Como é a imigração em Punta Cana: Dicas e documentos

A República Dominicana é um dos destinos favoritos dos brasileiros para férias e lua de mel. E não é à toa, já que lá estão algumas das praias mais lindas do mundo. Para ajudar no planejamento de sua viagem ao país, neste post damos dicas de como é a imigração em Punta Cana, principal destino turístico da República Dominicana.

COMO É A IMIGRAÇÃO EM PUNTA CANA

Antes de contar exatamente como é a imigração em Punta Cana e relatar a nossa experiência pessoal, vamos falar dos documentos que são necessários para entrar no país.

Imigração em Punta Cana (Foto: Esse Mundo é Nosso)

| PRECISA DE PASSAPORTE?

Brasileiros precisam de um passaporte vigente para entrar na República Dominicana. Não é permitido o uso apenas do RG.

+ Encontre seu hotel com desconto na cidade

| PRECISA DE VISTO?

Brasileiros que estejam viajando a turismo não necessitam de visto para entrar na República Dominicana. No momento da imigração em Punta Cana ou em qualquer outra cidade do país, o passageiro deverá entregar o passaporte com data de validade que seja superior aos dias de permanência que o turista brasileiro tem direito. A dica é sempre usar o passaporte apenas até seis meses antes da validade final. Quando estiver neste período, é importante já fazer outro documento para que não ocorram problemas durante os controles migratórios. Neste outro post, damos as dicas de como fazer um novo passaporte.

Imigração em Punta Cana (Foto via Shutterstock)

Foto via Shutterstock

| VACINA DA FEBRE AMARELA

Todo brasileiro que viaja à Punta Cana ou a qualquer outra cidade da República Dominicana precisa ter tomado a vacina da febre amarela e levar o Certificado Internacional durante a viagem. Ele será exigido ainda no Brasil no momento do check-in e depois no momento da imigração.

Encontre o melhor preço no Seguro Viagem!
Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe mais 5% de desconto


|
SEGURO É OBRIGATÓRIO?

Embora não seja obrigatório na República Dominicana, é muito importante viajar com um seguro viagem. Nós nunca sabemos o que poderá acontecer e é um investimento pequeno perto do que ele pode representar. Desde problemas com malas e voos até quedas, intoxicações e cirurgias de emergência. O seguro é algo que fazemos para não precisarmos usar, mas quando é necessário, fará uma enorme diferença.

O Rafa, que faz o blog também, foi esquiar no Valle Nevado, no Chile, e acabou levando um tombo. Precisou até de helicóptero para ser transferido para Santiago. Se ele não tivesse feito um seguro antes de viajar, teria gastado uma fortuna com o resgate e os dias de internação na capital chilena.

A nossa dica é fazer a cotação pela Seguros Promo. É só entrar no site, colocar a data da viagem e o local. Ele irá listar diversas opções de seguros e você poderá comparar na mesma tela alguns deles. Desta forma, fica muito mais fácil de entender a cobertura de cada seguradora e qual combina mais com você.

+ Faça a sua cotação agora mesmo

Na hora de fechar o pagamento, use o nosso código ESSEMUNDOENOSSO5 para ter 5% de desconto. Se tiver com bastante tempo de antecedência da viagem, escolha pagar via boleto bancário para ter mais 5% de desconto. Aproveite para fazer a sua cotação agora.

| PRECISA PAGAR ALGUMA TAXA?

Até pouco tempo atrás, no momento da imigração em Punta Cana era preciso pagar um taxa de cerca de 10 dólares para entrar no país. Essa taxa deixou de existir recentemente, ou seja, não é necessário pagar mais nada na entrada e na saída do país.

Imigração em Punta Cana (Foto: Esse Mundo é Nosso)

| NOSSA EXPERIÊNCIA

Dito tudo isso, vamos falar agora da nossa experiência no momento da imigração em Punta Cana.

+ Encontre seu hotel na cidade com desconto

Ainda no avião, precisamos preencher dois papéis para serem entregues na imigração e na alfândega. A fila para a entrada ao país estava grande, mas não foi muito demorada. Ficamos cerca de 15 minutos esperando. A entrevista foi bem tranquila. Apresentamos nossos passaportes e os papéis que havíamos preenchido. Pediram também para checar o Certificado Internacional da Vacina da Febre Amarela.

Não nos perguntaram mais nada, carimbaram os passaportes e sorriram. Foi tudo muito simples e rápido. Depois disso, é preciso enfrentar outra fila para passar as bagagens pelo raio-x.

O tempo máximo permitido para que o turista brasileiro fique no país é de 30 dias.

Imigração em Punta Cana (Foto: Esse Mundo é Nosso)

No site oficial do país, há outras informações sobre o processo de entrada na República Dominicana.

Ficou com alguma dúvida sobre a imigração em Punta Cana? Deixe nos comentários!

+ Encontre seu hotel com desconto na cidade

+ Quando ir: A melhor época pra curtir o destino
+ O que fazer em Santo Domingo

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *