10 motivos para você viajar pra Machu Picchu

Viajar pra Machu Picchu, no Peru, é mais que riscar uma dos destinos dos sonhos da listinha. É mergulhar numa energia única e, sem quase perceber, precisar se beliscar diante de um daqueles cenários que parecem ter sido criados num Photoshop.

A “Cidade Perdida dos Incas” é chamada assim por ter sido descoberta apenas em 1911, séculos depois de os espanhóis terem conquistado o Império Inca. A 2.400m acima do nível do mar, o sítio arqueológico fica no Vale do Rio Urubamba, também chamado de Vale Sagrado, e é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

Ainda não está convencido(a) de vir pra cá? A gente insiste mais um pouco!

+ Quanto custa visitar Machu Picchu?

10 MOTIVOS PRA VIAJAR PRA MACHU PICCHU

1. CUSCO

Certamente sua base para viajar pra Machu Picchu será a incrível Cusco, de onde parte a maioria dos passeios. Essa cidade colonial foi a capital do Império Inca e era conhecida como o “Umbigo do Mundo”. Não economize dias no seu roteiro por aqui. Além de atrações históricas, ruínas e uma arquitetura espanhola de encher os olhos, Cusco é cheia de lojinhas, bares, restaurantes, mercados e feiras ao ar livre.

Viajar pra Machu Picchu - Cusco (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

2. O VALE SAGRADO

De Cusco até Machu Picchu, você passará pelo Vale Sagrado, seja de trem desde a cidade ou de transfer para pegá-lo já nas estações que ficam no vale. A paisagem ao redor do rio Urubamba explica por si só a fama do lugar.

Viajar pra Machu Picchu - Vale Sagrado (Foto via Shutterstock)

Foto via Shutterstock

 

3. A VIAGEM DE TREM

A menos que você faça a pé a Trilha Inca por quatro dias e três noites, a única maneira de se chegar a Machu Picchu Pueblo (povoado na base de Machu Picchu que também é conhecido como Águas Calientes) é de trem. E essa viagem é uma das mais lindas do mundo. Os trilhos vão serpenteando às margens do rio Urubamba entre montanhas e ruínas incas.

Viajar pra Machu Picchu - Trem da Peru Rail (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

4. O TREM

Peru Rail e Inca Rail fazem o transporte de trem desde Cusco (Poroy) ou a partir das cidades do Vale Sagrado até Machu Picchu Pueblo. São várias as categorias de vagões, dos mais simples, mesmo assim confortáveis, aos mais sofisticados, com garçons e serviço refinado de bordo. Embarcamos no intermediário, o Vistadome da Peru Rail, com amplas janelas e teto de vidro, além lanche a bordo. Independente da classe, a experiência de viajar rumo a um lugar mágico de trem já faz o passeio começar muito antes do destino final.

Viajar pra Machu Picchu - Trem da Peru Rail (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

5. MACHU PICCHU PUEBLO

A parada final dos trens é em Machu Picchu Pueblo (ou Águas Calientes). De uma vila simples há poucos anos hoje o povoado ganhou hotéis além de diversos bares e restaurantes. A vibe é superanimada, repleta de jovens e dá vontade de ficar alguns dias na cidade. Daqui saem os micro-ônibus que chegam ao sítio arqueológico em cerca de 20min.

Viajar pra Machu Picchu - Machu Picchu Pueblo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

6. O GRANDE ENCONTRO

“Sem palavras” define!

Viajar pra Machu Picchu (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

7. ADMIRAR, ADMIRAR…

… sem pressa. Deixe o tempo passar diante de você. É realmente difícil de acreditar nessa beleza toda (veja no vídeo abaixo):

 

8. UM LUGAR SÓ SEU NA MULTIDÃO

Machu Picchu recebe milhares e milhares de pessoas diariamente. Tem hora que o espaço é disputado, já que todo mundo quer seu melhor ângulo. Mas subindo um pouco mais a montanha, caminhando com calma, você conseguirá encontrar lugares praticamente só seu.

Viajar pra Machu Picchu (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

9. UM OUTRO PONTO DE VISTA

Nem todo mundo sabe, mas é possível subir (e que subida) a Huaynapicchu, que é aquela montanha mais alta vista na foto tradicional de Machu Picchu. São dois turnos diários pela manhã, com ingressos limitados a 200 pessoas cada um (saiba mais). A vista é totalmente diferente do que estamos acostumados, do ângulo contrário.

Viajar pra Machu Picchu - Huayanapicchu (Foto via Shutterstock)

Foto via Shutterstock

 

10. UM CARIMBO QUE MARCA PRA SEMPRE

Se você tem passaporte, não saia do sítio arqueológico sem garantir seu carimbo de Machu Picchu. Ele é dado gratuitamente no portão de acesso. Mas mais que uma página marcada, a visita ficará registrada pra sempre dentro de você.

Viajar pra Machu Picchu - Carimbo (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

+ Confira mais dicas pra curtir o melhor de Cusco e Machu Picchu

+ Curta nossa página no Facebook
+ Siga o @essemundoenosso no Instagram
+ Também estamos no Twitter

* Os jornalistas visitaram Machu Picchu a convite da PromPeru, mas todas as opiniões dadas aqui são isentas e independentes.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

25 Comments

  1. Soy América disse:

    Olá, Rafael!

    Estivemos em Machu Picchu e gostamos demais da viagem! O lugar mais encantador que já estivemos. lendo o seu texto deu uma nostalgia incrível. Parabéns pelo artigo!

    Abraço!

  2. Francine disse:

    Ola Rafael…
    Estou indo viajar pela primeira vez sozinha, vou em março…e tenho várias duvidas:
    Primeiramente, estou com medo de pegar muita chuva, pois ouvi falar que março é mês de muita chuva, mas é a unica época que poderei tirar férias. Alguma recomendação?
    Qual é a media do preço do Trem? (é o único jeito de chegar até lá?) Consigo comprar a passagem facilmente no horário do trem logo cedinho? Ou compro antes? Obrigada…Abraço

    • Oi Francine, tudo bem?

      Então, março é o final da temporada de chuvas. Nós fomos ano passado justamente em março, pegamos alguma chuva, mas nada que atrapalhasse tanto. Deu pra aproveitar muito!

      Sobre como chegar em Machu Picchu, você pode ir de trem ou caminhando por alguns dias pela Trilha Inca. De toda forma, pela trilha, você precisará ter o suporte de uma agência. Já sobre os valores, eles mudam ao longo do ano, então pra tirar todas as dúvidas do trem e das empresas que fazem sugiro que você acesse https://www.essemundoenosso.com.br/trem-para-machu-picchu/

      Eu compraria com antecedência sim. A entrada em Machu Picchu com certeza você precisará comprar com antecedência, pois o número de visitantes por dia é limitado.

      Você pode ver todas as informações pra planejar sua viagem pra lá em https://www.essemundoenosso.com.br/category/machu-picchu/

      Abraços e ótima viagem!

  3. Oi Geanne, tudo bem? meu nome é Clever, trabalho no turimo no Peru, fico em Cusco, gostaria de ajudar voce com sua dúvida, eu tive muitas experiencias dando dicas para os passageiros principalmente do Brasil, e concordo com a opiniao do Rafael, eles podem fazer a visita mas fazendo caminhadas curtas, parando em alguns pontos devegar, se for possível ter um guia privativo para ele só, machu picchu nao é tao alto como Cusco, somente fica aos 2400 metros, quase 1000 metros a menos que Cusco, entao vai ajudar mesmo, abraco Geanne!

  4. MARCO disse:

    Olá, Rafael, excelente post e pessoalmente recomendaria chegar a Machu Picchu pelo Caminho Inca que é o mais fascinante para os amantes da aventura e da adrenalina. Um conselho para este caminho seria reservá-lo de 2 a 3 meses antes e se aclimatar previamente. Há outros caminhos alternativos como o Inca Jungle ou o Salkantay.O custo destes é bem menor e também são igualmente extraordinários. Recomendo todas estas caminhadas, pois já pude realizá-las. Espero que desfrute um dia como eu pude desfrutar, um abraço.

  5. Geanne vargas disse:

    Olá Rafael!!! Meu pai tem 85 anos com uma boa saúde,mas, é um idoso.Gostaria de saber se é aconselhável idoso nessa idade ir a Machu Picchu?? Tem como ir até o parque de um jeito mais tranquilo e menos cansativo?? O que vc me aconselha???

    • Oi Geanne, tudo bem?
      Desculpe a demora, mas estava pesquisando para ajudar a tirar sua dúvida. Dá sim pra pessoas da terceira idade visitarem Machu Picchu, inclusive é comum vê-los todos os dias por lá. O que acontece, claro, é que fazer as trilhas dentro das ruínas pode ser um pouco complicado. Mas dá pra ir até alguns mirantes sim subindo poucos degraus.

      De todo modo, é uma viagem que exige uma certa caminhada em alguns momentos.

      Abraços

  6. GERSON WEIAND disse:

    Rafael, tem melhor horário para subir a cidade perdida dos incas ou é melhor chegar lá de manhã cedo e passar o dia? O que mais devo levar além de água?

    • Oi Gerson, tudo bem?
      Eu gosto muito do horário da manhã, pois está mais fresco e a luz é bonita. Se você quiser subir ainda na montanha Huayna Picchu, que fica dentro do sítio arqueológico, só poderá fazer isso de manhã, em grupos. Infelizmente só dá pra levar água mesmo, é proibido entrar com alimentos, bolsas e mochilas. Mas do lado de fora há restaurantes e lanchonetes.

      Abraços

  7. Ana carvalho disse:

    Oi Rafael,

    Estou pretendo viajar em outubro. Estou com algumas dúvidas, por é exemplo: Vale a pena descer em Cusco e seguir para Águas Calientes e fazer Machu Picchu no dia seguinte? Voltaria depois para Cusco e ficaria 5 dias.Outra dúvida: posso me hospedar em Cusco e visitar o Vale Sagrado em 1 dia inteiro de passeio?

    Muito obrigada pelas dicas.
    Viajei para Cancún com suas sugestões e foi otimooooo!

    Ana

    • Oi Ana, tudo bem? Que legal, vale muito a pena!

      Você diz se vale a pena dormir em Águas Calientes? Até vale, a cidade é charmosinha e tem bons restaurantes e hotéis. Isso faz a viagem de Cusco até Machu Picchu ser menos cansativa do que fazer tudo num único dia. Mas confesso que nunca dormi lá das duas vezes que fui por estar sempre com pressa e não poder “perder” um dia. Mas se puder, vai fazer ser menos cansativo.

      Você pode sim também fazer um bate-volta de um dia ao Vale Sagrado, se decidir dormir em Cusco. Várias agências oferecem os passeios e você também pode, caso queira economizar, ir de ônibus de linha mesmo, que saem em vários horários ao longo do dia. É bem fácil.

      Se precisar de dicas, segue link dos vários hotéis que já nos hospedamos lá e que indicamos pra todo tipo de orçamento https://www.essemundoenosso.com.br/onde-ficar-em-cusco-dicas-de-hoteis/

      Abraços, ficamos sempre à disposição.

  8. Laura Alves disse:

    Boa noite, Rafael!

    Ando a 1000 e estou super confusa! Já tirei da minha ideia viajar para Myanmar, devido às chuvas em Junho. Então estou balançando entre o Perú e o Vietnam, com uma eventual passagem pelo Cambodja, contudo não sei se a minha vontade de conhecer Machú Picchu, não será um pouco egoísta e caro.
    Possuo entre 16 e 20 dias e creio que poderá ser muito tempo para o Perú. Receio igualmente não conseguir marcar a partir daqui de Portugal a subida ao ponto bem mais alto de Machu Picchu, nem percebi se era adquirido através da mesma transportadora.

    Não lhe posso pedir que decida por mim, mas apenas que me ajude a me decidir…sei que não é fácil…imagine para mim!

    Abraço português

    • Oi Laura (risos),
      nossa, infelizmente é muito difícil. Se você está em dúvida, imagina eu pensar por você? Se tiver alguma dúvida sobre os destinos, posso ajudar.

      Abraços e boa sorte na escolha

  9. Vera Rebello disse:

    Estou pensando em fazer essa viagem. Detalhe: nunca viajei sozinha! E mais, já não sou tão jovem!!!! ( mais de 50!!!!). Pergunta: é seguro? é possível uma mulher mais velha viajar só?
    Abraços,
    Vera.

    • Oi Vera, tudo bem?
      É seguro sim, inclusive encontramos muitas pessoas da sua idade viajando sozinhas. Há muitas agências em Cusco que organizam os passeios e o trem é super tranquilo.

      Abraços e espero que anime mesmo a ir

  10. Daniella disse:

    Que post perfeito! Fui a Machu Picchu em 2015 e amei! É exatamente tudo isso ai! Sigam as dicas e conheçam este lugar único no mundo! Bjs

  11. Irene A. Krasucki disse:

    Parabéns pelo post, ficou ótimo!
    Meu sonho a um passo de ser realizado, nunca viajei para o exterior e os primeiros lugares onde quero ir em breve, 1.Peru,Machu Picchu 2.Chile, deserto do Atacama, pretendo fazer os dois destinos na mesma viagem.
    Meu sonho é ir sozinha, mas confesso um pouco de medo pelas histórias que ouço de pessoas que desaparecem por lá.Teria alguma dica, conselho pra me dar Rafael?
    desde já agradeço!

    • Oi Irene, tudo bem? Que legal, muito obrigado.
      Olha, acho que essas histórias são mais lendas, viu? Uma amiga foi no final do ano sozinha para os dois lugares e adorou. Se você for pular a Bolívia e seguir direto do Peru para o Chile, tenho certeza de que a viagem será super tranquila. O mais puxado é quem decide ir até o Uyuni, na Bolívia, e cruzar o deserto até o Atacama.
      Abraços e ótima viagem!

  12. Sempre que vejo fotos, posts ou ouço histórias sobre Machu Picchu fico pensando que existe aquele algo mais que a gente só encontra indo para lá mesmo. Apesar de ser o destino mais querido da América Latina, eu nunca levei muito a fundo a ponto de começar a planejar uma viagem para lá. Mas só de ver as imagens da viagem de trem, do pueblo, das pessoas, bateu uma coceirinha para ir. Machu Picchu me pareceu um prêmio em meio a muitas descobertas que uma viagem como essa pode proporcionar. Lindo post!

    • Oi Patrícia, tudo bem?
      Muito obrigado! Realmente Machu Picchu tem uma energia mágica. Já fui duas vezes. A primeira de mochilão, num esquema totalmente econômico e que foi inesquecível. A última agora foi melhorzinha (afinal a gente vira adulto, né? rs), mas foi tão especial quanto. Vale a pena!
      Abraços e obrigado pela visita!

  13. Sonia Vidotti disse:

    Fui pra lá e voltei de buzão via mato grosso e trem da morte, parando em todos pontos interessantes pelo caminho até chegar lá, isso pra comemorar o aniversário de 15 dias de minha filha, já que uma festa ficaria caro, hehehe, saimos ganhando, mágico e espetacular é pouco pra dizer tudo que vimos e vivemos nesse período, minha e dela primeira viagem internacional. Só posso dizer se querem ir vá, percam o medo vale cada minuto, essas imagens alimentam o resto de uma vida, e melhor não gastamos quase nada, Bjs.

    • Oi Sônia, tudo bem?
      Na primeira vez que fui, em 2007, queria muito ter pego o “trem da morte”, mas uma enchente bloqueou a via e fiquei 3 dias em La Paz esperando. Não foi liberado, tive que voltar por outro caminho. Mas é mesmo mágico e inesquecível.
      Abraços e obrigado pela visita. Lindas palavras as suas!

  14. Lulu Freitas | Let's Fly Away disse:

    Parabéns pelo post! Excelente. Me senti lá 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *