Gorjeta na Europa: Quanto dar em cada país? É obrigatório?

No Brasil nós já estamos bem acostumamos com as contas trazerem os 10% do serviço em bares e restaurantes, mas como funciona a gorjeta na Europa? Como fazer quando você estiver em uma viagem por lá?

Nesse post falamos do que é esperado nos destinos turísticos do Velho Continente, se é obrigatório ou se é opcional como por aqui e como funciona nos principais países.

GORJETA NA EUROPA: COMO FUNCIONA?

Se nos Estados Unidos as gorjetas são praticamente obrigatórias em diversos serviços e é esperado que o cliente pague até 20% de “caixinha” em restaurantes e bares, na Europa o esquema de tips é mais parecido com o Brasil.

Gorjeta na Europa

Há países onde é esperado que você pague uma taxa de serviço, inclusive ela pode vir na conta, como estamos acostumados, ou você pode contribuir se quiser, deixando alguns euros sobre a mesa. De modo geral, assim como por aqui, a gorjeta na Europa não é obrigatória, mas em alguns lugares é bem visto que o cliente pague pelo serviço.

| GORJETA NA ITÁLIA

Os italianos não costumam dar gorjetas, até mesmo em bares e restaurantes. Mas em alguns lugares, como Roma, Veneza ou Florença, você pode encontrar na sua conta o servizio, que é a nossa taxa de serviço, geralmente estipulada em 10% também. De todo modo, fica a seu critério contribuir ou não com os garçons, seja pagando esse valor na conta ou deixando alguns euros sobre a mesa.

Gorjeta na Europa - Aperitivo da Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)
O famoso aperitivo italiano, o happy hour do país

Nos hotéis, os turistas costumam também dar alguns euros também para os carregadores de mala (confesso que eu não fiz isso rs).

+ Veja tudo pra sua viagem ao país

SEGURO VIAGEM É OBRIGATÓRIO NO CONTINENTE

Brasileiros são obrigados a ter um seguro viagem na maioria dos países europeus. Além de poder ser pedido na imigração, com ele você fica tranquilo(a) em caso de imprevistos.

Faça a cotação sem compromisso e use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 para ter descontos, que podem ser maiores se você pagar no boleto.

| GORJETA EM PORTUGAL E ESPANHA

Portugueses e espanhóis não costumam deixar gorjetas, embora os funcionários possam esperar que isso aconteça. Dificilmente o serviço vem estipulado na conta, mas se você quiser contribuir, 10% sobre o valor está de bom tamanho.

Gorjeta na Europa: Conta em café da Espanha sem a taxa de serviço inclusa
Conta em café da Espanha sem a taxa de serviço inclusa

Em bares da Espanha, por exemplo, onde você recebe alguns aperitivos de cortesia, turistas e moradores costumam deixar o troco ou alguns euros como propina, que é como é conhecida a gorjeta por lá. Para carregadores de malas, a mesma dica da Itália é válida: você pode dar alguns euros que será bem visto(a).

+ Dicas pra viajar pra Portugal
+ Todos os posts da Espanha

| GORJETA NA FRANÇA

Embora não seja obrigatória, alguns bares e restaurantes da França que contam com garçons podem incluir o serviço na conta. Se não for o caso, você pode deixar o troco, por exemplo, como sinal de que gostou do atendimento.

Gorjeta na Europa: Galeries Lafayette em Paris
Galeries Lafayette em Paris

Já nos hotéis, tanto os funcionários do serviço de quarto como carregadores de mala esperam que você dê alguns euros de gorjeta.

+ Todas as dicas pra sua viagem a Paris

| GORJETA NA INGLATERRA

Em restaurantes, é comum que os clientes deixem entre 10% e 15% do valor da conta. A quantia pode já vir acrescida, como é comum no Brasil, ou apenas como “suggested”, indicando que ainda não está incluída. Mas isso acontece em restaurantes onde há serviço de mesa e não é o caso de fast foods, por exemplo.

Convent Garden em Londres (Foto: Esse Mundo É Nosso)
Convent Garden em Londres

Nos famosos pubs, não costuma-se dar gorjetas na Inglaterra. O que você pode fazer, se ficou satisfeito(a) com o serviço, é procurar as jarras específicas para tips, que nós chamamos de “caixinha”, ou até mesmo oferecer uma bebida ao bartender, que pode optar por tomá-la ou embolsar a quantia.

Nos hotéis, assim como nos demais países que citamos, você pode dar uma ou duas libras para o carregador de malas. Já nos táxis, assim como nos EUA, é educado dar entre 10% a 15% sobre o valor da corrida.

+ Dicas de viagem ao Reino Unido

| GORJETA NA HOLANDA

Em restaurantes e bares da Holanda, a conta normalmente já traz 5% de serviço incluso, mas você pode deixar mais outros 5%. Em cafés e bares onde não há serviço de mesa, caso você tenha gostado do atendimento, procure no balcão pela jarra de gorjetas chamada de “fooienpot”. Nos hotéis, você pode dar algumas moedas para o carregador de malas.

+ Confira os posts com dicas do país

| GORJETA NA ALEMANHA

Assim como no Brasil, a gorjeta na Alemanha é um sinal de que você gostou do atendimento e é opcional.

Restaurante em Berlim, Alemanha
Restaurante em Berlim, Alemanha

Como o serviço não vem na conta, você pode também usar o cálculo de 10%. Outra prática comum é deixar o troco ou então arredondar para o valor um pouco mais alto. É você quem decide!

+ Dicas pra sua viagem ao país

Como deu pra ver a gorjeta na Europa se assemelha muito ao que estamos acostumados no Brasil, já que é opcional e gira em torno dos 10%. Aqui em São Paulo, inclusive, muitos restaurantes já incluem 13% de taxa de serviço.

Mesmo assim, há lugares onde essa prática nem é comum, como em Portugal e na Espanha. Ou seja, você pode ser generoso(a) se quiser e gostar do atendimento!

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *