Viajar me fez dar importância ao que realmente importa

Engraçado como mudamos em tão pouco tempo. O exemplo é simples e pode ser feito por todos. Passamos a vida toda acreditando em muita coisa, tendo nossos princípios. Mas é muito bom saber que aquilo que acreditamos muda conforme amadurecemos.

Estou viajando há três semanas pela Ásia e escrevo este texto sentado em um bar em Siem Reap, no Camboja. Neste período em que estou aqui, passei a enxergar meu mundo por fora dele e isso já bastou para mudar a minha forma de encarar a vida.

Olhando de longe, pude ver de perto a realidade em que pertencia e vi que aquilo que eu dava extrema importância, na verdade, não tem importância nenhuma para mim nem para os outros.

Dar importância ao que realmente importa (Foto: Shutterstock)

Foto via Shutterstock

Percebi que perdi noites de sono sem motivo, fiquei estressado à toa, tive dores de cabeça que poderia ter evitado e confiei em pessoas que jamais mereceram meu respeito. E, além disso, tive a certeza de que a roda gira com ou sem a minha participação.

Descobri que aquilo que eu valorizava, muitas vezes, era valorizado em escala absurda por mim e que as pessoas de fora, de onde faço parte neste momento, não se importavam em nada com aquilo que para mim era o fim do mundo ou nem sabiam que aquilo existia. Às vezes achamos que o mundo é aquilo e quando percebemos ninguém no mundo sabe o que é o tal aquilo.

Não desmereço o que fiz, mas acredito que tem muito mais para ser feito. Muito além. Percebi como as pessoas se limitam ao seu umbigo sem pensar na realidade que mora ao lado ou a quilômetros de distância.

Dar importância ao que realmente importa (Foto: Shutterstock)

Foto via Shutterstock

Agora dou importância às experiências que eu vivo. Ao aprendizado diário que este mundo de fora me deu.

É muito pequeno da nossa parte viver uma vida dando forças para que os sonhos e os objetivos dos outros sejam alcançados a partir dos nossos esforços. Precisamos viver por nós e nos importar com aquilo que faça mesmo a diferença na nossa vida.

Dar importância ao que realmente importa (Foto: Shutterstock)

Foto via Shutterstock

Pode acreditar… Aquela bronca do chefe, aquela frase esdrúxula que você ouviu ou os milhões de sapos que você engoliu não são nada perto de tudo que a vida tem a oferecer. E como tudo é uma troca. Faça a sua parte. Gaste sua energia com o que você acredita e acredite que o mundo irá te recompensar.

Um dia, tudo será passado e não haverá futuro. Seu chefe não será mais chefe, o puxa saco não terá mais como puxar saco e tudo o que você viveu até ali será o que de melhor restou de você. As escolhas que tivermos tomado, os caminhos que tivermos escolhido. Essa será a nossa essência. A nossa lembrança.

Dar importância ao que realmente importa (Foto: Shutterstock)

Foto via Shutterstock

Portanto, dê importância ao que realmente importa e acredite que existem pessoas, lugares e realidades que vivem muito bem com ou sem os nossos dramas. Lembre-se sempre que os seus problemas não são os únicos no mundo, que o planeta continua com ou sem as nossas reclamações e que boa parte daquilo que hoje é um drama não terá importância nenhuma em pouquíssimo tempo. Não se esqueça também que sempre é hora de acreditar e mudar.

+ Por que ainda me assusto com a falta de educação das pessoas
+ Você viaja para você ou para ter curtidas?
+ Veja todas as nossas crônicas

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

11 Comments

  1. Mônica disse:

    Geeennteee que texto maravilhoso, simplesmente amei cada palavra!!!

  2. Juliana disse:

    É o que eu precisava ler hoje!!

  3. Priscila Fernanda disse:

    É maravilhoso saber que existem pessoas que compartilham a mesma idéia.
    Devemos viajar pelo menos uma vez ao ano, para que realmente possamos entender o sentido da nossa existência, dar valor ao que importa. Vivemos em uma realidade que para muitos o “ter” é mais importante do que o “ser”. E que a ideia de viajar é tão ampla que muitas vezes não precisamos ir para tão longe! Pois a principal viagem começa em nós mesmos…
    Basta dar o primeiro passo.

  4. Sempre perfeito! 🙂
    Assino embaixo e vejo N mudanças em mim depois que comecei a viajar…
    Sem dúvida alguma hoje também sou uma pessoa melhor!
    Beijos

  5. Simplesmente perfeito Adolfo, um texto lindo! Compartilho da mesma opinião que você… Temos que dar importância ao que realmente importa. Grande abraço!! Espero a visita de vocês aqui em Curitiba hein!?!? Abraços!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *