O clichê “algumas imagens valem mais do que mil palavras” serve bem para este post. Uma das grandes atrações de Chicago é a Willis Tower (antiga Sears Tower), o prédio mais alto dos Estados Unidos, com 109 andares. Lá no 103º andar, há um skydeck reservado para tirar fotos e ver a cidade do alto.

Conheça a Willis Tower

Tudo isso já valeria a pena não somente pelas lindas fotos, mas pela sensação de ver Chicago de tão alto. Porém, a grande diferença da Willis Tower está no fato de ela ter algumas “varandas” totalmente de vidro. Sim, você pisa no vidro e vê a cidade, literalmente, aos seus pés. Olha para cima e vê o céu. Olha para frente e vê os prédios. Dá a sensação de estar flutuando pela cidade. Confesso que fiquei com um pouco de medo e até tonto, mas foi uma sensação incrível.

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Preço e fila

Antes de falar da fila, vamos direto ao preço. Para subir neste prédio, você terá que pagar 18 dólares . Se já estiver na região do Millennium Park, você consegue ir a pé sem precisar de transporte público.

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Para subir ao prédio, prepare-se para ter a mesma paciência de quem visita o Empire State, de Nova York, como já contamos aqui no blog. A fila é bem longa. No sábado em que eu fui, esperei por cerca de 2 horas para conseguir subir. O processo começa ainda fora do prédio, depois você desce e pega mais uma fila imensa para comprar os ingressos. Quando você acha que acabou, há outra fila para entrar de fato à torre. E ainda tem outra fila para assistir a um filme sobre o prédio. Mas como neste dia estava muito cheio, eles pularam o filme para as pessoas que estavam na mesma fila que eu.

Pelo menos, durante a fila há uma série de elementos para distrair, como informações sobre quantos banheiros há no prédio, o número de pessoas que circulam por lá diariamente e até mesmo quais estados do país as pessoas conseguem ver lá de cima.

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Elevador da Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Para encerrar de vez o assunto fila, quando você já está lá em cima disputando um espaço das diversas janelas, ainda precisa de paciência para entrar, enfim, na parte mais esperada: o balcão/varanda de vidro.

Apesar do sacrifício,  é um passeio inesquecível e que tem que ser feito por quem vai pela primeira vez a Chicago! Para encerrar, as fotos valem mais do que o post:

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)  Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Willis Tower em Chicago (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Curiosidades

– O skydeck, que fica no 103º andar e tem 412 metros, recebe por ano 1 milhão e 300 mil visitantes.

– De lá, é possível ver quatro estados norte americanos.

– As antigas Torres Gêmeas, de Nova York, eram mais baixas do que o arranha-céu de Chicago. Porém, quando o projeto das Novas Torres Gêmeas ficar pronto, elas serão maiores do que a Willis Tower.

– Por mais de 20 anos, este foi o prédio mais alto do mundo.

Endereço

233 S. Wacker Dr.
Entrada do Skydeck pela Jackson Blvd. (parte sul do prédio)
Chicago, IL 60606

Saiba como chegar ao prédio

Sobre o Autor
Adolfo Nomelini
Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

0 resposta

    1. Oi Luciano! Muito obrigado pelo comentário! Eu li seu post sobre o City Pass! Pra mim não valeria a pena porque eu fiquei só dois dias e acabei não indo no Aquário, no museu e no planetário! Mas acho que vale mesmo pra quem quiser ir nesses lugares. Você viu o tamanho dessa fila? Acho que estava grande porque, além de ser sábado, foi bem no fim de semana da maratona de Chicago! Mas com certeza esse passeio vale muito a pena!! Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Reserve seu hotel aqui
Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.