Lednice: Castelo na República Tcheca é um convite à beleza

Quem escreve o post de hoje é a jornalista e radialista Roberta Clarissa Leite, que vive em Praga, na República Tcheca. Como uma local, a brasileira apaixonada por viagens tem sempre ótimas dicas do país e compartilha conosco uma dessas preciosidades.

A República Tcheca é agraciada com a beleza de sua capital Praga. Mas o país oferece um leque de opções para quem quer descobrir segredos além dela. Basta mais alguns dias de estadia, é só escolher mais uma ou duas cidades, dependendo de sua disposição. Se você se encanta com castelos e palácios uma sugestão é Lednice. Desde 1996 está na lista da Unesco. Lednice é um complexo arquitetônico com castelos, palácios, galerias, museus e extensos jardins.

Lednice, República Tcheca (Foto: Roberta Clarissa Leite)

Localizada no sul da Moravia, uma das regiões onde o país descansa, Lednice fica bem próxima à divisa com a Áustria. Aqui você mergulha na história de famílias nobres que ergueram um esplendoroso exemplo de arquitetura. Partindo de Praga são 275 km, você pode optar por trem, veículo muito comum e barato na região. Ao chegar, você avista a estação de trem de Lednice, toda de pedrinhas coloridas.

Lednice, República Tcheca (Foto: Roberta Clarissa Leite)

Há indicações no caminho que te levam até os jardins do castelo, após alguns minutos de caminhada. Geralmente há muitos turistas seguindo essa rota, principalmente no verão, durante os meses de junho a agosto, período em que a temperatura chega até os 32 graus, tão quente como nosso Brasil.

Lednice pertenceu a nobres famílias que fizeram inúmeras modificações ao longo dos séculos. Os primeiros indícios datam do séc. XIII quando o Rei Tcheco Vaclac I cedeu o palácio para nobre austríaco Sigfried Sirotek em 1249. Desde então há incontáveis reformas até, finalmente no século XIX, o príncipe Alois II decidiu fazer um palácio de verão e nele receber a nobreza europeia com banquetes e festas.

Lednice, República Tcheca (Foto: Roberta Clarissa Leite)

Os jardins que rodeiam Lednice tem 200 km² de extensão, e aqui você pode explorar toda sua beleza. Tapetes de flores em diversos formatos, áreas verdes que se perdem de vista, bancos e estátuas enfeitam a área.

A Casa Verde, local com plantas exóticas, que geralmente precisam de temperaturas especiais, é uma imensa casa de vidro também acessível aos visitantes. As visitas começam às 9h e seguem até 18h.

O passeio pelo castelo é dividido em partes, são 4 principais visitas, todas com guias, com opção de línguas como inglês. É através desses passeios que você descobre e conhece como vivia a nobreza europeia.

Tapetes, peças de cerâmicas, belos móveis desenham a vida de famílias que passaram anos dentro desses ambientes. O castelo está muito bem conservado e assim possibilita ao visitante uma real imagem de como era no passado. A biblioteca, o salão principal, o quarto rosa são alguns dos
locais que você pode descobrir.

A mesa posta em uma das salas parece que está à espera da nobre família que em breve chegará. É nesse ambiente que você mergulha ao conhecer Lednice. De dentro dos salões por onde você percorre durante as visitas é possível também ter belas vistas dos jardins. No verão as janelas do castelo ficam abertas e assim você tem oportunidade de fotografar o jardim por outros ângulos.

Lednice, República Tcheca (Foto: Roberta Clarissa Leite)

Um dos pontos máximos, para quem aprecia arte em madeira, é ver a exuberante escada toda talhada. A administração do palácio organiza apresentação de instrumentistas que tocam ao vivo ao fim de cada passeio. Mas não acaba por aqui. Além das 4 opções de visitas dentro do castelo, você pode caminhar seguindo o grande lago e descobrir ainda mais.

Lednice, República Tcheca (Foto: Roberta Clarissa Leite)

Ao longe você avista um torre, a Minaret. É uma torre mesquita, pois é. O rei Alois Josef I quis construir uma igreja católica e foi proibido na época. Para ainda realizar seu desejo e mostrar sua autoridade tentou erguer uma mesquita, local onde é anunciada as chamadas de orações dos mulçumanos, mas só foi possível a torre. É algo bem peculiar. Você pode subir seus 302 degraus e do alto apreciar a fantástica vista. Foi construída em 1797.

Lednice, República Tcheca (Foto: Roberta Clarissa Leite)

A República Tcheca é cheia de mistérios, Lednice é um destino fascinante. Lembre-se que para turistas brasileiros é permitido a estadia de até 90 dias sem visto. Mas algumas exigências devem ser observadas: portar um passaporte válido por 180 dias; seguro saúde internacional; comprovante de recursos financeiros suficientes para o período da estadia e comprovante de hospedagem. São passos importantes para garantir uma viagem tranquila.

INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE A REPÚBLICA TCHECA

A República Tcheca fica na Europa Central e é membro da União Europeia, embora ainda não tenha adotado o Euro. A capital é Praga e a população total do país é de pouco mais de 10 milhões de habitantes.

Infelizmente não existem voos diretos do Brasil para o país, portanto você terá que fazer uma conexão em algum vizinho para chegar lá (o que não é difícil, convenhamos). Brasileiros não precisam de visto para a República Tcheca. São isentos para viagens de turismo ou negócio com permanência de até 90 dias. É precisa estar com passaporte válido (recomenda-se pelo menos 180 dias antes do vencimento), comprovante de seguro de viagem internacional com cobertura de € 30 mil, comprovante de recursos financeiros suficientes para a estadia (por exemplo, cartão de crédito internacional) e comprovante de hospedagem (veja mais no site da embaixada).

* Agradecemos muito a Roberta Clarissa Leite por contar aqui sua experiência na República Theca. E você, quer compartilhar alguma viagem inesquecível? Entre em contato conosco!

+ Veja todos os nossos relatos e dicas na página Destinos

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *