Jericoacoara vai começar cobrar taxa extra de turistas

Assim como acontece em Fernando de Noronha, turistas terão que pagar uma taxa para visitar Jericoacoara, no Ceará. O decreto da Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara, município onde fica a famosa praia, entra em vigor em 21 de setembro.

A taxa cobrada dos visitantes será de R$ 5 para cada dia que ficarem na vila, que fica em uma área de proteção ambiental. Os moradores estão isentos do imposto, assim como menores de 12 anos e idosos acima dos 60.

A TAXA PRA TURISTAS EM JERICOACOARA

A cobrança, chamada no decreto de “Taxa de Turismo Sustentável”, será feita na entrada da vila ou então pela internet antes da viagem (a página de pagamento já está no ar). Segundo a Prefeitura, a taxa “é um tributo instituído pela Lei Complementar Nº 107/2015 e tem como Fato Gerador a utilização efetiva ou potencial, por parte dos visitantes, da infraestrutura física implantada e do acesso e fruição ao patrimônio natural da Vila de Jericoacoara”.

Lagoa do Paraíso em Jericoacoara (Foto via Shutterstock)

Foto via Shutterstock

Após o pagamento, os turistas devem guardar o comprovante, já que os hotéis de Jericoacoara pedirão o documento no momento do check-in.

No primeiro semestre, foi inaugurado o aeroporto de Jericoacoara, o que deve aumentar o movimento da vila que já fica lotada durante a temporada. Resta saber se o novo imposto será mesmo usado para proteção ambiental e melhoria da estrutura da vila.

+ 10 fotos que irão de convencer a viajar pra Jeri
+ Dicas de hotéis testados e aprovados na vila
+ Guia completo pra organizar sua viagem pra lá

Fontes: Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara e Exame

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *