Ilha do Amor em Alter do Chão, Pará: Todas as dicas

A Ilha do Amor em Alter do Chão é não apenas um dos principais cartões postais do Pará como também ajudou a dar o título a esse distrito de Santarém de “Caribe da Amazônia”. E não é pra menos! As águas do Rio Tapajós e do Arapiuns têm tons esverdeados que são dignas de mar.

A beleza é tamanha, principalmente na época de seca, como falaremos mais abaixo, que o jornal britânico The Guardian elegeu Alter do Chão como uma das praias mais bonitas do Brasil. Esse também foi eleito um dos melhores destinos do mundo pra 2019 pelo O Estado de S. Paulo. Nós inclusive participamos da eleição 😍.

A ILHA DO AMOR EM ALTER DO CHÃO

Quem desembarca em Alter do Chão, logo quer saber onde fica a famosa Ilha do Amor. O principal cartão postal daqui fica logo em frente à orla da cidade.

Ilha do Amor em Alter do Chão (Foto: Alessandra Fratus/Tô Pensando em Viajar)
Foto: Alessandra Fratus/Tô Pensando em Viajar

Pra você aproveitar as praias de toda a região, é importante ficar atento(a) à época do ano. Vá no período de seca, quando os rios baixam e as praias de água doce surgem em meio à Floresta Amazônica (veja a melhor época pra ir pra lá).

Ilha do Amor em Alter do Chão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

+ Veja pousadas com descontos na cidade
+ O melhor período pra viajar pra lá

A areia clarinha e as águas cristalinas são a principal atração da ilha, que na realidade é uma pequena península em pleno Rio Tapajós. A estrutura é boa, com diversas barracas, mesas e guarda-sol à disposição dos visitantes. Paga-se apenas a consumação.

Se nos dias de semana do verão amazônico o movimento é tranquilo, nos finais de semana as areias da Ilha do Amor ficam cheias. Há inclusive vendedores que oferecem passeios de barco e outras atividades aquáticas, como banana boat. Por conta do número de visitantes, também há salva-vidas na praia.

Lago Verde em Alter do Chão (Foto: Esse Mundo É Nosso)
Lago Verde visto a partir da praia da Ilha do Amor

Um lado da ilha é banhado pelo Tapajós e o outro, onde ficam as mesinhas, é chamado de Lagoa Verde, embora também receba águas desse rio. Por incrível que pareça, no período chuvoso tudo vira praticamente um rio só, já que boa parte da ilha fica submersa, inclusive parte das barracas. Daí a importância de visitá-la no período certo.

| COMO CHEGAR À ILHA DO AMOR

Se no auge da baixa do Rio Tapajós dá até pra ir caminhando até a Ilha do Amor saindo da orla de Alter do Chão, normalmente é preciso fazer uma curta viagem de barco. Para chegar lá, você pode pegar uma catraia, que é uma espécie de canoa (R$5 o barco) ou uma lancha rápida (R$10). A viagem é bem curtinha e ajuda na geração de renda para os moradores.

Catraias em Alter do Chão (Foto: Esse Mundo É Nosso)

| ONDE FICAR

Alter do Chão tem dezenas de pousadas para todos os bolsos e a hotelaria é inclusive melhor que da cidade de Santarém. Você pode consultar opções de hospedagem por lá com descontos nesse link.

| QUANDO IR

Como dissemos acima, a melhor época coincide com a época mais seca, principalmente de agosto a dezembro. Nós já publicamos outro post com todos os detalhes de quando ir pra lá. Nesse período as águas dos rios de Alter do Chão baixam e surgem praias paradisíacas por toda a região.

Ilha do Amor em setembro

| COMO CHEGAR À VILA

Nós também já publicamos um texto com todas as informações de como chegar à vila vindo de outras regiões do Brasil. Ao desembarcar no aeroporto de Santarém, você pode chegar até Alter do Chão de táxi, transfer, ônibus ou até com aplicativo. Vale você dar uma olhada.

+ Veja pousadas com descontos na vila
+ Quando ir e qual a melhor época
+ Como chegar de táxi, ônibus ou carro
+ Todas as dicas pra curtir a região

*Preços checados em setembro de 2019

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

1 Comment

  1. Sartenada disse:

    Nossa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *