O que fazer em Santo Domingo, capital da República Dominicana

Confesso que quando viajei à República Dominicana não esperava encontrar muito o que fazer em Santo Domingo, afinal, a maior parte dos brasileiros que visita o país vai atrás das praias de Punta Cana.

Mas foi um grande engano. Achei foi muito interessante, pois adoro ser surpreendido com um destino que menosprezo. A capital dominicana me encantou desde o primeiro dos três dias que fiquei ali. Deu pra fazer passeios históricos, conhecer belezas naturais e praias paradisíacas do Caribe.

O QUE FAZER EM SANTO DOMINGO

ZONA COLONIAL

+ Encontre hotéis com desconto em Santo Domingo

Quem visita Santo Domingo normalmente é levado primeiramente à Zona Colonial, afinal, estamos na primeira cidade das Américas. Ainda com boa parte das muralhas que protegiam a cidade nos tempos de colônia de pé, o bairro é bem conservado e tem passado constantemente por restaurações e urbanização.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Parque Colón

O ponto inicial é o Parque Colón, uma praça em homenagem a Cristóvão Colombo, que descobriu a América ao desembarcar nessa região. Bem em frente à estátua do desbravador, fica a Basilica Catedral de Santa María la Menor, chamada também de Catedral de Santo Domingo ou Catedral Primada das Américas, por ter sido a primeira do continente. Ela é aberta à visitação e seu interior é bem interessante.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Catedral de Santo Domingo

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Catedral de Santo Domingo

Na praça também fica a parada do Chu Chu Colonial, uma espécie de “trenzinho da alegria” que percorre as principais ruas do centro antigo contando sua história e mostrando os principais prédios e monumentos. Não é barato (US$12), mas enriqueceu bastante minha visita.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Se preferir, você pode percorrer a pé as principais atrações. Prefira fazer ao menos o fácil circuito do quadrilátero das ruas El Conde, Las Damas, Emiliano Tejera e voltando à praça pela Arzobispo Meriño. Ainda na praça, dá pra conhecer o Museo del Tabaco e o Museo de Ambar, uma resina fóssil muito usada na produção de joias.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Calle Las Damas

Seguindo pela Calle Las Damas, você passará por diversas igrejas e museus, entre eles a última residência de Colombo, o Panteón Nacional, o Museo de las Casas Reales (no edifício que abrigava a Corte Real) e Alcázar de Diego Colón (palácio do irmão de Cristóvão Colombo), que fica na grande Plaza de España.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Museo de las Casas Reales

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Plaza de España

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Vista do Alcázar de Colón

A Calle Arzobispo Meriño é uma das mais fotogênicas e tem lojinhas e um museu de chocolate com degustações e até brigadeiro (um pouco diferente do nosso).

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Museu do Chocolate

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Museu do Chocolate

Se ainda tiver tempo por aqui, a rua paralela, a Calle Hostos, guarda as imponentes ruínas do Hospital San Nicolás de Bari, o primeiro construído nas Américas.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ruínas do Hospital San Nicolás de Bari

Na mesma rua, dá pra avistar uma subidinha em curva à direita cheia de casinhas coloridas. Embora estivesse em reforma quando eu a visitei, ela foi cenário de vários filmes, como O Poderoso Chefão II (que recriou aqui uma rua de Havanna) e O Bom Pastor, com Robert De Niro e Matt Damon e Angelina Jolie.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Calle Hostos

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Cena do filme O Poderoso Chefão II na Calle Hostos

Seguindo mais um pouco, após a subida, chega-se às ruínas do Monasterio de San Francisco, hoje usadas para espetáculos musicais a céu aberto e outros eventos culturais.

O que fazer em Santo Domingo - Zona Colonial (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Monastério de San Francisco

Se o Centro Histórico já chama a atenção durante o dia, à noite ele se transforma. Suas ruazinhas são tomadas por jovens e turistas e vários daqueles prédios históricos que passaram despercebidos com a luz do sol abrem as portas e revelam modernos e animados bares e restaurantes. A rua com as melhores opções é a Calle El Conde, bem perto da Plaza Colón.

 

LOS TRES OJOS

Em plena região central de Santo Domingo fica o Parque Monumento Natural Cueva Los Tres Ojos, uma grande área verde protegida. Apesar da vegetação exuberante, o que atrai milhares de visitantes são as três cavernas com lagos subterrâneos de águas azuis e um quarto lago, acessível apenas de barco.

O que fazer em Santo Domingo - Los Tres Ojos (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A estrutura é super bacana, com escadarias que levam os visitantes pra “debaixo da terra”. Logo na entrada, você se depara com o Lago de Azufre, pra mim o mais bonito dos tres ojos.

O que fazer em Santo Domingo - Los Tres Ojos (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Santo Domingo - Los Tres Ojos (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A visita continua pelos lagos De Las DamasLa Nevera. Nesse último, cujo nome já dá a noção do frio de sua água, parte um barco/balsa que leva até o último lago descoberto, o Los Zaramagullones. É preciso pagar RD$ 25 para o transporte (cerca de US$ 0,50).

O que fazer em Santo Domingo - Los Tres Ojos (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ao chegar a esse lago, agora descoberto, você perceberá que o tom azul da água dá cor a um surpreendente verde. Uma espécie de pier permite que o visitante chegue mais próximo da água, onde é possível inclusive alimentar os peixes com pedacinhos de pães dados por guias que estão ali em busca de alguns trocados.

O que fazer em Santo Domingo - Los Tres Ojos (Foto: Esse Mundo É Nosso)

#ficaadica Embora você seja cercado por guias logo que desembarca na entrada do parque, eles não são imprescindíveis. Dá facilmente pra fazer o percurso por conta própria em cerca de 30min. Mas se você quiser conhecer melhor a formação das cavernas e a origem da água azulada que brota dentro delas, pode valer a pena.

Parque Monumento Natural Cueva Los Tres Ojos
Endereço: Av. Las Americas – Santo Domingo
Horários: Diariamente, das 8h30 às 17h30
Ingressos: RD$ 100 para adultos (pouco mais de US$ 2)

 

FARO A COLÓN

O “Farol de Colombo” fica próximo do Los Tres Ojos, separados pelo Parque Mirador del Este, outra importante área verde da capital dominicana. Embora sua construção tenha começado em 1948, só foi oficialmente inaugurado em 1992, para celebrar os 500 anos do descobrimento da América, mesmo ano em que o país recebeu a visita do Papa João Paulo II (o “papamóvel” usado na época fica exposto do lado de fora).

O que fazer em Santo Domingo - Faro a Colón (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A ideia do enorme prédio em formato de cruz com mais de 800m de comprimento é contar a história dos países americanos, além de sediar exposições esporádicas. Mas o que chama a atenção mesmo é o fato do Faro a Colón guardar os restos mortais de Cristóvão Colombo. Essa história é meio polêmica, uma vez que os espanhóis dizem que eles estão em Sevilha.

O que fazer em Santo Domingo - Faro a Colón (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Santo Domingo - Faro a Colón (Foto: Esse Mundo É Nosso)

BOCA CHICA

Boca Chica é um município da grande Santo Domingo a cerca de 30min de carro do centro. E é ali que fica uma das melhores praias da região.

Praia em Santo Domingo: Boca Chica (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Apesar de existir um acesso à praia com areia e barraquinhas, a maior atração ali são os beach clubs suspensos em piers com escadinhas para o mar azul cristalino (saiba tudo).

 

MALECÓN

O Malecón de Santo Domingo é o calçadão da orla da cidade que, embora fique de frente para o Mar do Caribe, não tem areia nem praia. O que dá pra fazer por aqui é uma caminhada. A maior faixa do malecón fica no bairro de Gascue, famoso por abrigar as principais redes hoteleiras internacionais e seus cassinos. Se você gosta de uma jogatina, vale a pena a visita.

O que fazer em Santo Domingo - Malecón (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Santo Domingo - Malecón (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

REGIÃO MAIS MODERNA

Percebi que os dominicanos adoram falar dos shoppings. Não sei se eles são novidade por ali ou se eles gostam mesmo é de fugir do calorão caribenho dentro do ar condicionado. Foi então que fui conhecer o Ágora Mall, um dos mais famosos da cidade.

O que fazer em Santo Domingo - Ágora Mall (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Eu não indicaria, a menos que você realmente goste de shoppings. Ele é como qualquer centro de compras brasileiro. Se decidir ir, na praça de alimentação existe uma área com mesinhas ao ar livre, com uma vista simpática de Santo Domingo. Embora esse tópico tenha o título “Região Mais Moderna”, há pouco pra se fazer por aqui além do shopping.

Ágora Mall
Endereço: Av. Abraham Lincoln esquina Av. John F. Kennedy
Mais informações: agora.com.do

 

Tem mais dicas de o que fazer em Santo Domingo? Divide com a gente!

+ Dica de onde ficar na capital dominicana
+ Mais dicas pra você curtir a cidade

* O jornalista viajou a convite do Renaissance Hotels para o #DayOfDiscovery, evento global da rede de hotéis, mas todas as opiniões dadas aqui são imparciais e isentas, o que reflete sua real experiência.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

18 Comments

  1. Leonardo disse:

    Não andem em dupla ou sozinhos, muito perigoso!! Fui assaltado no dia 25 de Março de 2019, um sujeito na contra mão e com uma pistola na mão. Perto da catedral.

    • Oi, Leonardo, tudo bem?
      Jura, que chato, hein? É daquelas coisas que a gente nunca espera que aconteçam e estragam a viagem, né? Espero que esteja bem e obrigado por dividir a dica com os leitores.

      Abraços

  2. Daniela Vieira Prenzeler disse:

    Olá Rafael!
    Excelentes dicas!
    Pretendo passar 10 dias na República Dominicana e visitar Santo Domingo e Punta Cana.
    Quantos dias você recomenda para cada cidade?

    Abraços,
    Daniela

  3. Francisco disse:

    Pessoal, muito bom o post, usarei como base para viagem que faremos ano que vem. Vale a pena um bate-e-volta de Punta Cana? O que faria se tivesse apenas 6 horas para visitar? Valeu!

    • Oi, Francisco, tudo bem?
      Muito obrigado! Então, eu acho que vale a pena se você quiser ficar um dia sem praia, pra conhecer mais da cultura do país. Agora se você está indo pra lá por causa de praia, eu ficaria apenas em Punta Cana mesmo. Com 6h, acho que eu focaria mais no Centro Histórico, que é bem bonitinho.

      Abraços e ótima viagem!

  4. Aline disse:

    Rafael e quanto a segurança? Vc se sentiu tranquilo em andar pelas ruas com objetos como celular , câmera?

    • Oi, Aline, tudo bem?
      Eu não me senti inseguro não. Tomei os cuidados normais como tomamos no Brasil. Mas andei muito a pé no Centro Histórico e os demais deslocamentos normalmente foram de carro/táxi.

      Abraços e ótima viagem!

  5. Meire disse:

    Rafael, digo chip da operadora local, tem dentro do Aeroporto para venda?

  6. Meire disse:

    Olá, dicas muu valiosas👏👏👏👏o chiva da viva tem para venda dentro do aeroporto Las Américas? Grande abraço!

  7. André Freitas disse:

    Terei 4 dias em Santo Domingo, dá pra passar por todos esses lugares?

  8. ANDERSON SUSUMU KAZAMA disse:

    Vamos lá pessoal, algumas infos atualizadas da capital Santo Domingo….

    Moeda: O dólar é bem aceito, a cotação estava em média de 47,50 pesos por dólar. Sugiro trocar seus dólares pelos pesos dominicanos pois a maioria das coisas está na moeda local. Troque um pouquinho (tipo uns 15,00 dólares e peça notas pequenas e moedas no aeroporto), depois vá aos bancos dos shoppings pois o câmbio é um pouco melhor. Lembre-se sempre de levar seu passaporte, inclusive para qualquer lugar em que for.

    Preços das coisas: bem similares ao do Brasil. Aos adeptos do Beisebol, compensa investir nos equipamentos, afinal não se tem no Brasil.

    Locomoção: Utilize o app Uber para se locomover, é bem aceito, e as saídas são bem em conta, cerca de 200 pesos (equivalente a 4,00 dólares). Claro, se andar mais, o valor será maior.

    Celular: leve seu passaporte (irão pedir), vá até um quiosque autorizado da operadora Viva (é isto mesmo, com a), compre um chip e peça o plano de dados ilimitado com renovação automática (na época funcionava muito bem). Isso deve durar uns 15 dias, pega bem na cidade e custou uns 10,00 dólares tudo!! Há outras operadoras, porém os planos nao são tão bons, por exemplo da Claro é por GB utilizado. Aí não compensa, pelo menos pra mim.
    Leve um carregador de bateria externo para seu celular, isso é extremamente necessário.

    Cidade: extremamente tranquila, porém não fique dando uma de trouxa.

  9. Fernando disse:

    Oi Rafael,
    Estou indo pra Punta Cana semana que vem, e após esta leitura sinto uma vontade enorme de conhecer Santo Domingo. Você conheceu a capital com algum guia ou foi por conta própria?
    Abraços…

    • Oi Fernando, tudo bem?
      Eu fui por conta própria, pois meu hotel tinha uma equipe de guias que dava todas as orientações da cidade. Mas com base nos nossos posts você consegue fazer por conta. O táxi é relativamente barato e usei em todos os deslocamentos.

      Mas como você vai estar em Punta Cana, talvez seu próprio hotel ofereça um tour de um dia na capital. Dê uma olhada com eles. Vi muitos ônibus vindos de lá, inclusive da CVC.

      Abraços e ótima viagem,
      fico à disposição.

  10. Maianna disse:

    Quanto custa em média para passar 1 semana em Santo Domingo?

    • Oi Maianna, tudo bem?
      Achei os preços em Santo Domingo semelhantes aos do Brasil. Algumas coisas mais baratas, outras mais caras. Pense num orçamento como se fosse viajar por aqui mesmo.

      Abraços e ótima viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *