Nos últimos dias, temos recebido muito a mesma pergunta dos nosso seguidores nas redes sociais: Devo cancelar a minha viagem por causa do coronavírus? Desde que o vírus surgiu na Itália, muitos brasileiros estão em dúvida se devem manter a viagem pra lá ou para outros lugares do mundo ou adiá-la.

Para ajudar a resolver esta questão, nós fizemos um podcast especial sobre o tema (saiba como ouvir). Conversamos com três especialistas, Natália Cuminale, jornalista especializada em saúde, Dr. Daniel Kakitani, médico infectologista, e Dr. Marco Cantero, médico aeroespacial, e ainda falamos com duas brasileiras que moram na Europa.

Para ter acesso a todas as informações, não deixe de ouvir nosso podcast, que está disponível nas principais agregadoras de conteúdo.

Aqui no post, fizemos um resumão de tudo que falamos por lá.

CORONAVÍRUS: DEVO CANCELAR A MINHA VIAGEM?

Antes de decidir o que fazer sobre a sua viagem, é importante entender um pouco mais do que está acontecendo no mundo todo em relação ao novo coronavírus.

Para isso, dividimos o post em diversos tópicos.

DIFERENÇA ENTRE O CORONAVÍRUS E OUTRAS CRISES DE SAÚDE

No podcast, conversamos com Natália Cuminale, jornalista especializada em saúde com dez anos de experiência na revista Veja. Ela contou qual é a principal diferença entre o coronavírus e as outras crises de saúde que aconteceram nos últimos anos: “A gente está muito conectado. As pessoas se informam muito pelas redes sociais, o que aumenta o potencial da disseminação das fakes news”.

Devo cancelar a minha viagem por causa do coronavírus? (Foto: Pixbay(
(Foto: Pixabay)

Além disso, a propagação das informações verdadeiras também é muito mais rápida: “A gente vê casos do vírus se espalhando em vários países do mundo. O pânico aumenta também com as viagens canceladas. E o fato de ser um vírus novo e desconhecido da maioria da população ajuda a aumentar o pânico”.

No Instagram, a Natália (@natcuminale) tem feito um ótimo trabalho divulgando o que realmente importa sobre o novo coronavírus.

DIFERENÇA ENTRE UMA GRIPE COMUM E O NOVO CORONAVÍRUS

Uma dúvida que muita gente tem é sobre a diferença básica entre uma gripe comum e o novo coronavírus.

Daniel Kakitani, médico infectologista e professor da Escola de Medicina da PUC do Paraná, explicou durante o nosso bate-papo no podcast como distinguir uma da outra: “O novo coronavírus possui uma capacidade de replicação levemente aumentada em relação a gripe sazonal e uma letalidade aumentada em um grupo específico”.

COMO SE PROTEGER DO NOVO VÍRUS NO BRASIL OU VIAJANDO

De acordo com o Dr. Daniel, como a transmissão é de pessoa pra pessoa, a higiene básica e a lavagem de mão são essenciais para a proteção. Veja o que ele falou sobre máscaras e álcool em gel:

MÁSCARA

“Deve ser usada pela pessoa doente ou por quem for cuidar de algum doente. Sempre que fica úmida, ela perde a capacidade protetora. Muito cuidado na hora de tirar a máscara, pois pode contaminar a mucosa”.

Devo usar máscara por causa do coronavírus (Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabey)

ÁLCOOL EM GEL

“É uma boa alternativa à lavagem das mãos e sempre bem-vindo, mas sem exageros, pois a cada três vezes de uso do álcool em gel, deve-se lavar as mãos com água e sabão”.

CORONAVÍRUS AO REDOR DO MUNDO

Até agora já são mais de 70 países com casos confirmados de coronavírus segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). A jornalista Natália Cuminale relembrou durante o podcast que o número maior ainda está concentrado na China.

Em segundo lugar, vem a Coreia do Sul, e, em terceiro, a Itália: “Há também casos registrados na França, na Alemanha, na Espanha e no Reino Unido. A tendência é que os outros países confirmem casos nos próximos dias”, afirmou a jornalista.

CUIDADOS PARA TER DURANTE UM VOO

No podcast, também conversamos com o doutor Marco Cantero, que é médico aeroespacial, credenciado pela ANAC, com experiência na LATAM e Azul.

Ele falou sobre os cuidados que devemos ter durante os voos. No caso dos nacionais, ele falou que não é preciso ter nenhuma preocupação extra até agora. Já nos voos internacionais, por enquanto, não há nenhum problema pra grande parte do mundo:

‘O único local em voos diretos nossos que a gente realmente deve tomar cuidado é a Itália. O que não significa que uma pessoa que ficou na Itália, que eventualmente se contaminou, não volte pro Brasil por Portugal ou pela Espanha“.

No podcast, o doutor Marco ainda explicou em detalhes como funciona a circulação de vírus e bactérias dentro da aeronave: ‘Apesar de ser um local fechado e aparentemente com uma possibilidade de contaminação grande, existe o fluxo laminar do ar. Então, o ar entra por cima, e sai por baixo. Ele vem de uma maneira muito adequada, passando por filtros. As aeronaves comerciais são muito seguras em relação à qualidade do ar que a gente respira”.

AFINAL, DEVO CANCELAR A MINHA VIAGEM POR CAUSA DO CORONAVÍRUS?

No podcast, você pode ouvir a resposta completa de cada um dos entrevistados sobre o tema:

NATÁLIA CUMINALE, JORNALISTA ESPECIALIZADA EM SAÚDE

“Não há nenhuma recomendação oficial por parte do Ministério da Saúde para que as pessoas cancelem as viagens. A minha opinião tem mudado a cada dia. Depende de cada caso. Se é uma viagem que vai ter idosos, eu, sinceramente, repensaria. Acho que não tem necessidade de você expor uma pessoa a um risco mesmo que ele seja baixo. É importante também ter em mente o que pode acontecer. Você pode ficar doente, ter sintomas parecidos com uma gripe forte. Fora isso, existe o risco de ter cancelamento de voo, possíveis quarentena e pontos turísticos fechados“.

DR. MARCO CANTERO, MÉDICO AEROESPACIAL

“Me parece ainda prematuro este tipo de decisão. Eu acho que existe uma epidemia especialmente no norte da Itália e isso pode ir para outros países (…). Entendo que sempre exista um risco em todas as ações futuras que a gente vai programar hoje, mas, sinceramente, acho um pouco de exagero neste momento a gente cancelar uma viagem prevista pra daqui 15 dias ou um mês. Se no pior cenário, você for pra um local onde tem uma epidemia maior, você vai tomar as medidas higiênicas e de proteção, como evitar o contato e a lavagem das mãos”.

Covid-19 (Foto: Pixabay)
Foto: Pixabay

O médico também falou sobre os pacientes que possuem uma situação de risco: “Relacionadas especialmente a idade avançada, diabates e asma. São doenças que propiciam um risco maior estatístico, epidemiológico, de mortalidade por causa do coronavírus. Então, essas pessoas devem pensar um pouco mais. Uma pessoa diabética de 70 anos da idade… Será que precisa ir hoje pro norte da Itália? Talvez pensar bem para evitar uma eventual exposição”.

DANIEL KAKITANI, MÉDICO INFECTOLOGISTA

“As áreas afetadas estão bem definidas e as áreas de risco estão monitoradas ou isoladas. E isso se define a locais bem específicos. Portanto, se não for para algum desses locais que já estão isolados, o risco seria igual a qualquer outro local não afetado”.

Não deixe de ouvir o podcast completo com todas as informações sobre o coronavírus. Está disponível nas principais agregadoras de conteúdo.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários!

Sobre o Autor
Adolfo Nomelini
Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Reserve seu hotel aqui
Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.