Passe de trem na Europa: Como funciona? Vale a Pena?

Por mais de um mês nós viajamos pelo Velho Continente e usamos o passe de trem na Europa porque saía vantajoso com os nossos deslocamentos, já que utilizamos muito esse tipo de transporte. Mas nem sempre isso vale pra todo mundo.

Com essa experiência e também informações das empresas que vendem esse produto, nesse post vamos tentar sanar suas dúvidas sobre o passe de trem na Europa: como é, o que cobre, se vale a pena e como funciona na prática.

PASSE DE TREM NA EUROPA

| O QUE É?

O passe de trem na Europa permite que você faça viagens ilimitadas num certo período em trens de um mesmo país ou até mesmo de outros países, incluindo trechos internacionais. Por exemplo, numa viagem à Itália, se você tiver o passe de três dias pode escolher três dias dentro de um espaço de um mês para viajar pela rede ferroviária italiana, não importa se seja uma única viagem de trem nesse dia ou mais de uma no mesmo dia.

Passe de trem na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Estação em La Spezia, Itália

O lado bom é que você tem liberdade e flexibilidade, podendo decidir até mesmo na hora se quer fazer mais algum deslocamento, conhecer uma nova cidade, em viagens ilimitadas naquele dia em que você ativou seu passe. Por outro lado, é bom colocar na ponta do lápis e ver se os trechos ficariam mais baratos se comprados separadamente ou por meio do passe.

 

| QUAIS PASSES EXISTEM?

Há uma enorme variedade de passe de trem na Europa que você deve analisar antes de comprar. Pode ser para viagens dentro de um único país, em combinações entre países ou até mesmo um mais abrangente, chamado de Eurail Global Pass, que cobre 28 países em todo o continente. Foi esse que usamos e daremos mais detalhes abaixo.

Passe de trem na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Esses passes foram criados pelo consórcio europeu de trens chamado de Eurail e a Rail Europe é um dos revendedores. No Brasil, eles entregam os passes na sua casa, inclusive, mas eles só podem ser usados por não europeus, ou seja, por nós turistas. Para saber os preços e qual combina mais com a sua viagem, você pode consultar um buscador no site deles.

 

DESCONTO NO SEGURO OBRIGATÓRIO NA EUROPA
Brasileiros são obrigados a contratar um seguro viagem na maioria dos países da Europa. Além de poder ser pedido na imigração, com ele você viaja tranquilo em caso de imprevistos de saúde, atrasos ou cancelamentos de voos. Eu já fraturei a coluna no exterior e precisei ser transferido de helicóptero. Já imaginou quanto custaria se eu não tivesse seguro? Sugerimos que você faça a cotação no site da Seguros Promo, que é um buscador para encontrar o melhor preço. Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe 5% de desconto, que pode chegar a 10% se você pagar no boleto.

 

| VALE A PENA?

No nosso caso valeu a pena, pois viajamos por três países durante um mês e o passe que escolhemos dava direito a cinco dias de viagens ilimitadas nesse período. Ou seja, não fizemos apenas cinco viagens, mas fizemos dez viagens no total. Sim, em alguns dias usamos várias vezes o passe para viagens diferentes, já que nos dias em que ele é ativado você pode escolher até mesmo na hora os destinos que irá. Sem contar que também fizemos uma viagem cara, que foi entre Budapeste e Praga. Só o preço desse trem já era um terço do valor do nosso passe no dia em que pesquisamos.

Passe de trem na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Trem em Budapeste

Então se você pretende fazer muitos deslocamentos pela Europa, seja entre países diferentes ou no mesmo país, pode também ser interessante. Inclusive se quiser ter liberdade de escolher algum destino em cima da hora.

Agora, se você irá fazer poucas viagens de trem, vale fazer as contas pesquisando os valores dos deslocamentos, pois os bilhetes unitários comprados com antecedência podem sair mais baratos que o passe de trem. Sei que é chatinho ter que fazer essa conta, mas é assim que você vai ver se é vantajoso ou não de acordo com seu roteiro.

 

| O EURAIL GLOBAL PASS

Como falei acima, existem dezenas de combinações de passe de trem na Europa e você pode consultar cada um e simular os custos no site. No nosso caso, usamos o mais abrangente, que permitia viagens em 28 países do continente, chamado Eurail Global Pass.

PAÍSES DO EURAIL GLOBAL PASS
Alemanha Áustria Bélgica Bósnia e
Herzegovina
Bulgária Croácia Dinamarca
Eslováquia Eslovênia Espanha Finlândia França Grécia Holanda
Hungria Irlanda Itália Luxemburgo Montenegro Noruega Polônia
Portugal Rep. Tcheca Romênia Sérvia Suécia Suíça Turquia
* Liechtenstein e Mônaco são considerados parte da Áustria e França

 

Ele vale a pena? Mais uma vez você vai ter que colocar no papel todos os trechos que pretende fazer pra ver se vale ou não. Mas se você pretende ir com uma viagem mais aberta, com trechos definidos de última hora, pode ser uma boa pra você.

Mesmo dentro desse passe de trem mais complexo, existem vários modelos, começando pelo básico, que foi o nosso e permitia cinco dias de viagens dentro do período de um mês, até um bem abrangente, que dá 90 dias contínuos de viagens ilimitadas. Você pode simular e ver os preços no site da Rail Europe.

| COMO FUNCIONA ESSE PASSE DE TREM NA EUROPA?

Ao contratar o Eurail Global Pass no Brasil pela Rail Europe, nós recebemos em casa um envelope com o passe físico e um diário de viagem, que deve ser preenchido ao longos dos deslocamentos de trem, como falarei mais abaixo. Junto desses documentos recebemos um guia que ensina o preenchimento correto e também todas as informações de uso.

• RESERVA DE ASSENTOS: Em viagens regionais ou urbanas, você não precisará reservar assentos. É só anotar no seu diário de viagem o trecho que irá fazer e embarcar no trem. Como você já ativou o passe nesse dia ao preencher a data, então você pode fazer quantas viagens desejar no período de 0h às 24h. Mas para alguns trechos de longa distância e trens de maior velocidade é preciso reservar os assentos. Essa parte eu não gostei muito, pois é preciso pagar mais na hora da reserva. Dos trechos que tivemos que reservar, os preços de cada assento variavam entre €3 e €10. Mas como eu sei se devo ou não reservar e pagar pelos assentos mesmo já tendo o passe? Eu também achei que ia ficar maluco tendo que descobrir essas informações. O bom é que há um aplicativo Eurail Planner que te mostra os horários disponíveis quando é preciso ou quando não fazer reservas, além dos valores (veja nos prints de tela abaixo). Isso tudo veio bem explicado no guiazinho e tem também no site.

Você consegue reservar os assentos pelo aplicativo, dependendo de alguns países, nos sites das empresas de trem ou também pelo site da Rail Europe. É só você marcar a opção de que você tem um passe de trem. Em alguns poucos casos pode ser preciso a reserva física do bilhete. No nosso caso só aconteceu com o trecho entre Budapeste e Praga. A Rail Europe então teve que nos enviar pelo correio. Nos demais trechos, nós compramos os assentos, quando preciso, na hora mesmo e os tickets eram todos apresentados no nosso próprio celular.

Passe de trem na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pelo app você vê que há opções de trens com assentos grátis ou com reserva

 

•  ANTES DA PRIMEIRA VIAGEM: Já com o passe de trem na Europa da Eurail Global Pass preenchido com seu passaporte e a data da primeira viagem é preciso, é preciso (apenas nessa primeira viagem) ativar o passe. Isso pode ser feito em qualquer estação de trem europeia, seja onde há quiosques do Eurail Global Pass ou em guichês dos trens internacionais.

Ativamos o nosso em Budapeste, onde pegamos o trem pra Praga, e foi tranquilo. Fomos até o guichê que vende passagens internacionais e avisamos que desejávamos ativar o passe. A funcionária carimbou com a data do dia e pronto, nas demais viagens bastava preencher a mão as datas em que usaríamos o passe, sem necessidade de mostrar a qualquer funcionário.

Passe de trem na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Estação de trem em Budapeste, onde ativamos o passe

 

• O DIÁRIO DE VIAGEM: Se você comprar esse passe é sempre bom estar com uma caneta. Pois todas as vezes que você quiser usar terá de anotar o horário em que irá pegar o trem, a origem e o destino. Isso é feito tanto para controle do passe como também para os funcionários das empresas de trem que passagem checando o documento. Essa parte é meio chatinha, confesso.

Por exemplo, nós usamos no dia em que fomos de Milão para Cinque Terre, na Itália. Essa primeira viagem, num trem de alta velocidade, foi tranquila. Mas no mesmo dia usamos muito os trens regionais entre as cinco cidades dessa região, afinal não pagaríamos mais já que tínhamos usado o passe nesse dia. Agora imagine que os trens passam a cada 20min e toda hora que usávamos tínhamos que anotar correndo antes de embarcar.

 

• FISCALIZAÇÃO: Todo esse processo burocrático de preencher o passe, anotar os horários e reservas assentos é por conta da fiscalização. Nas viagens curtas regionais nenhum funcionário nos pediu o bilhete, mas nas mais longas eles pediram. Além do passe Eurail Global Pass corretamente preenchido, eles pedem junto o passaporte.

Pior que nós nos confundimos com um trem privado em Milão que não fazia parte do passe e quase pagamos multa. Sorte que o funcionário foi bonzinho e apenas nos cobrou o bilhete normalmente. Para não correr o mesmo risco, use sempre o aplicativo Eurail Rail Planner pra saber em quais trens você pode embarcar com o passe. Nessa simulação abaixo ele mostra, num exemplo na Espanha, os trens que você pode pegar e quando é preciso ou não reservar o assento.

Passe de trem na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Aplicativo mostra os trens e se é preciso reservar assento

 

| OUTROS BENEFÍCIOS

Além do transporte de trem, os passes dão alguns benefícios nos países da Europa. Dependendo do lugar, você tem descontos em ônibus, hotéis, cruzeiros, ferries, museus e algumas atividades. Por exemplo, na Suíça você tem passe grátis ou pelo menos 50% de desconto em passeios de barco pelos lagos. Isso varia de país pra país e virá listado no seu guia de acordo com o passe escolhido.

+ Saiba mais sobre o Eurail Global Pass e faça a cotação
+ Encontre melhor preço no Seguro Viagem obrigatório pra Europa
+ Vai pra Itália? Veja todas as dicas pra aproveitar o país

 

| CONCLUSÃO

Vale ou não a pena? A sensação que eu tenho não só desse passe de trem na Europa como de todos os demais é que varia de caso a caso. É preciso pesquisar. A menos que você queira ter liberdade de datas, aí sim essa é sua melhor opção. De modo geral parece burocrático e complicado (pra mim parecia muito antes de usar e eu não achava uma orientação detalhada na internet). Mas com o guia que recebemos da Rail Europe junto do passe ficou tudo bem mais claro, já que eles ensinam passo a passo como preencher, como usar e quando é ou não preciso reservar os assentos. Isso clareou muito!

Então espero ter ajudado você a ver se vale ou não no seu caso! Se tiver mais dúvidas, deixe seu comentário e farei o possível para ajudar.

* O jornalista testou o passe de trem na Europa da Eurail Global Pass a convite da Rail Europe, mas todas as opiniões dadas aqui são independentes e refletem sua real experiência.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *