Reserva da Jaqueira: Visita a uma aldeia indígena em Porto Seguro

O Sul da Bahia foi o local da chegada dos portugueses da esquadra de Cabral ao Brasil em 1500, quando ocorreu o primeiro encontro dos nossos índios com os europeus. Ainda hoje é possível visitar uma aldeia indígena em Porto Seguro a poucos quilômetros do centro da cidade, a Reserva Pataxó da Jaqueira ou apenas Reserva da Jaqueira.

A comunidade reúne 32 famílias que recebem visitantes para contar suas histórias, mostrar seus costumes e fazer uma verdadeira imersão na cultura indígena. Além dos trajes e costumes, esse povo preserva o idioma patxohã. Os turistas são convidados inclusive a aprender algumas palavras básicas, como “obrigado” e “bom dia”.

VISITA À RESERVA DA JAQUEIRA

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A visita começa ainda no estacionamento, quando os visitantes, sejam de grupos de excursão ou em carros privados, são recebidos por um Pataxó, que guia o grupo até o interior da aldeia numa curta caminhada. Não espere índios nus ou que nunca viram internet ou televisão na vida, a proposta aqui é outra, é valorizar a cultura desse povo.

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O primeiro contato com a realidade desses índios acontece numa visita às choças e kijemas (dois diferentes tipos de casas). O guia, membro da tribo, explica como eram os costumes há séculos e o que mudou na vida dessa comunidade nos dias de hoje. Se tiver a opção de escolher, peça para ser atendido pelo jovem guia Kawhã, que tem brilho no olhar ao falar da sua aldeia.

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

De lá seguimos para conhecer o pajé, o chefe espiritual da tribo, responsável inclusive pela cura de doenças. Ali é possível conhecer ervas e plantas usadas como remédio, e também experimentar um cachimbo tradicional dos Pataxó (o nome dessa etnia não tem plural).

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pajé da Reserva da Jaqueira

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Em seguida, os visitantes são convidados para uma caminhada na mata fechada, onde é possível ver de perto diversas formas de armadilhas que eram usadas para a caça.

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O passeio inclui ainda pintura típica no rosto dos que desejarem e uma degustação de peixe feito na folha de patioba (uma espécie de folha de bananeira). Quem quiser, ainda pode comprar diversos artesanatos feitos na própria aldeia.

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pintura feita nos visitantes

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Degustação de peixe feito na folha de patioba

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Fundada em 1998 por três irmãs (isso mesmo, três índias), a Reserva da Jaqueira tem um importante trabalho educacional, que mostra para os turistas a importância de se preservar essa cultura e a natureza através de palestras super didáticas e apresentações culturais. Quem quiser pode inclusive dormir na aldeia.

Reserva da Jaqueira em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Palestra de Nitynawã, uma das fundadoras da reserva

 

JOGOS PATAXÓ EM PORTO SEGURO

Se você der sorte e estiver em Porto Seguro durante os dias dos Jogos Pataxó, poderá assistir às provas disputadas por índios Pataxó vindos de diversas aldeias, inclusive da Jaqueira. Em 2017, os jogos indígenas aconteceram na Semana do Descobrimento, de 19 a 22 de abril, numa arena na Av. Beira Mar, na orla da cidade. Como a data não é fixa e varia de acordo com a edição, vale pesquisar antes da viagem para ver se acontece nas datas em que você estará por lá.

Jogos Pataxó em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Campeões dos Jogos Mundiais dos Indígenas prestigiam os Jogos Pataxó

Além de ser de grande riqueza cultural, assistir aos Jogos Pataxó é muito curioso. Entre as modalidades disputadas estão: cabo de guerra, arco e flecha, zarabatana, corrida de tora, luta, arremesso de tacape, entre outras. A entrada é gratuita.

Jogos Pataxó em Porto Seguro (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Cabo de guerra feminino

 

SERVIÇO

RESERVA DA JAQUEIRA
End:
Acesso pela BR-367 sentido Porto Seguro – Santa Cruz Cabrália (a saída fica em frente ao Barramares)
Valor: R$40 por pessoa (ingresso da visita particular)
Quem também leva: Pataxó Turismo (pataxoturismo.com.br)

+ Encontre hotéis com desconto em Porto Seguro

* O jornalista viajou a convite da Secretaria de Cultura e Turismo de Porto Seguro e do Convention & Visitors Bureau, mas todos os relatos aqui são isentos e pessoais. Voou Azul e ficou hospedado no Hotel Vitória Régia.

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

20 Comments

  1. Ana disse:

    Boa noite, pretendemos ir em julho de carro próprio. Vc pode por favor me passar o contato direto da tribo? Grata

  2. Luci coelho botti disse:

    Meu conterrâneo,sou juizforana.
    Irei no fim do mês conhecer os pataxós ,eu e meu narido.É possível ir sem carro e sem agência de turismo? A entrada é o valor de 45.00?
    Obrigada pela atenção.

    • Oi, Luci, tudo bem?
      Então, você pode ir sem carro e sem agência se for de táxi ou transporte por aplicativo, já que é distante do centro da cidade. Sobre o valor, vale você checar com eles pra ver quanto está atualmente.

      Abraços e boa viagem!

  3. LUDMILA BENETTI HENSEL QUEIROS disse:

    Fui la semana passada! E maravilhoso! Gostaria de saber sobre os casamentos! Teria algum
    Contato?
    Obrigada

  4. maria eduarda disse:

    Olá,irei viajar para poro seguro em dezembro deste ano e gostaria de fazer inclusive este passeio, e queria tirar uma duvida, compensa pagar uma ag de turismo ou ir mesmo sem (em relação a custo) irei ficar no centro de porto seguro.

  5. Nilmar conrad disse:

    Para quem for fazer esse passeio , não irá se arrepender pois é maravilhoso,um povo que leva sua história no olhar.vale muito a pena ir super indico.

  6. Jair - SP disse:

    Bom dia, pretendo levar meus netos em dezembro posso ir direto? Qual é o melhor dia? Jair SP

  7. CINTIA DA COSTA disse:

    Rafael, boa noite! Tudo bem? pesquisando descobri que os Pataxós dessa região possuem como atividade econômica o cultivo e extração da piaçava e preservam a natureza. VocÊ tem o contato de lá para eu falar sobre isso? Parabéns pela visita!!

  8. Filipe disse:

    Esse site é muito top. Conteúdo de qualidade. Ja vi tanto site horroroso. Esse está muito bom. Continue postando conteudo de qualidade. Obrigado

  9. alice disse:

    Eu já visitei essa Reserva duas vezes. Eh muito bom, uma energia revigorante. Vale a pena conhecer.

  10. Reginaldo disse:

    Gostei.

  11. Ana Jacqueline disse:

    Adorei os detalhes sobre o passeio na reserva. Que lindo texto!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *