Dica para evitar que sua mala seja violada: Lacres Sealbag

Você já ouviu falar no golpe da caneta, comum nos aeroportos? Eu já tinha ouvido essa história, mas não sabia muito bem como funcionava. Até que um amigo que trabalhou com segurança e fiscalização em alguns terminais me mostrou que dava mesmo violar uma mala com apenas uma caneta. O pior é que era possível fechá-la facilmente, sendo que o dono só sentiria falta de seus pertences quando chegasse em casa. Ou seja, nesse caso, fora do aeroporto, a companhia aérea já não se responsabilizaria mais.

Depois disso, já há algum tempo, sempre busquei alternativas para evitar que isso acontecesse. Foi então que topei fazer o teste dos lacres SealBag. A empresa inclusive divulgou um vídeo sobre esse golpe tão comum, também chamado de “Cesárea”.

A primeira vez que usei esses lacres foi numa viagem a Buenos Aires. A outra, numa rota doméstica, entre São Paulo e Brasília.

Diferentemente dos lacres comuns dados nos aeroportos, que qualquer funcionário tem acesso e pode facilmente substituí-lo por outro igual, os lacres SealBag são peças únicas e personalizadas. Podem ter uma sequência de números ou até mesmo o seu nome estampado neles. Ou seja, em caso de violação você perceberá na hora.

Outra coisa que chamou a atenção foi a resistência do fio de nylon. É impossível retirar o lacre sem que ele seja rompido. Por isso sua função é garantir que durante o trânsito da bagagem lacrada não ocorra violação sem que o passageiro tenha ciência.

Mas qual a diferença para um cadeado comum? A própria Sealbag já lembra que cadeados são violáveis, ou seja, podem ser abertos e fechados. Mas o que eu mais gosto mesmo é a possibilidade de fixar o zíper a um ponto da mala, sem permitir que ele “corra”. É com esse “correr” do zíper que as bagagens são violadas com canetas, por exemplo, e fechadas novamente sem que o passageiro perceba. Com um cadeado comum, não fixado, isso fica muito fácil.

Depois dos dois testes, um internacional e outro doméstico, a experiência foi boa. O lacre cumpriu com seu papel. Já usei inclusive para deixar minha mala no hotel após o check-out para ser retirada mais tarde enquanto eu passeava pela cidade.

Lacre Sealbag (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Esses lacres SealBag podem ser adquiridos pelo site, onde você verá as opções de personalizá-los e também outras dicas de segurança.

+ Confira mais dicas para suas viagens

post_ad

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *