Dicas de Cinque Terre, na Itália: O que saber antes de ir

Pra você que está procurando dicas de Cinque Terre, na Itália, é importante saber quais são as cidades da região, como se locomover entre elas, onde ficar e as principais atrações.

Por isso, neste post vamos relatar a nossa experiência por lá e dar todas as dicas pra você aproveitar bem a sua viagem por lá. Confira!

DICAS DE CINQUE TERRE, ITÁLIA

| QUAIS CIDADES FAZEM PARTE?

Antes de dar propriamente as dicas de Cinque Terre, vamos entender um pouco da região. As Cinque Terre estão localizadas na Costa da Lingúria, na Itália. As cinco terras são: Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso al Mare.

Dicas de Cinque Terre, na Itália (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Manarola é, na verdade, um distrito de Riomaggiore. Já Corniglia é um distrito de Vernazza. Além disso, tem Portovenere, que não faz parte das cinco, mas fica pertinho e vale a pena ser visitada.

+ Encontre seu hotel na região com descontos de até 50%


|
QUANTOS DIAS DEVE TER MEU ROTEIRO?

Uma das primeiras dicas de Cinque Terre é sobre quanto tempo é o ideal para conhecer a região. Nós ficamos 2 dias inteiros e mais metade de um dia. No total, foram três noites. Claro que gostaríamos de ter ficado mais tempo, mas deu para conhecer bastante coisa sem precisar correr tanto.

 

| POSSO FAZER BATE E VOLTA?

Sim. É possível fazer bate e volta se estiver em alguma cidade próxima como Gênova, por exemplo, mas o ideal é mesmo passar pelo menos dois dias para conseguir aproveitar com calma (Aproveite para encontrar seu hotel na região com descontos de até 50%). De Gênova até Monterosso al Mare de trem ou carro dá cerca de 1h30.

Dicas de Cinque Terre, na Itália (Foto: Esse Mundo é Nosso)

A partir de Monterosso, esqueça o carro, pois é bem complicado circular e, mais ainda, estacionar. Siga de trem ou de barco. As cidades são bem pequenas e é muito fácil se deslocar entre elas (como falaremos mais adiante). Mesmo assim, o bom mesmo é dormir pelo menos uma noite por lá para conseguir aproveitar com calma.

Seguro Viagem pra Europa é obrigatório! Encontre o melhor preço!
Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe mais 5% de desconto


|
ONDE FICAR

Entre as dicas de Cinque Terre que nós consideramos como uma das importantes está onde montar a sua base por lá. Como dissemos, o ideal é não fazer bate e volta. Duas noites são suficientes para conhecer com calma a região. Só que se hospedar em uma das cinco cidades pode significar duas coisas: preços bem caros e muito esforço para chegar no hotel.

+ Encontre hotéis na região com descontos de até 50%

As cidades são altas e mesmo os hotéis que ficam próximos às estações de trem podem ter muitos degraus, o que não é nada agradável para quem está com mala. A gente viu muitos turistas sofrendo para conseguir chegar a seus hotéis.

Por esses dois motivos, escolhemos La Spezia para ser a nossa base durante os dias que passamos por lá e foi ótimo. A cidade fica bem perto de Riomaggiore (beeem mesmo! Oito minutinhos de trem), tem estrutura com restaurantes e bons hotéis.

Ficamos na Guest House La Casa delle Acciughe, que fica perto da estação de trem com bom preço e ótima localização. Aproveite para checar o valor das diárias com descontos.

+ Encontre outros hotéis na cidade com bons preços


|
COMO CHEGAR NAS CINQUE TERRE

Entre as dicas de Cinque Terre está a utilização do trem trem, que é a melhor forma de se chegar até lá. Nós chegamos no aeroporto de Milão e fomos de trem até La Spezia, onde nos hospedamos. Na volta, fomos de trem até Roma e seguimos nossa viagem pela Itália.

 

| QUANDO IR

Não adianta. A melhor época para ir pras Cinque Terre é no verão. E sabe o que isso significa? Fica LO-TA-DO. Então, a dica é tentar fugir um pouquinho disso e ir no final da primavera ou no finalzinho do verão (maio, junho e setembro são alguns meses menos concorridos e com clima bom).

A gente foi no comecinho de junho e pegou as cidades bem cheias, mas nada de tão sufocante. Entretanto, já deu para imaginar como deve ficar bem cheia no alto verão.

Seguro pra Europa é obrigatório! Faça o seu com desconto
Nós sugerimos que você faça a cotação online do seguro obrigatório pela Seguros Promo, que é um buscador que encontra os melhores preços em diversas agências. Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe mais 5% de desconto.

 

| COMO SE LOCOMOVER?

Em La Spezia, nós compramos o Cinque Terre Card, que dá acesso ao trem e também a algumas trilhas. O bilhete pode ser para um dia de uso ilimitado (€ 12), dois dias (€ 23) e o bilhete para cada utilização (€ 7,30). Esses valores são de junho de 2018, mas no site há os dados atualizados.

O jeito mais fácil de se locomover por lá é mesmo de trem. De La Spezia até Riomaggiore o trajeto demora oito minutos. Depois, de uma cidade até a outra, cade trecho é de cerca de apenas cinco minutinhos. O percurso é quase que todo feito dentro de túneis que cortam as montanhas de pedras, então não tem vista nenhuma.

Dicas de Cinque Terre, na Itália (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Outra opção é pegar um barco e rodar pelos vilarejos. A gente não conseguiu fazer isso porque o dia que reservamos pra esse passeio o tempo estava feio e acabamos desistindo. Mas quem já fez disse que vale muito a pena. Ainda mais por ter uma vista em um ângulo diferente.

Também há algumas trilhas que ligam as cidades, mas é preciso checar quais estão abertas quando você estiver por lá. Uma das mais famosas, a Via dell’Amore, está parcialmente fechada desde 2012 com previsão de abertura apenas pra 2021. Fique atento também que, para fazer algumas das trilhas, é preciso ter comprado o Cinque Terre Card, o mesmo que dá direito aos trens, já que elas têm acesso pago.

Dicas de Cinque Terre, na Itália (Foto: Esse Mundo é Nosso)

+ Encontre seu hotel na região com descontos de até 50%

 

| É FÁCIL IR COM CRIANÇAS PEQUENAS OU IDOSOS?

Cinque Terre não é uma região tão fácil para ir com crianças pequenas ou idosos que tenham dificuldades para andar.

Como a gente já disse, as cidades ficam em encostas e é preciso caminhar bastante. Então, não é uma boa para quem tem filhos pequenos que ainda estejam usando carrinho de bebê ou fiquem no colo dos pais. O mesmo vale para idosos que tenham algum problema para andar, já que terá que subir muitas ladeiras e escadas, andar por ruelas e, muitas vezes, pegar o trem bem cheio.

 

| É UMA REGIÃO MUITO CARA?

Como quase todos os destinos, dá para gastar muito ou nem tanto. Vai de cada um. O trem, por exemplo, custa cerca de 23 euros para dois dias. Já o barco para um dia com paradas nos vilarejos custa cerca de 33 euros ida e volta (preços de maio de 2018).

Sobre a hospedagem, caso resolva ficar em La Spezia, o valor da diária será mais em conta (veja opções aqui) do que em qualquer uma das Cinque Terre (veja opções aqui).

Em Corniglia, por exemplo, pagamos 9 euros por um aperitivo com alguns pães com molho pesto e anchova e duas taças de vinho da região. Em Manarola, no Nessun Dorma, um dos restaurantes/bares com a vista mais linda da região, pagamos 18 euros por uma garrafa de vinho que vinha acompanhada por uma tábua com bruschettas, salames, azeitonas e tortinha de espinafre.

Dicas de Cinque Terre, na Itália (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Nos supermercados, é fácil encontrar vinhos por 5 euros e refrigerantes de 500 ml por cerca de 2 euros. Na rua, há focaccia por 2,50 e pedaços de pizza que variam entre 3 e 4 euros.

Nos restaurantes, o preço médio da massa era a partir de 8 euros.

Lembrando, mais uma vez, que todos os preços foram checados em junho de 2018.

Seguro pra Europa é obrigatório! Faça o seu com desconto
Nós sugerimos que você faça a cotação online do seguro obrigatório pela Seguros Promo, que é um buscador que encontra os melhores preços em diversas agências. Use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe mais 5% de desconto.


|
ROTEIRO BÁSICO

De forma resumida, o nosso roteiro por lá foi o seguinte:

DIA 1: Chegada em La Spezia às 15h – Trem para conhecer Riomaggiore e Manarola (estava anoitecendo tarde).
DIA 2: Começamos o dia saindo de La Spezia e indo para Monterosso al Mare. Depois, seguimos para Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore.
DIA 3: Ida a Portovenere. Depois, seguimos para Manarola e Riomaggiore.
DIA 4: Ida de trem para Roma.

+ Encontre seu hotel na região com descontos de até 50%

+ Veja mais dicas da Itália
+ Quanto custa viajar pra Costa Amalfitana
+ Conexão em Roma: O que dá pra fazer na cidade

Se você ficou com mais alguma dúvida das nossas dicas de Cinque Terre, deixe nos comentários que a gente responde!

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *