Missões Jesuíticas no Paraguai: Ruínas de Encarnación

Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai dividem um grande patrimônio histórico conhecido como Missões ou Reduções. Aqui, as principais ficam em São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, conhecidas como Sete Povos das Missões.

As Missões foram espécies de cidades criadas na selva nos séculos XVII e XVIII onde os jesuítas evangelizavam os índios. Eram centros importantes que reuniram mais de 100 mil Guaranis só na Argentina e Paraguai, com hospitais, escolas, moradia e alimentação. Mais tarde dariam início à industrialização do ferro, produção de tecidos e criação de gado. Entre outras heranças, ficaram a influência na música, artes, arquitetura e imprensa. Mas conflitos com grande número de mortos acabaram fazendo com que Portugal e Espanha expulsassem os jesuítas de suas terras, o que acarretou no fim das Missões.

Fomos conhecer as mais famosas Missões Jesuíticas no Paraguai, que ficam na região de Encarnación, importante cidade localizada no sudeste do país, na divisa com a argentina Posadas.

Missões Jesuíticas no Paraguai (Foto: Esse Mundo É Nosso)

MISSÕES JESUÍTICAS NO PARAGUAI

JESÚS DE TAVARANGÜÉ

A principal Redução paraguaia é a Jesús de Tavarangüé, fundada em 1685 e declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1993. As ruínas ficam a 29Km de Encarnación e a 12Km da cidade de Trinidad, no departamento de Itapúa. Ela faz parte das conhecidas Misiones de los Treinta Pueblos, que foram 30 povoados que se consolidaram com a chegada dos jesuítas no Paraguai (8), Argentina (15) e Brasil (7).

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O conjunto urbano de “Jesús” reúne o Templo, que nunca foi concluído, a Plaza Mayor, o Colégio anexo à Igreja, as casas de proteção para órfãos e viúvas, chamadas de Coty Guazú ou Casa Grande.

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A missão também contava com horta para cultivo de alimentos e o cemitério, local sagrado pros indígenas. Restam ainda a base de construção das casas dos índios, que também nunca foram concluídas.

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que mais chama a atenção é o Templo, um dos maiores da época. A incrível obra tem 70m de comprimento por 24m de largura. O início da construção da igreja com três naves ocorreu entre 1756 e 1759 e mesmo após a expulsão dos jesuítas as obras continuaram. Depois de um tempo, o prédio foi abandonado e nunca ficou pronto. O prédio dourado sobre o gramado verdinho é uma imagem linda.

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)Missões Jesuíticas no Paraguai - Jesús de Tavarangüé (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jesús de Tavarangüé também é a missão paraguaia com a melhor estrutura turística. O local é bem cuidado, com centro de informações, um pequeno museu, além de serviços como banheiro. O ingresso custa 25 mil Guaranis (R$12).

Dica: O ingresso dá direito a visitar as três principais ruínas: “Jesús”, Trinidad e San Cosme y San Damián e é válido por três dias. Os três mini-tickets são destacados em cada uma das entradas, conforme relato enviado pelo leitor Lázaro Oliveira.

TRINIDAD

A alguns poucos quilômetros de “Jesús”, fica outra grande Missão, a de Santísima Trinidad del Paraná. O que chama a atenção aqui é a imponente igreja com imagens sacras da época jesuítica, além das demais dependências da Redução. Em alguns dias, há a opção de fazer um tour noturno com apresentação de luzes e sons.

Missões Jesuíticas no Paraguai - Trinidad (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Trinidad (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Trinidad (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Trinidad (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Nossa visita a essa missão foi muito rápida, pois já estava anoitecendo, o que ao menos proporcionou um lindo pôr-do-sol. O interessante de ter visitados as duas ruínas no fim do dia é que o sítio todo estava lá só pra nós, éramos praticamente os únicos visitantes no horário.

Missões Jesuíticas no Paraguai - Trinidad (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Missões Jesuíticas no Paraguai - Trinidad (Foto: Esse Mundo É Nosso)

COMO CHEGAR ÀS MISSÕES

De Encarnación, você pode escolher visitar as ruínas de bicicleta, ônibus coletivos, moto-táxi ou táxis. Como estava no final do dia e nosso horário estava apertado, contratamos no hotel um táxi que nos cobrou 150.000 Guaranis (R$75) pra nos levar até Jesús de Tavarangüé e demais ruínas que desse tempo e retornar ao anoitecer. É um valor caro pros padrões paraguaios, mas você pode combinar com outras pessoas e dividir o táxi.

Se você for de ônibus coletivo, certifique-se de que ele entra no trevo de “Jesús”, pois a distância deve ser de mais de 12Km e vi muita gente tendo que voltar a pé pelo acostamento por falta de transporte público no fim do dia. Já Trinidad fica bem próxima da rodovia principal por onde os ônibus passam.

+ Veja como chegar a Encarnación a partir de Assunção

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

32 Comments

  1. Marilda Esther Farina disse:

    Rafael Carvalho.. Hola sou Marilda Farina moro no Rio de Janeiro .. sou do Paraguai, infelizmente nunca cheguei conhece o lugar,gostaria de saber se você conhece um hotel perto q eu iria com um grupo de amigas e amigos,se tiver me envia um email por favor ✌😀

  2. maicom douglas melro disse:

    alguem sabe se ao inves de eu alugar taxi ou um onibus para visitar as ruinas do paraguai se posso ir ate elas com meu veiculo propio

  3. Reinaldo Miranda disse:

    Já conheço ás missões da Brasil e da Argentina, em Janeiro vou conhecer ás do Paraguai, Saindo de Jundiai SP pretendo entrar por Salto del Guaira, até Assunção, depois Encarnacion e Posadas na Argentina, voltando por Foz do Iguaçu, vou de moto, em viagem de 15 dias.

  4. Ivone disse:

    Olá Rafael, vou de carro a partir de Ciudad del Este acha seguro?

  5. Dai Ribeiro disse:

    Adorei seu post. Vamos para lá no final desse ano. Com certeza vamos conhecer Encarnácion e as Missões Jesuíticas. Estamos ansiosos.

  6. Pedro Holanda disse:

    Oi Rafael,

    As informações aqui são muito úteis, desmistificando um pouco do receio de visitar o nosso país vizinho tão cheia de convergências com o Brasil. Obrigado por compartilhar suas experiências.
    Eu estou planejando a minha viagem pelo local após visitar as ruínas de San Ignacio Mini, porém estou com dificuldades de decidir como me deslocar para as missões. Nenhuma empresa no Brasil ou Argentina autorizam a viagem até lá, e as agências de viagem argentinas cobram muito caro pelo translado. Como você visitou as ruínas?

    Crd,

    Pedro

  7. Eu moro no Rio Grande do Sul (Santa Rosa, que no passado já foi um distrito de Santo ângelo) e então, acaba tendo algumas facilidades. Conheço as Ruínas de São Miguel Arcanjo (em São Miguel das Missões) e as de Santo Inácio Mini, na Argentina. Pretendo conhecer as demais, sou fascinada por esse contexto histórico. Ótimo post, abraços.

    • Oi Juliana, muito obrigado. Quero muito conhecer as do Rio Grande do Sul.
      Abraços

      • A cidade de São Miguel das Missões explora bastante a questão do turismo, e além disso, tem outros roteiros para fazer, tem o local da romaria de Caaró, tem uma fonte missioneira – uma fonte de pedra esculpida pelos nativos – e à noite, em dias específicos, você pode assistir o espetáculo Som e Luz (para nós está repetitivo mas para quem nunca viu, é maravilhoso). Uma câmera profissional vai bem por que as fotografias no local ficam incríveis.
        🙂

  8. Vanessa Aparecida Alves de Lima disse:

    Olá,
    Você fala em demorar nas estradas paraguaias, pq? condições da estrada ou trânsito?
    Se pretendemos ir de carro, há alguma objeção a acesso até próximo das Missões de carro próprio?
    Obrigada.

    • Oi Vanessa, tudo bem? Eu fui de ônibus, era um pinga pinga sem fim. As estradas são “ok”, como as do interior do país. Em alguns pontos são piores e em outros são melhores, nada muito fora do comum. Nas missões, você pode chegar de carro, tem até estacionamento.
      Abraços e ótima viagem!

  9. Fernanda Soares disse:

    Olá! Estou planejando conhecer as Missões a partir de Foz do Iguaçu, ainda não sei se dará certo… minha maior dúvida é qto ao tempo necessário para percorrer essa região missioneira. Aqui no seu blog senti falta dessa informação (o tempo total dispendido nesse roteiro). Obrigada por compartilhar sua experiência e parabéns pelo blog!

  10. Leonardo disse:

    que documentação preciza?

  11. leandro disse:

    oi pessoal incrivel esse lugares, e quanto a segurança, é tranquilow todos dizem que paraguai é dificil, policiais sacanas, gente querendo levar as coisas? é verdade?

  12. Beto Andreon disse:

    As missões funcionam todos os dias,incluindo aos domingo?

  13. Amarildo disse:

    ola gostaria de saber quais os horários e dias de funcionamento das ruínas?

    • Oi Amarildo, é preciso confirmar no dia da sua visita, pois há visitações noturnas em certas épocas. Se sua intenção é mesmo ir no horário convencional, tome em conta as 17h-18h como encerramento.
      Abraços

  14. Mariana Fonseca disse:

    Por favor qual o a distancia em km e tempo da Ciudad del Este as Ruinas Jesuitas ?

  15. Mari disse:

    Vou para Asunción em agosto, quero aproveitar para conhecer as ruínas, você tem dica de acomodação por lá?
    Você fala que pode visitar as ruínas de bicicleta, eles alugam por lá? Como funciona?

    Desde já obrigada

  16. Rocio disse:

    1.500.000 Guaranis (R$75) Voce puso un cero demais

  17. Fernanda disse:

    Sempre quis conhecer as missões jesuíticas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *