Dicas de Lausanne, Suíça: O que fazer, onde comer e se hospedar

Lausanne, na Suíça francesa, é a segunda maior cidade às margens do Lago Léman (também chamado de Lago de Genebra). E é justamente seu tamanho, junto da grande quantidade de universidades, que a fazem desse um destino mais vibrante que muitos de seus vizinhos. E adorei isso. A capital do Cantão do Vaud respira história, cultura e, claro, é cheia de festas e eventos.

Apelidada de “capital olímpica mundial”, a cidade abriga desde o começo do século XX a sede do Comitê Olímpico Internacional. Lausanne ainda é rodeada por montanhas, vinhedos e, do outro lado do lago, pode-se avisar os Alpes Franceses. Listamos aqui algumas dicas pra curtir o melhor do local.

Dicas de Lausanne, Suíça - Estação central (Foto: Esse Mundo É Nosso)

DICAS DE LAUSANNE

O QUE FAZER

Centro Histórico

A partir da estação de metrô Bessières, chega-se ao ponto principal do Centro Histórico da cidade. A ponte bem em frente à estação, a Pont Charles Bessières, é um dos cartões postais. Enquanto carros usam a pista superior, os trens do metrô também a cruzam numa pista inferior, deixando os túneis por alguns segundos.

Dicas de Lausanne, Suíça - Pont Charles Bessières (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dali já dá pra avisar a imponente Catedral de Lausanne, um ícone da cidade. Construída com estilo gótico no século XIII, tornou-se calvinista após a Reforma Protestante do século XVI. Desde 2003, ela abriga um enorme órgão de sete mil tubos, que é usado em concertos e eventos.

Dicas de Lausanne, Suíça - Pont Charles Bessières (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Catedral de Lausanne (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Todas as noites, entre 22h e 2h, um vigia noturno cumpre um ritual que já dura mais de 600 anos. Ele sobe até a torre e, após tocar o sino, solta um grito que pode ser ouvido de hora em hora: “Ces’t le guet. Il a sonné 10, il a sonné 10 (É o guardião. São dez horas, são dez horas)”, alterando o horário, claro, até o começo da madrugada. Conta-se que o costume começou em 1405 depois que um incêndio destruiu um povoado vizinho. O papel principal do vigia noturno, naquela época, era o de procurar sinais de fogo.

Dicas de Lausanne, Suíça - Catedral de Lausanne (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em frente à catedral, existe um mirante com vista privilegiada para a cidade, o Lago Léman e os Alpes Franceses. Ali em frente também fica o Museu Histórico de Lausanne.

Dicas de Lausanne, Suíça (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça (Foto: Esse Mundo É Nosso)

No entorno da catedral, diversas ruas abrigam cafés, restaurantes e prédios históricos lindos, como do Palais de Rumine, na Place de la Riponne (metrô Riponne-M. Béjart), um palácio de estilo renascentista hoje transformado em museu e biblioteca.

Dicas de Lausanne, Suíça - Palais de Rumine (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Place de la Palud

A junção de várias ruas de pedestres no centro de Lausanne dá origem a Place de la Palud, uma área cheia de lojinhas e cafés. Uma guia local me indicou visitar a La Ferme Vaudoise, um empório que vende queijos, carnes e embutidos. Dá vontade de comprar tudo. Às quartas e sábados acontece uma feira de comidinhas e produtos vindos do campo nessas ruas.

Dicas de Lausanne, Suíça - Place de la Palud (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pertinho dali um relógio na fachada de um prédio conta a história do Cantão do Vaud todos os dias, de hora em hora, entre 9h e 19h. Nas ruas ao redor, ficam também famosas lojas de departamento, como a Manor.

Dicas de Lausanne, Suíça (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Quartier du Flon

O Quartier du Flon é um distrito reconstruído em pleno centro de Lausanne, onde antes era uma área degradada destinada a armazéns. Hoje transformou-se num lugar descolado, com prédios modernos que abrigam restaurantes, bares, baladas, lojas, escritórios e apartamentos. É um dos lugares mais disputados na noite da cidade, mas que vale a visita em qualquer hora do dia.

Dicas de Lausanne, Suíça - Quartier du Flon (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Quartier du Flon (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Quartier du Flon (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Quartier du Flon (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dá pra vir a pé a partir dos pontos que citamos anteriormente na região central, ou basta descer na estação de metrô Lausanne-Flon.

Dicas de Lausanne, Suíça (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Ouchy

Essa antiga vila de pescadores deu lugar a uma bonita orla urbanizada às margens do Lago Léman. Logo ao desembarcar na estação Ouchy-Olympique você irá se deparar com o bonito Cháteau d’Ouchy e sua torre do século XII.

Dicas de Lausanne, Suíça - Ouchy (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Ouchy (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Ouchy (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Museu Olímpico

Seguindo à esquerda do Cháteu d’Ouchy, passando pelos jardins da Place du Port e os casarões da rua Quai de Belgique, chega-se ao Museu Olímpico. O prédio moderno abriga uma exposição interativa que conta toda a história dos Jogos Olímpicos e reúne em seu acervo objetos do evento, como medalhas, tochas e até roupas usadas na abertura de cada edição.

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Como dissemos acima, Lausanne é a sede do Comitê Olímpico Internacional, o que explica a construção do museu na cidade. É sem dúvida um programão visitá-lo, mesmo pra quem não gosta muito de museus. Uma das partes que mais gostei foi a exibição das aberturas num enorme telão. Basta colocar seu fone de ouvido e sentir-se dentro do estádio. Consulte preços e horários no site.

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

ONDE COMER E BEBER

O escritório de turismo de Lausanne me indicou dois ótimos restaurantes na cidade. Um deles fica no próprio Museu Olímpico, o TOM Café, que tem mesas com vista para o Lago Léman e a França numa gostosa varanda. Os pratos mais típicos incluíam peixes frescos vindos do lago, mas havia também boas opções de massas.

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Museu Olímpico (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Outro restaurante super legal, mas bem mais fino, é o Le Nomade, no comecinho do Quartier du Flon, o bairro da moda que citamos acima. Esse jantar inesquecível incluiu foi gras, steak tartare e ótimos vinhos.

Dicas de Lausanne, Suíça - Le Nomade (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dicas de Lausanne, Suíça - Le Nomade (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Para quem quer se divertir à noite, além das baladas da região do Quartier du Flon, fui a um bar pouco conhecido dos turistas, mas muito frequentado pelos jovens de Lausanne. O The Great Scape fica ao lado do Palais de Rumine (metrô Riponne-M. Béjart), e é bem animado até mesmo durante a semana. Por dentro tem cara de pub irlandês, mas há um agradável jardim com mesinhas do lado de fora para os meses mais quentes. Durante o dia funciona um restaurante no local.

 

ONDE FICAR

Me hospedei no Continental Hotel, bem na frente da estação de trem da cidade e ao lado do metrô Lausanne-Gare. Dá pra ir ao pé ao centro histórico e, em pouco menos de 10min, chega-se a Ouchy de transporte público. Apesar da fachada e recepção meio antigas, os quartos foram reformados e são bem confortáveis. Gostei bastante da estadia e localização (consulte valor das diárias e reserve com melhor preço).

+ O que fazer em Montreux, capital da Riveira Suíça
+ Lavaux e os terraços de vinho na região
+ Vevey, uma das joias da Riveira Suíça
+ Confira todas as dicas pra aproveitar o país

* O jornalista viajou a convite do Switzerland Tourism e da Swiss International Air Lines. Todas as opiniões dadas aqui são independentes e isentas.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

2 Comments

  1. Ricardo disse:

    Vou passar por Lausanne logo mais, muito obrigado pelas dicas… Parabéns pelo Blog.

  2. sergio sena disse:

    valeu, mano. Lindas fotos e ótimas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *