Como é voar Volotea, empresa de baixo custo na Europa

Essa é uma low cost (empresa de baixo custo) que opera em diversos destinos da Europa e pode ser uma boa e barata alternativa para seus deslocamentos quando estiver no continente. Mas como é voar Volotea?

Nesse post contamos os detalhes do voo e das diversas pegadinhas que a empresa costuma fazer para arrancar mais euros dos clientes.

COMO É VOAR VOLOTEA

Voamos pela empresa entre Nápoles e Cagliari (Sardenha), ambas na Itália. Apesar do voo de apenas pouco mais de uma hora, nosso relato vale pra maioria dos voos da empresa, que operam sempre de forma semelhante.

Como é voar Volotea na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

| COMPRA DA PASSAGEM

A compra da passagem funciona de forma semelhante às que estamos acostumados nas empresas brasileiras. O site é bem fácil de navegar e há versão em português.

Durante a compra, você perceberá preços diferentes, os mais baratos chamados de Megavolotea. Não os leve em consideração (a menos que você seja sócio), pois são valores para passageiros frequentes que pagam uma anuidade para ter acesso a melhores ofertas.

O preço final da compra fica claro, mas como não há passagem despachada, talvez você ainda precise adicioná-la. Isso irá aumentar o preço, mas é muito melhor comprar a bagagem antes que no aeroporto, onde ela sai MUITO mais cara.

Muitos outros produtos são oferecidos, como seguros, aluguel de carros e hotéis. É só ficar atento e não marcar nenhum deles. Depois de efetuada a compra, você ainda pode adicionar mais peso na bagagem despachada e outros serviços.

Melhor preço no Seguro Obrigatório pra Europa
O seguro viagem é obrigatório para brasileiros na maioria dos países da Europa. Você pode fazer a cotação online e encontrar o melhor preço entre as principais seguradoras.Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe mais 5% de desconto

 

| CHECK-IN

Esse é outro ponto que os passageiros devem ficar atentos. Se você chegar ao aeroporto sem check-in, terá que pagar pra fazer lá (em média 20€). O mesmo acontece, como disse acima, caso você extrapole o limite de peso da bagagem que comprou.

Faça o check-in pela internet e leve impresso ou na tela do celular. Você pode ver os aeroportos que aceitam check-in via smartphone nesse link.

Ao chegar ao aeroporto, se tiver comprado mala pra despachar, basta levá-la junto de sua passagem ao balcão de atendimento e despachá-la. Achei o atendimento bom. No portão de embarque podem solicitar que sua bagagem de mão seja medida ou pesada. Você pode saber mais sobre os limites e tamanhos no site.

 

| O VOO

Nosso voo saiu pontualmente de Nápoles com destino a Cagliari. O avião era um Boeing 717, que parece os antigos Fokker 100 que operavam no Brasil. As fileiras de assentos eram na configuração 2-3 lugares.

Como é voar Volotea na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Apesar de não ser novíssimo, achei bom o espaço interno. Os bancos eram de couro.

Como é voar Volotea na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Não há nenhuma revista de bordo ou entretenimento, mas a tripulação foi bem simpática. O serviço de bordo é pago e logo após a decolagem passaram oferecendo o menu, que você pode ver na foto abaixo.

Como é voar Volotea na Europa (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

CONCLUSÃO

De modo geral, voar Volotea foi agradável e um bom custo-benefício, já que a empresa tem muitas promoções. Eu achava que seria pior, mas o avião não era tão apertado como os da Ryanair. Acho que o principal ponto é ficar atento aos limites de bagagem e a outras pegadinhas, como a obrigatoriedade de fazer check-in pela internet e levar o bilhete ao aeroporto.

Tem mais alguma dúvida sobre como é voar Volotea? Deixe seu comentário!

+ Ryanair: É tão ruim como falam ou vale a pena?
+ Veja relatos de outras companhias pelo mundo

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

1 Comment

  1. Ana disse:

    Muito obrigada pela dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *