Um das principais opções de lazer para quem visita a capital paranaense é o passeio de trem em Curitiba, feito pela Serra Verde Express. O trecho mais conhecido é a viagem até Morretes, uma pequena cidade no meio da Serra do Mar. Há também o tour até Paranaguá, no litoral, mas esse com saída apenas aos domingos (no momento este último trecho está inativo, é sempre bom checar com antecedência).

PASSEIO DE TREM EM CURITIBA

Os trens rumo a Morretes partem pela manhã da Estação Ferroviária de Curitiba, anexa à Estação Rodoferroviária e retornam à tarde. As passagens devem ser adquiridas no próprio local (segunda a sábado, das 7h às 18h30, e aos domingos, das 7h às 12h).

+ Veja os melhores hotéis em Curitiba com descontos

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Como o trecho turístico é o mesmo utilizado para o transporte de cargas, é bom saber que imprevistos podem acontecer. Nossa viagem estava programada para um sábado. Ao chegarmos por volta das 7h da manhã na estação, descobrimos pelo aviso sonoro que o passeio tinha sido cancelado devido ao descarrilamento de um vagão de carga. Sorte que ainda tínhamos o domingo na cidade e voltamos no dia seguinte.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Os preços das passagens variam de acordo com a classe do vagão e o trecho a ser percorrido. Você pode consultá-los no site da Serra Verde Express.

#FICAADICA

Como você verá a seguir, o passeio pela Serra do Mar é lindíssimo, mas é muito demorado. Para se ter uma ideia, o visual mesmo só começa a valer a pena depois de uma hora de viagem. Por isso seguimos o conselho de um amigo e descemos a serra de trem e voltamos de ônibus de linha para Curitiba, num percurso de apenas uma hora e custo de menos de R$21. Não nos arrependemos, seria muito cansativo encarar mais três horas até a capital.

O TREM

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A classe do nosso vagão era uma das mais baratas, a turística. Há desconto para crianças e maiores de idades.  Esse serviço inclui água, refrigerante e um kit lanche, além de guia em português.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O mais luxuoso é o Litorina, um outro trem com poltronas de couro e sofás de veludo, bar no interior do vagão, espumante, água, refrigerante e cerveja, com guia bilíngue. O horário de partida desse vagão também é diferente (consulte).

De volta à classe turística, o vagão é comum, sem muitas regalias. Lembra os trens de passageiro que quando eu era pequeno costumava andar no interior de Minas Gerais. A guia era muito gentil e solícita. Em menos de uma hora de viagem já nos foi servido o lanche.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

É aí que o passeio começa a ter graça, quando começamos a descer a Serra do Mar, cruzando túneis e pontes. O melhor é sentar-se do lado esquerdo do vagão.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A travessia pelos pontilhões pendurados sobre penhascos dá um certo medo e adrenalina ao mesmo tempo. O visual é lindo.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)Em uma das curvas, no Viaduto do Carvalho, chegamos a perder a referência do trilho e parece que estamos “voando” sobre o desfiladeiro.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A ferrovia Curitiba – Morretes – Paranaguá foi inaugurada em 1885 como importante ligação entre a capital e o litoral, uma grande realização dos engenheiros da época por causa das dificuldades previstas no seu traçado.

Uma das poucas paradas no trajeto acontece na Estação Marumbi, junto ao parque estadual de mesmo nome. Ali alguns aventureiros que querem fazer trilhas costumam desembarcar.

Passeio de Trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

MORRETES

Destino final do nosso passeio, Morretes é uma cidadezinha bucólica encravada na Serra do Mar, próxima ao litoral do Estado. Fundada em 1721, é cortada pelo Rio Nhundiaquara, apto para banho e prática de esportes.

Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O casario colonial e as ruas de pedra dão ainda mais charme para o centro histórico, repleto de lojinhas e restaurantes. Da estação ferroviária até lá são apenas alguns poucos quarteirões facilmente percorridos a pé.

Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A cidade tem fama por sua comida típica, o barreado. Considerado principal prato típico do litoral do Paraná, consiste em uma carne cozida em panela de barro vedada (barreada) com uma massa feita de farinha de mandioca e de trigo com água quente. O prato leva 24 horas no fogo até ficar pronto, um verdadeiro ritual.

Barreado em Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

De origem portuguesa e com cerca de 300 anos de história, esse era o único alimento para o povo aguentar o mutirão do plantio, construções de casas e de “bateção de arroz” quando se reuniam amigos e vizinhos na região. Mais tarde serviu de alimento para o entrudo, hoje Carnaval.

Experimentamos o tradicional barreado no Restaurante Casarão, instalado em uma casa do final do século XIX, tombada pelo patrimônio histórico e localizada às margens do rio. Procure uma mesa com vista. Ali também são servidos outras iguarias e alguns barreados mais sofisticados, como o de frutos do mar. A comida não é fotogênica, mas é deliciosa e deve ser servida com farinha, arroz e banana. Não esqueça de chamar um garçom para mexer e montar seu prato, mesmo depois que a panela chegar à sua mesa.

Restaurante Casarão em Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Restaurante Casarão em Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Barreado em Morretes, destino do passeio de trem em Curitiba (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Morretes tem ainda tradição na produção de cachaça. Registros históricos mostram que a produção começou ali ainda no século XVIII. Hoje são mais de 15 alambiques.

+ Confira mais dicas de Curitiba

As passagens para o passeio de trem podem ser adquiridas nos seguintes locais:

Curitiba
Fone: (41) 3888-3488
Endereço: Estação Ferroviária de Curitiba
Av. Pres. Affonso Camargo, 330 – 80060-090
E-mail: [email protected]
Horário de Atendimento: Segunda a sábado, das 7h às 18h30, e domingos, das 7h às 12h

Morretes
Fone: (41) 3462-1256
Endereço: Praça Rocha Pombo, s/nº
E-mail: [email protected]

* Os jornalistas fizeram o passeio de trem a convite da Serra Verde Express

Sobre o Autor
Rafael Carvalho
Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

52 respostas

    1. Oi, Ianê, tudo bem?
      Então, Curitiba é um pouco complicado, tanto que até apelidam a cidade de chuvitiba rs. Mas a época que costuma chover menos é entre julho e agosto, mas faz bastante frio.

      Abraços e boa viagem!

  1. Boa tarde !!!

    Vou chegar no sábado à noite 20:00hs então pelo que li não vou conseguir comprar as passagens, tem alguma forma de adquirir por algum site? Quero fazer o passeio no domingo e fico com medo de não achar vaga.

  2. Seguinte, eu moro aqui em Curitiba, e fui uma vez… não tive uma experiencia muito agradável, pois fui virado pro lado das montanhas, e o passeio demorou muito, é pra quem tem paciência mesmo… queria dar esses feedback. Cuidado com o lado dos assentos que vai escolher. Abraço.

  3. Olá Rafael. Boa noite. Obgd pelo post ! Estou com algumas dúvidas sobre o passeio do trem que irei fazer neste feriado da semana que vem. Queria muito entender porque há sempre uma diferença de preço nos itinerários Curitiba/Morretes e Morretes/Curitiba( por do sol ). Se o percurso é o mesmo.E você afirmou acima que “sem dúvida é melhor ir de Curitiba para Morretes”. Vc pode me dizer por quê ? A outra questão é sobre a informação de entrar na viação graciosa para ver passagens para retorno. Já te agradeço pois estava buscando uma maneira de ir a Antonina sem ser no pacote da empresa Serra Verde e encontrei nesta viação. Porém não encontrei o tempo estimado de percurso, para eu calcular se daria tempo de fazer isso por conta própria e ter algum proveito. O que vc acha ? E também não encontrei o retorno para Curitiba. Você poderia me ajuadar ?

  4. O passeio é maravilhoso, claro que não agradará a todos, pois tem gente que é chaaaaaaaaata por natureza, melhor ficar trancado dentro de casa kkkkk

  5. Olá, boa tarde! Assim como uma outra leitora sua, vou fazer o passeio no dia 8/dezembro. Esta viagem povoa minha imaginação há tempos, mas estou preocupado com as chuvas que estão caindo no sul. Você saberia dizer se a chuva atrapalha o passeio?

    1. Oi Eliana, tudo bem?
      Eu acho que não custa garantir caso você tenha a possibilidade de comprar com antecedência. Porque se você só puder em um único dia e acontecer de estar cheio, pode te prejudicar.

      Abraços

  6. Oi Rafael, tudo bem? Boa tarde.
    Muito legal o seu post, parabéns.
    Vou para Curitiba com meu noivo em junho e gostaria de fazer esse passeio, porém, depois do seu post, pretendo voltar de ônibus.
    Como faço? Não conheço a região e gostaria de ter essa dica.

    1. Oi Kelly, tudo bem?
      É bem tranquilo. Você pode adquirir só um trecho (ida) do trem no próprio site que tem o link aqui no post. Já o ônibus, você pode comprar na hora mesmo, são vários por dia. Só chegar na rodoviária e consultar o próximo.
      Abraços e ótima viagem!

  7. Boa tarde!!! O acesso a rodoviaria de Morretes é facil?? Pois pretendo voltar de onibus ao inves de ir e voltar de trem! A rodoviaria ica na ferroviaria mesmo?? Atenciosamente

  8. Fui até Curitiba e resolvi fazer o passeio de trem até Morretes para experimentar o famoso barreado. Os problemas começão já na chegada da estação onde você será abordado por um sem número de agentes tentando vender pacotes. Depois de me desvencilhar de todos cheguei no guichê para comprar as passagens e o atendimento da caixa foi péssimo, dise-me que não dava para escolher assentos e vendeu os piores lugares do trem, detalhe, tinham assentos sobrando no trem e sentamos em lugares melhores. Começou o passeio e minha surpresa foi maior ainda, as paisagens maravilhosas que tanto anunciam não existem ou as que tanto propagam não duram mais que segundos em meio a mata e vc só vai fotografar se tiver muita sorte e se for muito ligeiro. O passeio é interrompido ao longo do trajeto muitas vezes para esperar os trens de carga passarem, isso mesmo, eles, a carga têm prioridade, conclusão o passeio durou 4 horas, acredite, 4 longas horas. Chegando a cidade de Morretes você sofrerá outro enxame de vendedores, boa sorte para escapar deles, um até chegou a colocar a mão no meu ombro tentando segurar minha atenção, sofrível. Enfim conseguimos chegar ao restaurante, o Madalozo, atendimento muito bom e comida melhor ainda, contudo não apreciamos muito o barreado, gostamos mais do camarão. Muito bom o restaurante. Na volta de ônibus pela serra da Graciosa também não consegui ver as belezas tanto propagadas. Estrada que requer muita atenção se vc for de carro.

  9. Obrigada pelas informações e dicas! Farei esse passeio dia 11/7 e estou fechando, você acha que compensa o pacote executivo com traslados, almoço e retorno por 268 reais?

  10. Pessoal,fiz uma reserva e preenchi o formulario cm dados de meu cartao,mas agora estou mto preucupado,sera q fiz errado? E agora,to apavorado.

  11. Rafael,

    Estou programando essa viagem para o dia 13/07. Pretendo ir até Morretes de Trem e voltar para Curitiba de Ônibus, sabes me dizer onde pegamos o ônibus para a volta? E Ele tem todos os horários? O que você acha melhor, tenho uma festa no sábado e não sei se faço o passeio no sábado ou no domingo?

  12. Rafael, boa noite.

    Em contato com o site Serra Verde Express, além da informação quanto ao percurso da viajem de trem, eles encaminham um formulário que é para ser preenchido com os dados do cartão de crédito, mas não conheço a idoneidade deste serviço, por isso estou pensando em comprar os passaportes assim que chegar na Estação Ferroviária, por volta da 7 horas no sábado.

    O que acha?

  13. Parabéns pelo post! E aproveitando o espaço, quero contar que fiz o passeio de trem no Carnaval, utilizando as dicas aqui do blog! 🙂
    Cheguei em Curitiba no sábado e fui tentar comprar passagens para o passeio, porém estava tudo lotado. O único vagão que restava com pouquissimas vagas para o domingo era o de classe turística, porém com os bancos mais simples (o preço foi o mesmo: 92 reais).
    Mas aproveitamos bem a viagem, a paisagem é maravilhosa (realmente, o passeio fica legal depois de uma hora)!
    Chegando em Morretes, andei pela cidade inteira e o único senão nesse ponto foi em relação à comida, tenho algumas restrições alimentares e como o prato típico é o barreado, ficou difícil achar um restaurante com uma comida mais simples, mas ainda assim, o passeio é válido, recomendo.

    Obrigada por compartilharem suas experiências!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Reserve seu hotel aqui
Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.