eu sofri um acidente na estação de esqui, tive que ser resgatado de helicóptero e isso teria me custado mais que “um rim” se eu não tivesse um seguro. Eu conto mais sobre o que aconteceu no final desse post.

COMO IR DE SANTIAGO AO VALLE NEVADO

QUANDO IR: A ÉPOCA DO ANO

Tanto pra quem quer brincar na neve, como pra quem vai para esquiar, o período para isso normalmente vai de junho a setembro; se der sorte pode esticar até outubro. Se você quer mesmo é ver neve, mesmo com o derretimento do final da temporada e o fechamento das pistas ainda pode haver algum resquício de gelo, então o melhor é sempre consultar a estação pra ver se há ou não neve. Como o clima não é muito matemático, vale sempre ver no site a previsão de abertura da temporada e você pode inclusive usar as câmeras ao vivo para ver como está a situação.

Como ir de Santiago ao Valle Nevado, no Chile (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Mas o Valle Nevado fica aberto o ano todo, até mesmo quando não há neve. Nessa época, quem encara as curvas da Cordilheira dos Andes pra chegar até aqui encontra um cenário bem diferente, um emaranhado de montanhas cor de terra. Mesmo assim, não esqueça do casaco, já que estamos acima dos três mil metros de altitude. Fora de temporada, normalmente apenas um restaurante funciona no complexo e vale você comprar o passeio de teleférico que já inclui o almoço por conta do preço mais vantajoso.

+ Veja hotéis com até 50% de desconto na capital chilena

| DE CARRO ALUGADO

Se você estiver pensando em alugar um carro na hora de decidir como ir de Santiago ao Valle Nevado não se esqueça de levar em consideração o clima. Se for entre junho e setembro, período de neve, apenas faça isso se você tiver experiência em dirigir na neve ou se estiver a fim de aprender, pois pode ser preciso colocar correntes nos pneus do veículo, pode haver alguma nevasca e a estrada pode até mesmo fechar para o trânsito de veículos.

Nas demais épocas, quando não há queda de neve, a estrada, apesar de bem sinuosa (são 60 curvas!), proporciona uma linda vista dos Andes e pode sim ser feita em carro alugado. Nós sugerimos que você consulte o aluguel no site da Rentcars, que além de nossa parceira encontra o melhor preço entre várias agências e o pagamento é feito em reais, sem IOF, além haver a opção de parcelar.

Como ir de Santiago ao Valle Nevado, no Chile (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

| DE TÁXI OU COM MOTORISTA

Pra quem quer mais independência e também acha que não é muito boa ideia encarar a estrada com neve, uma alternativa é contratar um taxista ou motorista para passar o dia no Valle Nevado. Você pode combinar com algum no aeroporto, pedir pro seu hotel ou então já viajar para o Chile com o passeio programado.

Nós já usamos o serviços do senhor Christian Gonzalez e inclusive indicamos como forma de ir do aeroporto ao centro. Ele cobra 100 mil* pesos chilenos pra passar o dia na estação de esqui, podendo inclusive fazer algumas paradas, como em Farellones, outra estação de esqui próxima ao Valle Nevado. Você pode fazer a cotação com ele via Whatsapp pelo número +56 9 7183 1178 e falar que viu a indicação aqui.

 

| COM AGÊNCIAS

Como não há um transporte próprio do Valle Nevado até a estação de esqui, muitas agências de Santiago oferecem esse serviço, o que é muito comum tanto entre brasileiros como entre os moradores que querem subir e descer no mesmo dia. Algumas das mais famosas são Turistik, TurisTour e SnowTours.

Como ir de Santiago ao Valle Nevado, no Chile (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Esses passeios com agências saem pela manhã e retornam à tarde. Como são tours em grupo, eles fazem algumas paradas, como em Farellones. Então, nesse caso, você terá tempo apenas de conhecer cada estação e ver a neve, quem sabe até fazer uma aulinha, mas não terá tempo livre de sobra se quiser mesmo esquiar, já que os horários são estabelecidos pela programação de cada empresa.

Esses passeios em grupo têm preços que variam de 20 mil a 40 mil* pesos chilenos por pessoa e você pode contratá-los pelo site de cada empresa. O senhor Christian Gonzalez, o taxista que citei acima, também oferece esses tours em vans compartilhadas por 20 mil* pesos chilenos por pessoa. Infelizmente ainda não conheci esse serviço oferecido por ele, mas você pode consultá-lo pelo Whatsapp que demos acima.

Pra quem quer realmente esquiar ou passar mais tempo nas estações, seja no Valle Nevado ou em Farellones, uma alternativa com menos paradas e um pouco mais econômica é a SkiTotal, que é mais focada em quem já sabe esquiar e quer apenas passar o dia na montanha. Ou seja, o carro parte da loja deles e já segue direto pras estações. No caso de outras agências, algumas podem passar de hotel em hotel pra pegar os turistas.

* Preços checados em agosto de 2018

MEU ACIDENTE NO VALLE NEVADO

Neve é linda, não tem como negar. Mas também é algo muito perigoso. São inúmeros os relatos de pessoas que se machucam em estações de esqui. E eu fui um desses. Durante minha viagem ao Valle Nevado, eu sofri uma queda aparentemente simples de snowboard, mas acabei fraturando a coluna. Tive que ser resgatado de helicóptero e fiquei internado em Santiago. Tudo correu bem porque eu tinha um seguro viagem, algo que eu acho imprescindível pra qualquer viagem ao exterior, ainda mais se for na neve.

Acidente no Valle Nevado (Foto: Esse Mundo É Nosso)

No caso do Valle Nevado, apesar de uma equipe médica e de socorristas de plantão, qualquer serviço básico ali é pago e custa bem caro. Desde um simples atendimento médico até o transporte para algum hospital. Imagina quanto me custaria o resgate de helicóptero se eu não tivesse seguro?

Então eu recomendo MUITO que você não vá a nenhuma estação de esqui sem contratar um seguro viagem. Eu sugiro que você faça a cotação no site da Seguros Promo, que é parceira do blog e foi onde eu comprei o meu. Ele é um buscador que encontra os melhores preços entre as principais seguradoras do Brasil. Você pode ainda usar o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 para ter desconto de 5%, que pode subir para 10% se você pagar no boleto.

Sim, nós vendemos seguro viagem aqui no blog e deixamos isso claro para os nossos leitos, mas isso é muito mais que um texto pra incentivar alguma venda, é um conselho de quem sentiu na pele esses momentos difíceis fora do Brasil.

 

+ Onde ficar na capital chilena: Dicas de hotéis testados
+ O que saber pra visitar a estação de esqui
+ Tudo pra programar sua viagem ao Chile

Tem mais dúvidas sobre como ir de Santiago ao Valle Nevado? Deixe seu comentário!

* O jornalista visitou a estação a convite do Valle Nevado, mas todas as opiniões dadas aqui são isentas e refletem sua real experiência.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *