Pamukkale: As sacadas de águas azuis de um tesouro da Turquia

A Turquia é cheia de tesouros que deixam qualquer viajante de queixo caído. Dois deles, que valem toda a viagem (assim como a Capadócia) são Pamukkale e Hierápolis. As duas atrações ficam no complexo Pamukkale, declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1988 devido a sua incrível paisagem natural, além de sua importância histórica.

O conjunto de piscinas termais de origem calcária dispostas em uma montanha de mais de 200 metros de altura, branca como neve, justifica o nome Pamukkale, que em turco quer dizer “Castelo de Algodão”. É um cenário único, que nos faz pensar que estamos em outro planeta. Perto dali, no mesmo complexo, os romanos criaram o balneário de Hierápolis, onde estão ruínas das antigas termas, templos e outros monumentos.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

PAMUKKALE

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Vista de longe, Pamukkale parece uma montanha de neve. Mas não se engane, as temperaturas por ali superam facilmente os 40ºC durante o verão (peguei 45ºC). O famoso “Castelo de Algodão” surgiu devido à precipitação de carbonato de cálcio vindo das águas quentes da montanha e que dão origem às piscinas de mármore travertino. As incríveis sacadas petrificadas e cheias de águas azuis são algo para se admirar sem pressa para ir embora. A visita nesta área só é permitida sem sapatos e, para garantir que isso seja cumprido, vários “guardinhas” com apitos estão prontos para entrar em ação.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Os visitantes ainda podem entrar – e até mesmo nadar – em algumas dessas piscinas, que estão cada vez mais restritas devido à multidão que vai ao local diariamente. É sem dúvida uma experiência interessante, embora a água seja bastante quente e turva por causa da concentração de carbonato de cálcio.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A dica é tentar fugir da multidão. Afaste-se das piscinas abertas ao público para ter a vista mais bonita e as melhores fotos das sacadas livres de gente. É possível ainda fazer voos de paraglider sobre o complexo e estender sua visita ao parque até o fim de tarde, quando dizem que ali acontecem um pôr-do-sol dos mais incríveis. Infelizmente não pude vê-lo.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Devido ao calor forte, não se esqueça de um bom protetor solar e óculos escuros. O solo branco reflete o sol e pode causar queimaduras em lugares que você nem imagina, como nas coxas e debaixo dos braços.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

É sem dúvida um lugar de tirar o fôlego, mas que infelizmente dizem que suas sacadas já não têm mais água como antes.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

HIERÁPOLIS

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Hierápolis foi construída durante o controle do Império Romano na região e era um lugar cosmopolita, onde anatólios, greco-macedônios, romanos e judeus viviam juntos.

As funções terapêuticas das águas e a beleza do lugar incentivaram a criação de uma réplica – infinitamente menor – de Roma, com lindos monumentos como o Teatro Romano, uma arena que chegou a abrigar mais de 12 mil espectadores. Desde a década de 1970, profissionais italianos têm trabalhado na restauração do lugar, que pode ser visitado a pé desde as sacadas de Pamukkale com uma caminhada de cerca de 10 minutos sob o sol escaldante.

Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

 

 

 

 

 

Os resquícios dos tempos áureos romanos estão por toda parte em Hierápolis, que tornou-se sagrada para os cristãos depois que o apóstolo São Felipe foi morto ali.

ANTIQUE POOL – PISCINA DE CLEOPÁTRA

Antique Pool em Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Outra atração do complexo de Pamukkale é a Antique Pool, também conhecida como Piscina Sagrada ou Piscina de Cleópatra. Paga à parte (30TL – US$16), a atração foi uma das responsáveis por dar a Hierápolis o título de “centro de saúde” durante a dominação do Império Romano. O local é uma grande terma onde você pode nadar nas águas quentes que beiram os 35ºC rodeado por palmeiras e em meio a colunas de mármore tombadas no fundo da piscina.

Antique Pool em Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dizem que as águas termais, ricas em minerais, têm propriedades medicinais e são boas para doenças de pele, dores musculares, disfunções nervosas, problemas de circulação e exaustão física. Mas se você quer realmente sair dali relaxado, evite os horários de pico, normalmente entre 11h e 16h, e leve sua toalha, pois elas não estão inclusas.

Antique Pool em Pamukkale - Hierápolis, Turquia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em torno da Antique Pool há uma boa estrutura que pode servir como base a toda sua visita a Pamukkale, mesmo que você não pague o ingresso para nadar na piscina. Existem bares e restaurantes, loja de souvenirs, banheiros e vestiários, e serviços de spa, como uma esfoliação feita por peixinhos que comem a pele morta.

Procure não comprar antes o ingresso para a piscina. Chegue ao local e decida se para você vale ou não a pena. Lembre-se que o acesso às sacadas de águas de Pamukkale, para caminhar ou até mesmo mergulhar, já está incluso no ticket do parque e de nada tem a ver com a Antique Pool, que é uma atração à parte.

Apesar do nome Piscina de Cleópatra, ninguém sabe confirmar direito se existe alguma relação do local com a rainha egípcia. Outros dizem que na realidade quem frequentava o local era Marco Antônio. Confie – ou não – na lenda que seu guia lhe contar!

COMO CHEGAR A PAMUKKALE

Pamukkale fica a 18Km da cidade turca de Denizli (cerca de 500 mil habitantes), onde fica o aeroporto mais próximo, com voos diários para Istambul. Como o complexo é a principal atração da cidade, programe-se apenas para visitá-lo. Denizli não vale um dia a menos em outro destino durante suas férias na Turquia. Se você preferir, perto do parque existe uma pequena vila também chamada de Pamukkale com diversas opções de hospedagem.

Se você vai de carro, Istambul está a cerca de 664Km de distância e a capital Ankara, a 484Km. Já se seu meio de transporte será ônibus, diversas companhias ligam as principais cidades turcas a Denizli, onde você deverá tomar outro ônibus (às vezes gratuitamente) até o complexo.

Mas a melhor maneira de conhecer Pamukkale é por meio de um tour de dia inteiro caso você esteja em algum destino turístico nas regiões próximas dali. Eles partem de diversas cidades em passeios de bate-volta com um dia todo no parque. Eu fui a partir de Marmaris, pela Estun Tour (+90 252 413 08 81), com saída de madrugada e retorno no fim da tarde. Apesar da viagem cansativa de 3h30 de ida e mais 3h30 de volta, eu não me arrependi. Cheguei a Pamukkale ainda pela manhã e fui embora no fim da tarde.

INGRESSOS

A entrada em Pamukkale e Hierápolis custa TL20 (US$11) e mais TL3 (US$1,60) para o Museu Arqueológico de Hierápolis. Eles podem ser adquiridos na hora ou já estarão inclusos no seu tour. Para mais informações, acesse a página da BKG, empresa que gerencia os museus e atrações turísticas da Turquia.

QUANDO VISITAR

No verão (entre Junho e Setembro), o calor é sufocante, mas os dias são praticamente sem nuvens. Por outro lado, no inverno (entre Dezembro e Março), o frio rigoroso pode tornar a visita um pouco desconfortável. Se você escolher a época mais quente, procure ir nos meses de Maio, Junho e Setembro, quando o lugar está um pouco mais vazio.

DICA

Não se esqueça de um bom protetor solar, óculos escuros, chapéu/boné e de toalha, caso você vá se molhar.

INFORMAÇÕES

Horário de Visitação: 9h às 17h (exceto às segundas)
Preços: Ruínas de Hierápolis e Pamukkale (20 TL) – Museu Arqueológico de Hierápolis (3 TL)
Tel: +90 258 272 20 34
Site Oficial

 + Confira todos os relatos da Turquia

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

41 Comments

  1. Raquel Bellinati disse:

    Excelentes informações! Obrigada por compartilhar. Estive em Pamukkale há um mês, e tive sorte de pegar um clima agradável. A água das sacadas estava morna, uma delícia. É um lugar que não dá para deixar de visitar, com ou sem água. Uma paisagem única. Parabéns pelo seu trabalho de divulgar, com preciosas informações. Abraço

  2. Gigio25 disse:

    Olá, tudo bem?
    Visitei o local recentemente, em julho de 2017 para ser mais preciso.
    Uma curiosidade, como voce soube da cosmopolidade do lugar?
    Digo no seguinte trecho, “onde anatólios, greco-macedônios, romanos e judeus viviam juntos.”

    Por sinal, excelente descrição!
    Um abraço

    • Olá, tudo bem? É um lugar lindo, né?
      Não me lembro agora, mas provavelmente foi uma informação que meu guia me deu no local, eu costumo anotar essas histórias.

      Abraços e obrigado pela visita!

  3. Ana disse:

    Olá!! Parabéns pelo site, está me ajudando muito a montar meu roteiro.
    Minha única dúvida é sobre Pamukkale. Vou para a Turquia no final de junho e estou com medo de que apesar de lindo o local, seja um “programa de índio” devido às altas temperaturas do local e da água. Você acha que realmente vale a pena ir mesmo com o calor?
    Obrigada.

    • Oi, Ana, tudo bem?
      Então, eu amei Pamukkale, é um lugar único! Eu voltaria sempre que pudesse. Entendo que se você não estiver pela região, como em Marmaris, possa ser muito sacrifício sair de Istambul pra ir até lá. Aí sim eu também pensaria duas vezes. Mas se estiver por perto, vá! A única coisa é que nos últimos anos nem sempre as sacadas estão com água. Tente ver com seu hotel antes como está a situação ou até mesmo procurar fotos recentes no Instagram, por exemplo, pra ver se estão secas ou com água. Se estiverem secas, aí não vale a pena!

      Abraços e obrigado! Ótima viagem!

  4. Edilon disse:

    Amigo a final de contas posso visitar Pamukkale na Segunda-Feira ????

  5. Francisco disse:

    boa noite Rafael! Quanto pagou pelo tour a partir de Marmaris, pela Estun Tour, com saída de madrugada e retorno no fim da tarde? obrigado

  6. Gilmara disse:

    Olá Rafael, vou me hospedar na casa de uma amiga em Istambul. Consigo ir p Pamukkale de bate volta? Nem que eu viaje de ônibus na madrugada, sem problemas. Obrigada, adorei as dicas;)

    • Oi Gilmara, tudo bem?
      De Istambul até Denizli, que é onde fica Pamukkale, são cerca de 600km, acho bem puxado pra fazer bate-volta mesmo que viajando de madrugada. Deve dar cerca de 10h de viagem. Se você quer visitar rapidamente, talvez valha passar ao menos uma noite e até mesmo olhar voos entre as duas cidades.
      Abraços

  7. Waldir disse:

    Olá Rafael!
    Para essa região é a primeira vez que estamos indo. Em julho faremos parte de um grupo que iniciará a viagem desde Istambul.
    Entre outros percursos, em dos dias faremos saída da Capadócia – Konya – Pamukkale , tem idéia da distância a ser percorrida nesse trecho?

  8. Jessica disse:

    Nossa que saudade de pamukkale! Quero ir no verao agora! No meu blog tem fotos no inverno apenas :p tava 7 graus fora da agua, ficamos só com os pézinhos 🙂 http://casalnomade.blogspot.com.br/?m=1

  9. Rhiana disse:

    Oi Rafael, tudo bom?
    Estou indo para a Turquia agora em maio e estou programando uma visita à Pamukkale.
    As atrações são realmente fechadas à visitação nas segundas? Estava pensando em ir justamente nesse dia.
    Obrigada!

  10. Renata disse:

    Que bom Rafael, muito obrigada pela atenção!!

  11. Renata disse:

    Ola Rafael, vi que o trajeto que fez foi de Bodrum para Marmaris e la vc fez o passeio ida e volta para Pamukkale.
    Você saberia me dizer se consigo fazer esse passeio ida e volta para Pamukkale saindo de Bodrum ??? Pois não pretendo ir para Marmaris.

    Agradeço pelo post que está sendo importantíssimo para minha viagem.

    • Oi Renata, tudo bem?
      Você consegue sim fazer o passeio a partir de Bodrum. De praticamente todas as cidades dessa região você encontra tours pra Pamukkale. Só procurar uma agência quando chegar lá.
      Abraços e ótima viagem!

  12. regina lucia disse:

    lugar espetacular… sem palavras para definir.

  13. Cristina Lima disse:

    Olá Gostaria de saber se tem hostel em pamukkale,se sim qual você indica

  14. sandro disse:

    Vou viajar para lá daqui uns dias e gostaria de saber se levo dólar ou euro pra gastar na Turquia e Grécia, qual o melhor? Obrigado!

    • Oi Sandro, tudo bem?
      Normalmente na Turquia você terá que trocar seu dinheiro por Liras Turcas. Dólares só são aceitos mais em hotéis e agências de turismo, já em bares, restaurantes e atrações, é a moeda local. Se for na região de praia, eles aceitam. Normalmente a conversão automática que eles fazem dá mais vantagem por usar Euro, já que eles arredondam o valor. Na Grécia, o Euro já é a moeda oficial.

      Já pensou em sacar lá em qualquer caixa eletrônica da sua conta corrente? Olha com o seu banco, todos têm esse serviço, eu uso muito e a taxa por saque é bem pequena, não tem todo aquele IOF do saque no cartão de crédito.

      Abraços,
      boa viagem e volte pra contar como foi,

  15. roberta clarissa leite disse:

    Adorei o texto e as dicas:) Semana que vem estou indo para a Turquia, contando os dias!bj

  16. This place is amazing. I have been there three times and it still amazes me. There’s nothing like this in other countries, so Pamukkale is quite unique. There is also an ancient city called Hierapolis at the top of Pamukkale, which is also stunning. And 15 minutes from Pamukkale there’s a natural thermal hot spring in Karahayit, which is also nice to see. So If you guys have the opportunity, you should really visit Denizli (town) in Turkey. You will be stunned by the natural beauty of this city.

    A beautiful video of Pamukkale http://youtu.be/4wHxDfUkh1g

  17. Fernanda disse:

    Eu fui de ônibus de linha da Capadócia (Urgup) até Pamukkale. Experiência inesquecível, para o bem e para o mal. Fiquei em um hotel chamado Melrose Algau, de seis da manhã às sete da noite e que fica bem pertinho da entrada. Muito bom! De lá, peguei um avião em Denizli para Istambul.

  18. fastpassviagens disse:

    Demais Rafael amei, beijos mil

  19. Fernanda disse:

    Demais!! Parece um sonho!!!

  20. Tô boquiaberta até agora com essas imagens. Imagino você, Rafa, que viu inloco. Putz! Lindo, lindo…

  21. Boia Paulista disse:

    Oi, Rafa. Tudo bem? 😉

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  22. Anna Bárbara disse:

    Oi Rafa!!
    Definitivamente tenho que ir para a Turquia!!! rsrsrs
    Amei!!
    Bjs, Anna

  23. Juliana Bacci disse:

    Maravilhoso este lugar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *