Bate-volta a Mostar, na Bósnia e Herzegovina, vindo da Croácia

Mostar é uma das cidades mais emblemáticas da Bósnia e Herzegovina, pequeno país da antiga Iugoslávia, que faz fronteira com a Sérvia, Croácia e Montenegro. A federação surgiu apenas em meados da década de 90 após uma sangrenta guerra civil com a criação de duas regiões politicamente autônomas: ao norte a Bósnia; e ao sul Herzegovina. Apesar da ideia de divisão dos poderes em territórios separados principalmente pelo fator religioso, um movimento de aproximação entre as duas áreas do país tem sido visto nos últimos anos.

A luta entre os grupos étnicos ficou pra trás ~ ainda bem ~, mas mesmo assim ainda há uma certa rixa entre eles. Como nós estamos acostumados a falar apenas “Bósnia”, logo que embarquei no tour rumo a Mostar fui orientado a chamar o país pelo nome completo, uma vez que nosso destino seria na parte da “Herzegovina”.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

‘Não esqueça 1993’, manifestação em Mostar em referência à guerra civil

 

BATE-VOLTA ATÉ MOSTAR

Algumas cidades da Croácia oferecem um passeio de um dia para a Bósnia e Herzegovina, principalmente Dubrovnik, por ser o principal destino turístico croata e bem próximo do país. Vale ficar atendo ao calendário, porque normalmente esse tour é suspenso no inverno. E é bem fácil. Em pouco mais de uma hora chega-se à primeira parada, Počitelj. Fomos em um dia nublado e até com chuviscos, o que não prejudicou a viagem. Ficamos de olho na previsão do tempo e deixamos o dia de sol para ir a Montenegro.

POČITELJ

Essa pequena vila na cidade de Čapljina tem uma mistura surpreendente de arquitetura medieval com forte influência do império otomano, que pode ser visto por sua mesquita. As ruelas e casas de pedras ainda guardam a sua volta alguns resquícios da muralha que cercava o vilarejo entre os séculos XVI e XVIII.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A apenas 30km de Mostar e às margens do rio Neretva, Počitelj já foi um importante centro administrativo e político durante a Idade Média e hoje é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Apesar de a guerra ter causado estragos e colocado a cidade na lista de patrimônios ameaçados, o governo lançou um programa de reconstrução nos últimos anos.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dentre as principais atrações estão as heranças do período em que esteve sob influência do Império Otomano, como a imponente Mesquita Šišman Ibrahim Pasa (ou Hadži Alija, do séc. XVI) e a medresa Šišman Ibrahim-pašina (escola muçulmana), ambas abertas à visitação. A Sahat Kula é outro ponto surpreendente, uma torre de relógio do século XVII erguido sobre a montanha.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Vista da Sahat Kula

Na vila existem alguns pequenos comércios à espera dos turistas, como alguns cafés e lojinhas de artesanato. Como a parada aqui dura pouco mais de uma hora, dá pra fazer tudo tranquilamente.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

MOSTAR

Em cerca de 30min chegamos a Mostar, um importante centro comercial e de transportes durante o Império Otomano, no séc. XVI. Agora as ruas de pedras são tomadas por turistas e repletas de lojinhas e restaurantes. O comércio segue vibrante até os dias de hoje.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em 1566 a ponte pênsil que ligava os dois lados da cidade dividida pelo rio Neretva foi substituída por um arco de pedra, que se tornaria o símbolo daqui e Patrimônio da UNESCO.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Mas essa ponte chamada de Stari Most também protagonizaria uma das cenas mais simbólicas da guerra da Bósnia, em 1993, quando foi destruída por bombardeios (vídeo abaixo).

Reconstruída em 2004 junto de outros prédios históricos tombados que ficaram em ruínas, a ponte voltou a ser ícone de Mostar e servir de ligação entre os dois lados da cidade. E uma prática secular pode ser vista até hoje, quando garotos pulam lá de cima no gelado rio Neretva, 24 metros abaixo, em busca de alguns trocados dos turistas.

Se você também quiser arriscar (há muitos casos de turistas feridos), por 25€ o Mostar Diving Club irá treiná-lo e providenciar o salto.

A Mesquita Koski Mehmed Paša é outra atração que vale a pena visitar. Basta cruzar a ponte e seguir pelas ruelas driblando dos comerciantes ávidos por euros usando seu minarete como orientação.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Mesquita Koski Mehmed Paša

A mesquita em si é bem pequena, mas o que vale a pena mesmo é subir em seu minarete (5€). A vista da cidade medieval, a ponte Stari Most e do rio é lindíssima.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Vista do minarete

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ali perto, você encontrará muitas lojinhas de souvernirs, que vendem, inclusive, objetos da época da guerra, como balas, capacetes, uniformes militares, entre outros.

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Na hora de almoçar, vá para o outro lado da ponte e escolha um dos vários restaurantes às margens do rio com varandas com vista para a cidade. Fomos ao Babilon e pedimos um Mostarki Mjašanac (um mix de pratos típicos locais) e Ćevapčići com Kajnak (um tipo de kebab com queijo). Estava ótimo e saiu por cerca de KM20 (menos de 10€ para duas pessoas).

Um dia em Mostar e Počitelj, Bósnia e Herzegovina (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

GUIA DE MOSTAR

LOCALIZAÇÃO
Mostar é a maior cidade da região de Herzegovina, na Bósnia e Herzegovina. Está localizada a cerca de 130km da capital Sajevo, mesma distância de Dubrovnik e a 160km de Split, ambas na Croácia.

QUANDO IR
A melhor época, e também quando as agência croatas oferecem os passeios, é entre abril e outubro, durante a primavera e o verão.

MOEDA
A moeda oficial da Bósnia e Herzegovina é o Marco Conversível (konvertibilna marka), mas o euro é aceito praticamente em todos os lugares de Mostar. Portanto se você for passar apenas um dia lá, nem vale a pena trocar. O custo de vida é bem mais baixo que o da Croácia.

COMO CHEGAR
Se você não for em um tour em grupo como eu fiz, há ônibus que ligam Mostar a Dubrovnik, Split e também à capital Sarajevo, onde há um aeroporto internacional. Nós fomos com a agência Adriatic Explore.

ONDE FICAR
Muita gente também decide passar a noite por aqui e curtir mais a cidade quando a leva de turistas que vieram apenas passar o dia vai embora. Consulte no Booking as melhores opções de hotéis.

VISTO
Brasileiros com passaporte válido não precisam de visto para visitar a Bósnia e Herzegovina. Se você for em um bate-volta com alguma agência de turismo croata, não estranhe se ficar sem o carimbo no passaporte. Os guias passam tanto pela fronteira que muitas vezes o guarda libera o grupo sem nem mesmo fazer a imigração.

+ Ache o melhor preço do seguro viagem para Europa
+ Todas as dicas de Dubrovnik, na Croácia
+ Bate-volta a Montenegro a partir da Croácia

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

5 Comments

  1. Maria Antonia Dario Sato disse:

    Oi Rafael, boa noite!
    Eu e meu marido viajaremos à Croácia dia 5/6/18. Pretendo ir à Mostar: ou de Split ou de Dubrovnik.T Somos um casal da terceira idade. kkk Pretendemos alugar um carro ou ir de ônibus ou trem. Dirijo com facilidade em São Paulo, todos os dias. Será que dá para encarar a estrada de Dubrovnik à Mostar ? Ela é muito perigosa? A questão da fronteira é muito complicada ? Qual seria a melhor opção de estrada: Dubronivk ( distância mais curta) ou Split ?
    Obrigada pela atenção!
    Maria Antonia

    • Oi, Maria, tudo bem?
      Eu achei a estrada bem tranquila. Mas se você não for dormir em Mostar, eu indicaria ir num passeio mesmo de agências, como o que eu fiz. Foi bem tranquilo, ainda mais porque tem que passar por imigração, etc.

      Abraços e ótima viagem!

  2. Luiza disse:

    Oi Rafael,

    super bacana o post! Devo dizer que a Bósnia e Herzegovina foi um dos países que mais me surpreendeu e tocou. Estive em Bihac (fronteira com a Croácia, perto do Parque Plitvice), Mostar e Sarajevo, cidade do meu coração!

    Achei super legal achar um blog brasileiro com dicas para esse país tão machucado e ainda assim tão lindo!

    Estou preparando um post sobre a minha viagem aos Bálcãs (Eslovênia, Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Macedônia) no meu recém lançado site. Se quiserem dar uma olhada, vou adorar ver vocês por lá!

    Parabéns pelo trabalho de vocês!

    Um abraço,

    Luiza

  3. Luane Lima disse:

    Olá!
    Pretendo ir com um grupo de amigos, onde faremos a Croácia de carro, vc acha seguro Irmos a Mostar e Saravejo de carro alugo (Croata)?
    Att,

    • Oi Luane, tudo bem?
      Eu fui apenas a Mostar, achei tranquilo e seguro sim. Você só precisará avisar a agência onde irá alugar os carros de que irá pra outros países, pois precisará de uma autorização.

      Abraços e boa viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *