Onde comer em Belém: Dicas de restaurantes

Não faltam ótimas opções pra quem procura onde comer em Belém. Mas antes de tudo, vale entender um pouco da cultura da região, já que uma das culinárias mais ricas e diversificadas do Brasil sem dúvidas fica no Pará. A influência indígena, portuguesa e africana transformou os pratos locais em delícias únicas. Os ingredientes principais são de origem amazônica, com destaque para os peixes, camarões, aves, além de muitas ervas, folhas e temperos pouco convencionais pra quem é de fora.

E o que falar das frutas que ganharam o gosto dos brasileiros e são nativas da região? Quem nunca se deparou com um açaí ou cupuaçu por aí? Mas, pra mim, uma das estrelas da cozinha paraense é o tucupi, um caldo amarelo extraído da mandioca brava. Curiosamente, assim que retirado, é venenoso. Mas depois de cozido e fermentado, é usado abundantemente em diversos pratos.

+ Saiba mais sobre a culinária do Pará

ONDE COMER EM BELÉM

São tantos lugares e pratos, que escolher onde comer em Belém vira um sacrifício se você tem poucos dias na cidade. Ficamos apenas um fim de semana, mas nos esforçamos pra testar alguns dos principais.

REMANSO DO PEIXE

Escondidinho numa rua residencial sem saída e fora do centro da cidade – num lugar onde você duvida que possa haver um restaurante -, funciona o primeiro dos restaurantes da família Castanho, aberto pelos pais do renomado e premiado chef Thiago Castanho, que mais tarde tocaria a cozinha ao lado do irmão Felipe. Os dois também comandam o mais refinado Remanso do Bosque.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Com clima ainda familiar, o prato chefe da casa é a caldeirada paraense, que se parece com uma moqueca feita com filhote cozido, jambu, tucupi e camarão. Uma delícia!

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Caldeirada Paraense

De entrada, apostamos no bolinho de piracuí, uma espécie de farinha de peixe. Perfeito pra acompanhar as cervejas locais, Amazon Beer, Cerpinha ou Tijuca.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Bolinho de Piracuí

Os preços são altos. O prato individual custa cerca de R$70 e para dividir sai por volta de R$120*. Mas o sabor autêntico e exótico fez a visita valer a pena, não é à toa que o Remanso do Peixe já foi eleito diversas vezes como o melhor da cidade.

Endereço: Travessa Barão do Triunfo, 2590 – Casa 64 – Marco
Telefone: (91) 3228-2477
Horários: Terça a sábado, das 11h às 15h e das 19h às 22 (domingos e feriados só abre no almoço; confirme por telefone)
+ Fanpage do restaurante

 

LÁ EM CASA

Outro tradicional restaurante de Belém, esse comandado pela família Martins, o Lá em Casa fica na Estação das Docas, cartão postal da cidade. Enquanto no almoço funciona um buffet com pratos quentes (incluindo regionais), saladas e sobremesas, no jantar os pedidos são à la carte.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

No cardápio não poderia faltar o famoso pato no tucupi e o tacacá. Esse último foi nossa escolha na entrada.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Tacacá

Como prato principal, pedimos um rondelli com jambu e um escondidinho de camarão. Estavam muito bons e os preços são honestos.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Rondelli com Jambu

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Escondidinho de Camarão

Endereço: Av. Boulevard Castilho França, Estação das Docas, Galpão 2, Loja 4
Telefone: (91) 3212 5588
+ Site do Lá em Casa

 

 

MANJAR DAS GARÇAS

Esse bonito restaurante, que parece ter sido construído dentro de uma grande oca indígena, fica no Mangal das Garças, um lindo parque de Belém (conheça). No almoço funciona um buffet farto e variado, com muitos pratos da culinária regional. O preço é salgadinho, R$69 por pessoa*. Já no jantar, além do buffet há também opções à la carte. Nos fins de semana, costuma ficar bem cheio, vale fazer reserva.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Endereço: Rua Dr. Assis s/nº – Cidade Velha
Telefone: (91) 3242 1056
Horários: De terça a sábado, das 12h às 16h e 20h às 2h (domingo: Somente almoço)
+ Site do Manjar das Garças

 

ESTAÇÃO DAS DOCAS

Além do Lá em Casa citado acima, a Estação das Docas tem outros bons bares e restaurantes. A Amazon Beer é um prato cheio pra quem gosta de cervejas diferentes e petiscos. Do lado de fora, o Marujos é ótimo pra petiscar, tem música ao vivo à tarde e à note e um pôr do sol de tirar o fôlego às margens da Baía do Guajará.

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Restaurantes na Estação das Docas

Onde comer em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Marujos

Endereço: Av. Boulevard Castilho França
+ Horário de funcionamento e mais informações no site

 

SORVETES CAIRU

Depois de tantos pratos deliciosos citados aqui, quem está em Belém não pode querer outra sobremesa que não seja o famoso sorvete Cairu, eleito o melhor do Brasil em 2014. São mais de 50 anos de história e também mais de 50 sabores, entre eles os que usam de matéria-prima frutas exóticas do Pará. São muitas as lojas espalhadas pela cidade (consulte aqui).

Sorvete Cairu em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

BÔNUS

Há quem não tenha estômago de encarar os simples e “sujinhos” restaurantes do Mercado Ver-o-Peso, símbolo de Belém. Mesmo assim, uma visita ao mercado é uma viagem pela culinária paraense, um local ideal ao menos para provar frutas, castanhas e outras iguarias.

Mercado Ver-o-Peso em Belém (Foto: Esse Mundo É Nosso)

* Preços checados em novembro de 2015

+ Mercado Ver-o-Peso: Um mix de cheiros, sabores e crenças
+ Confira dica de hotel em Belém
+ Mangal das Garças: Um pedaço da floresta no coração da cidade
+ Mais dicas pra você aproveitar sua viagem a Belém

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *