Hotel faz bolha no meio de floresta para turista passar a noite

Dormir em uma bolha vendo o céu cheio de estrelas sempre foi o sonho de muita gente, mas, em um hotel na Islândia, além disso virar realidade, é possível ver ainda de sua cama o sol à meia-noite no verão e a aurora boreal no inverno.

The Buubble, o hotel que diz ter 5 milhões de estrelas, possui diversos tipos de bolhas com estrutura de ventilação interna silenciosa para que o ar seja renovado e a umidade possa ser evitada. Além de um sistema de aquecimento que permite que a bolha fique quente durante todo o inverno.

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Eles oferecem diversos tipos de hospedagem para duas e até três pessoas. Perto das bolhas há um banheiro compartilhado com chuveiro quente e uma cozinha para uso dos hóspedes. As bolhas são todas transparentes e ficam no meio da floresta. As diárias começam a partir de US$ 270.

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Para preservar a privacidade dos hóspedes, o hotel só passa o endereço exato das bolhas no momento em que a reserva é efetuada. A única informação é de que fica a 93km de Reykjavik, capital da Islândia.

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

Hotel Bolha na Islândia (Foto: Reprodução/Instagram Buubble Iceland)

+ Já pensou em se hospedar num avião? Hotel transforma jatinho em suíte
+ 10 mitos e verdades sobre viajar de avião que vão te surpreender

+ Empresa não checa passagem e adolescente pegar avião errado
+ Mulher descobre traição durante voo e avião precisa pousar

Booking.com

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo “jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *