Um amigo me disse uma vez que quem mora com outra pessoa só pode considerar isso de verdade depois que eles consomem juntos um pacote de sal. Seria esse o tempo necessário pra passar a euforia, criar a intimidade e aceitar os defeitos. E não é que faz sentido?

Pra mim, viajar com amigos é o maior desafio que uma amizade pode passar. Se ela sobrevive a uma viagem tem grandes chances de ser duradoura. É que conviver 24h é diferente de só se encontrar no bar de sexta ou na balada. É quando você realmente tem a chance de conhecer e conviver com a pessoa.

Não há como negar que viajar com amigos é uma delícia, mas é preciso aprender a respeitar o outro como dificilmente em outros momentos a amizade entre vocês exigiu.

POR QUE VIAJAR COM AMIGOS É UM DESAFIO?

1. O DESTINO
Imagina que você vai fazer uma viagem de 15 dias com seu melhor amigo. A escolha do roteiro já pode gerar alguma divergência. E se um prefere praia e o outro cidade grande? É uma das primeiras provas de que alguém tem que ceder.

Viajar com amigos

 

2. INTIMIDADE
Já partiram? Os próximos dias então serão quando você vai conhecer seu amigo intimamente. E aceitar como ele é será sua maior prova de amizade. Não sabia que ele roncava? E a demora no banho? Sem contar outras coisas que vêm do banheiro, né? Tem vezes que até dormir no escuro ou com a persiana aberta pode ser um teste.

Viajar com amigos

 

3. EXPERIÊNCIA
Você já pode estar acostumado a viajar com muita frequência, mas talvez seu amigo não. Isso pode gerar algumas situações engraçadas, mas também algumas coisas chatinhas. Ele pode não ter arrumado a mala como você faria e esquecido um casaco ou um tênis confortável. Pode levar uma bagagem gigante e ter que despachar enquanto você prefere apenas viajar com mala de mão. O que isso pode gerar? Um ritmo mais desacelerado na viagem, reclamações e até mesmo dores.

Viajar com amigos

 

4. O RITMO
É tão bom viajar com alguém parecido com a gente, né? Se você curte andar o dia todo, só voltar pra tomar um banho rápido e já partir pra night, vai adorar quando está com alguém que tem o mesmo gosto. Mas e se seu amigo tiver outro ritmo, quiser parar por um tempo pra aproveitar com calma o destino, não gostar de caminhar muito, levar horas pra tirar fotos e mais fotos?

Viajar com amigos

 

5. INTERESSES
E se seu amigo não gosta de museu? E se você gosta de dormir cedo e ele é baladeiro? E se você gosta de visitar lojas e fazer compras e ele não suporta isso?

Viajar com amigos

 

6. DINHEIRO
Calma, não vou falar que emprestar um dinheirinho ali ou aqui é ruim pra amizade. Provavelmente vocês já fizeram isso na cidade onde moram. A questão financeira que pode pegar aqui é o estilo de cada um enquanto viaja. Você acha que comer bem é importante e faz parte durante uma viagem? Seu amigo pode achar que as refeições são apenas necessárias e querer gastar pouco num fast food. Você quer conforto e prefere se deslocar de táxi? Ele pode preferir economizar e ir de ônibus.

Viajar com amigos

 

7. A CONVIVÊNCIA
Uma semana já se passou e vocês estão juntos 24h por dia. Alguns conflitos podem começar a aparecer, a paciência inicial já foi pras cucuias e quando você menos percebe já está rolando até uma implicância.

Viajar com amigos

CONCLUSÃO

Tudo isso pode ser o maior teste pelo qual a amizade de vocês já passou. Mas ao chegar ao fim dessa viagem, depois de superar qualquer desentendimento, você perceberá que seu amigo é mais do que aquela pessoa que você conhecia. A amizade estará mais forte. E sabe o mais legal? Você acaba de ganhar um amigo de viagens! Já vamos planejar a próxima?

+ 10 sinais de que você está viciado em viajar e seus amigos não
+ 10 motivos pra você começar a viajar sozinho
+ 10 coisas que só quem tem ou já teve medo de avião pode entender

Sobre o Autor
Rafael Carvalho
Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.
4 respostas
  1. Pontuações verdadeiras…. Viajei as primeiras vezes com amigos. Fui p Rio com um casal e uma amiga.. o casal achava que estava em lua de mel e tínhamos que esperar por horas saírem do quarto. Depois Maceió em 6 meninas, que tragedia…. Umas vegetarianas, outras sem dinheiro nenhum, uma noiva que não queria fazer nada e só chorava de saudade hahahaha. Depois Buanos Aires com 8 !!!!… Pensa, era atraso p tudoooooo, milhares de fotosss, fiquei revoltadissima….e a gota d´gua foi p chile… eu e mais 2 amigas, mas elas não eram amigas em comum, conclusão: ritmo, gostos, bolsos diferentes,, fiquei 20 dias tentando apaziguar varias situações. Depois disso decidi encarar o Uruguai sozinha e vi o quanto foi maravilhoso…. , já fazem 5 anos que só viajo sozinha. Traço meu roteiro, faço meu ritmo, como e durmo a hora que quero. Fico em Hostel e sempre conheço pessoas novas. AHHHHH, quando alguém me fala: Posso ir com vc na próxima… ? Respiro fundo e digo…. Não ! Isso não é egoísmo, vc se planejou, se preparou e não merece correr o risco de o que quer que seja estragar sua trip, e se for pensar, no fundo, uma simples trip pode acabar com uma amizade, isso é fato.

  2. Somos quatro amigas que moravam na mesma cidade e cada uma mudou para um canto do país. Combinamos viajar uma vez por ano para o nosso encontro. Duas nem sempre podem, mas uma é minha incrível amiga de viagens! Já conhecemos muitos lugares no mundo e sabemos compreender que cada uma tem seu gosto e seu jeito. Escolhemos o q cada uma quer fazer e montamos o roteiro que agrade as duas ou mais pessoas do grupo. Temos uma cadernetinha para anotar os gastos comuns e dividir a conta sem ficar devendo nada a ninguém, afinal a grana é curta para todas! E se alguém não quer fazer um programa a outra faz sozinha sem problemas. Próxima parada: Route 66! Boas viagens!

  3. Isso aconteceu comigo, com a mesma amiga e por três vezes. A primeira foi uma viagem para Londres, ela disse que também queria ir, cuja tinha feito as reservas e no final perdi 150,-Euros porque ela mudou o destino para Lisboa. Na mesma viagem, ela dormia até as 12 horas todo dia, não tomava café nem almoçava. Queria fazer só o que queria. Me deixou no hotel dois dias sozinha e foi visitar uma amiga que ja morava la.
    A segunda foi para uma praia na Holanda, catástrofe . O mesmo comportamento. Cansei e desisti. Com ela nunca mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.