Alter do Chão em 5 perguntas e respostas

Não é todo mundo que tem a coragem de desbravar o interior do Brasil sozinho, quanto mais uma garota. Pois a Daniela Nogueira viajou para Alter do Chão, no Pará, e mostra pra gente que paraíso é esse ainda desconhecido de muitos brasileiros. Em seu relato no blog Aprendiz de Viajante, ela listou 10 motivos para visitar o lugar e agora dá dicas práticas para ajudar você a planejar sua viagem.

ALTER DO CHÃO

ONDE?

Em Santarém, a cerca de 30 km do aeroporto da cidade, no Estado do Pará, região Norte do Brasil.

COMO?

Chegando \o aeroporto de Santarém (TAM e Gol fazem o trecho a partir de São Paulo com conexão em Belém), tome um táxi por cerca de R$ 90 até a vila. Também é possível chegar por barco, através de Belém ou de Manaus, mas aí a viagem já é bem mais longa. O trecho entre o aeroporto de Santarém e Alter do Chão também é servido por linha regular de ônibus, mas não sei dar informação sobre isso porque usei o táxi na ida e na volta.

QUANDO?

No verão paraense, a partir de Julho até Dezembro, quando começa a baixa das águas do Rio Tapajós. Quando fui, na segunda quinzena de agosto, as praias já apareciam, mas alguns pequenos trechos ainda estavam submersos (nada que comprometesse a beleza e os passeios). Sem ser nessa época, a cheia do rio cobre tudo e então, não existem as praias que são o encanto da região.

Ilha do Amor ainda parcialmente coberta de água

POR QUÊ?

Para constatar que o Jornal Britânico “The Guardian” está correto ao eleger a região como uma das praias mais bonitas do Brasil, desfrutando das maravilhosas e cristalinas águas do Rio Tapajós.

Água do Tapajós na Praia de Tapari - sempre cristalina

Para conhecer lugares de beleza singular, desfrutando da paz e tranquilidade que só esse lugar pode proporcionar…

Ponta de Muretá - só aqui foi possível ter uma praia assim só para mim

Ainda será somente aqui que você poderá aliar uma “viagem de praia” a uma “viagem à Amazônia”.

Alter do Chão: Mirante da FLONA - a floresta amazônica aos seus pés

Ficou curioso? Leia meu relato detalhado sobre meus dias no lugar.

PARA QUEM?

Para família, casal, amigos ou simplesmente para uma viagem solo, como eu fiz.

Daniela Nogueira em Alter do Chão: Viajar sozinha também é muito bom!

O essencial para quem viaja a Alter do Chão é gostar de água e não ter medo de andar de barco, afinal, esse será seu único meio de transporte por lá.

Alter do Chão: Para conhecer a imensidão do lugar, não podemos ter medo de água

A viagem também não é recomendada para pessoas que não se sentem bem em lugares simples, pois luxo é uma palavra que não faz parte da rotina do local.

* Agradecemos muito a Daniela Nogueira por ter compartilhado conosco seu relato

+ Curta a página do Esse Mundo É Nosso no Facebook

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

10 Comments

  1. Gely disse:

    Gostaria de saber se os rios estão cheios ou secos. Estou indo para alter do Chão dia 27/06/18.

  2. Paulo Couto Lessa disse:

    Do aeroporto de Santarém você pode pegar o ônibus do lado de fora a direita, em um ponto de ônibus, que passa de meia em meia hora, as vezes uma em uma. Dai desce no Shopping Tapajós. Atravesse a estrada e no outro lado, no sentido contrário, já tem outro ponto de ônibus, aguarde o que vai para Alter do Chão. Também de meia em meia hora, funciona até 22h. O preço das passagens é menos de 3 reais em 2016.

  3. Monica Henrich disse:

    Não precisa ter coragem, para conhecer o interior do Brasil, coragem precisa ter pra morar em uma capital e a qualquer momento ser assaltado, ser vítima de bala perdida, sequestrado, enfim entre tantas coisas que é corriqueiro na rotina de quem mora na capital, e ainda pegar algumas horas de transito pra trabalhar. Já fui pra vários interiores, como Barreirinhas, Jeri, e Alter do chão não é diferente, depende o tipo de turismo que vcs faz, existem várias casas com bastante conforto pra alugar na vila pelo AIRBNB , além de existir várias pousadas , que oferecem um ambiente extremamente limpo, é um destino alternativo, pra quem curte natureza e paz é roteiro certo. A turista está equivocava quando diz que o único meio de transportes são barcos, temos acesso a todas as praias de carro, que inclusive é o que todos usamos aqui, já que Santarém, é uma cidade de 400 mil habitantes, tem luz elétrica, celular, telefone, internet, assim como qualquer outra cidade, assim como alter do chão apesar de ser uma vila. Se vc quer conhecer um local paradisíaco, e ainda ter conforto, fique em uma boa pousada, alugue um carro pesquise no Google, e conheça todas as praias de carro, sem ter necessidade de usar somente barco, o turismo aqui é super barato.

  4. Dyovana disse:

    É possível acampar nas Praias de Alter do Chão? Pelo menos por uma noite ? Para aventurar…

  5. Vinicius Gabriel disse:

    Moro em Santarém (cidade onde está localizada a praia de Alter do Chão, e muitas outras). Só vale dizer que não tem isso de que barco é o único meio de transporte disponível. É, com certeza, o melhor meio para turistas que querem aproveitar as praias e ainda ter o privilégio de fazer seus passeios "viajando" por um rio muito calmo e com paisagens magnificas. Se alguém quiser informações sobre a cidade, pode entrar em contato pelo email [email protected] . Abraço!

    • Ivan disse:

      Olá Vinicius, me chamo Ivan e estou indo para Alter do Chão dia 07/10/15, chegando ao aeroporto as 16 horas com minha esposa. Neste horário de onibus para Alter? Também não reservei hospedagem. Vc Acha que terei dificuldade em encontrar? Tem alguma dica de alguma mais em conta?
      Grato
      Ivan

  6. Rosilene disse:

    É apaixonante Alter do Chão em qualquer época, sou muito suspeita em falar deste paraíso, pois todo ano vou para lá.

  7. Anna Bárbara disse:

    Oi Rafa!!!
    Adorei o post!!! As fotos da Daniela Nogueira estão o máximo!
    O Pará está na minha lista de lugares must go!!! Quem sabe no ano que vem…
    Bjs, Anna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *