Não é todo mundo que sabe, mas muitos países isentam os turistas que fazem compras durante a viagem de impostos como o VAT (Imposto de Valor Agregado), uma espécie de ICMS. Chamado de tax free ou tax back, esse benefício pode deixar os preços muito mais baixos.

Mas o desconto normalmente não é dado no ato da compra, e sim quando o turista deixa o país, no aeroporto ou porto. Hoje vamos explicar como usar o tax free na Europa, no nosso caso, foi na Espanha.

Na maioria dos países europeus, quem cuida do serviço é a Global Blue, que devolve até 25% do valor dos produtos, variando de país em país. No nosso caso, como a compra foi na Espanha, havia um valor mínimo de compras para ter o benefício era de €90,15. No site, você consegue calcular quanto receberá de volta e também saber se há exigência de algum valor mínimo para ter direito ao reembolso.

 

PASSO A PASSO: TAX FREE NA EUROPA

Tax Free na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

NA LOJA
Procure as lojas que tenham o adesivo da Tax Free Shopping na Global Blue e peça ao vendedor o Formulário Livre de Impostos (Tax Free Form) quando for pagar as compras. É recomendável preenchê-lo ainda na loja.

 

CARIMBO NO AEROPORTO
No aeroporto, o procedimento pode levar até uma hora, portanto chegue cedo com tempo suficiente. Antes do check-in vá ao balcão da Alfândega (também chamado de Tax Free) e apresente os formulários, recibos ou notas fiscais e o passaporte. Muitas vezes os produtos podem ser solicitados para serem apresentados.

Tax Free na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Se você estiver viajando para outro país da União Europeia, carimbe seu formulário apenas no último destino da região. Por exemplo, se da Espanha você ainda for para a Holanda, é lá que deve fazer o procedimento.

 

A DEVOLUÇÃO
Após passar pela imigração e alfândega, procure um banco representante da Global Blue. Não é difícil encontrá-los. Apresente seu formulário carimbado e passaporte que o reembolso será feito no cartão de crédito ou até mesmo em dinheiro vivo. Achei curioso o fato de a devolução ter sido feita em dólares, numa cotação nada boa. Mas não tinha escolha.

 

SEM TEMPO?
Se você não conseguir chegar com antecedência ao aeroporto, pode enviar os formulários carimbados junto dos recibos das compras nos envelopes apropriados. O reembolso será feito diretamente no cartão de crédito.

+ Confira dicas para viajar a Madrid
+ Como funciona o tax back no México

Sobre o Autor
Rafael Carvalho
Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.
0 resposta
  1. complicado..estava agpra em maio pela europa….fiz compras em barcelona, copenhagem estocolmo noruega finlandi e qdo sai por copenhagen…..foi tanta burocracia no aeroporto..tipo vai pra la vai pra ca vai na outra fila..faz isso faz aaquilo..que me enjoei…e rasguei na cara da moça do guiche…estava numa fila e depois de 20 min na minha vez depois de ter ido la acola ali e pra la…ela me diz que era na fila ao lado……….mandei ela pra….bem deixa pra la..e rasguei e joguei no lixo..picadinho……….é um porre.e cheio de onda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Reserve seu hotel aqui
Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.