48 horas perfeitas no Rio de Janeiro

POST PATROCINADO – Estar no Rio de Janeiro é sempre muito bom, mas a falta de tempo às vezes faz com que pessoas que morem mais perto da Cidade Maravilhosa, como os paulistas e mineiros, acabem optando por outros destinos nos feriados. Mas para quem tem diversos voos para lá por dia, fica fácil passar um fim de semana inesquecível no Rio. Portanto, prepare um roteiro cheio de atrações, lindas vistas e momentos memoráveis que vão muito além do Cristo Redentor e do Pão de Açúcar.

O que fazer durante 48 horas no Rio de Janeiro

48 horas perfeitas no Rio de Janeiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Melhor lugar para se hospedar

Quem vai ficar poucos dias no Rio tem que pensar bem na hora de escolher o lugar para ficar. A dica é pagar um pouco mais e se hospedar na Zona Sul. Além de estar no local onde tudo acontece (Ipanema, Copacabana e Leblon), o viajante vai gastar bem menos tempo nos trajetos. Se procura uma opção mais econômica, uma dica para escolher o hostel ideal é entrar no Hostel Bookers e pesquisar preços e locais que tenham a ver com você e com o seu bolso.

Passeio pela orla e Mirante do Leblon

Nada melhor do que iniciar o dia no Rio andando sem compromisso pelo calçadão. Comece sua caminhada no sentido do Leblon e vá até o fim, onde estará o Mirante do Leblon. Depois de andar muito, nada como uma bela vista e uma água de coco bem gelada como recompensas.

Mirante do Leblon no Rio de Janeiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O Mirante do Leblon fica bem próximo à Avenida Niemeyer e ao Morro do Vidigal. Lá é possível ver toda a extensão das praias do Leblon, de Ipanema e do Arpoador. Além de tirar fotos com um visual sensacional, prepare-se para gastar no mínimo R$ 6 por uma lata de cerveja.

Volta ao passado em Santa Teresa

Depois de uma manhã sem compromisso, que tal uma bela feijoada para o almoço em um dos bairros mais charmosos do Rio?

Santa Teresa está localizado próximo ao centro. Lá, além das antigas construções, estava o bonde que passava pelos arcos da Lapa, mas que desde agosto de 2011 deixou de circular após acidentes.

O bairro é uma ótima opção para quem quer comer bem e ouvir muito samba e bossa nova, principalmente no Largo dos Guimarães.

Pôr-do-Sol no Arpoador

Pedras do Arpoador (Foto: Esse Mundo é Nosso)

É ali, bem próximo a Ipanema e a Copacabana, que está a Praia do Arpoador e suas famosas pedras. Talvez seu charme esteja no fato de não ser uma praia tão grande e também, além da incontestável beleza, ter sido tema de um dos maiores sucessos de Cazuza (Faz Parte do Meu Show).

Local escolhido por surfistas, o Arpoador também é famoso pelo seu pôr-do-sol. As pessoas costumam se reunir em suas pedras perto da hora de o sol ir embora para registrar a vista inesquecível e aplaudir mais um dia que termina.

Lojas, bares e sorveterias

Andar pela Zona Sul fora da orla também é um passeio muito agradável. Nas ruas, como as do Leblon, que ficaram famosas nas novelas da TV Globo, é fácil encontrar livrarias, cafés, lojas de marcas famosas, shoppings, bares, restaurantes e sorveterias. Sempre lotadas de cariocas e turistas, as ruas da Zona Sul merecem um tempo da sua passagem pelo Rio.

Boteco Belmonte é opção para a noite

Depois de um dia cheio de passeios, bate-papo, cerveja e bolinho de bacalhau caem muito bem. A dica é o tradicional Boteco Belmonte, que tem unidades em Ipanema, Jardim Botânico, Copacabana, Urca, Lapa, Leblon e Flamengo.

Boteco Belmonte no Rio de Janeiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

No estilo boteco chique, lotado e, graças a Deus, com ar-condicionado, o bar foi fundado em 1952 e traz, além de bolinhos, famosas empadas de diversos sabores, entre eles catupiry e camarão.

Café da manhã no Forte de Copacabana

Melhor do que qualquer café da manhã de um hotel 5 estrelas pelo mundo. E isso não é pela comida, mas pela vista. O café da manhã no forte de Copacabana é para comer com os olhos. Desde 2003, a Confeitaria Colombo oferece a refeição neste local que tem como vista o Pão de Açúcar e a Praia de Copacabana. A dica é ir cedo para pegar um bom lugar (de terça a domingo, a partir das 10h).

Café da manhã no Forte de Copacabana (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Se além de vista, você se preocupa com o que tem de bom para comer, o café individual (que custa cerca de R$ 30 e até dá para ser dividido por duas pessoas) vem com uma xícara de café ou café com leite ou chá ou chocolate, iogurte, cereais, mel, geleia, manteiga, cesta com mini pães, torrada petrópolis, 2 fatias de queijo prato, 2 fatias de presunto, 1 suco de laranja, 1 fatia de bolo, 2 palmier, 2 petit-four.

Aproveitar as praias e dar uma volta de bicicleta pela Lagoa

Lagoa Rodrigo de Freitas (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Depois de um café da manhã desses, ficar à toa nas praias de Copacabana, Ipanema ou Leblon é uma boa. Além disso, vale a pena alugar uma bicicleta e dar uma volta pela Lagoa Rodrigo de Freitas. A vista também é incrível. A dica é escolher algum restaurante por ali para almoçar e depois dar mais uma volta pelas ruas da região.

Pôr-do-sol no muro bar Urca

Se você ficar hospedado na Zona Sul e seu voo de volta for no domingo à noite, aproveite para ir ao bar Urca e de lá seguir direto para o aeroporto, já que o lugar fica próximo do Santos Dumont. Lá está o famoso muro, que vive lotado de cariocas e turistas.

Localizado pertinho do Pão de Açúcar, o bar, fundado em 1939, foi eleito pela Veja Rio como o “melhor visual do Rio”. Ele fica à beira da Baía de Guanabara, com vista para a Enseada de Botafogo e o Cristo de fundo.

Bar Urca no Rio de Janeiro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Basta chegar, ir até o bar, pagar e pegar sua cerveja (e/ou petiscos) e levar até um cantinho no muro, que serve de mesa e cadeira para os frequentadores do local.

As cervejas custam cerca de R$ 9 e seis unidades do bolinho de bacalhau saem por R$ 19. Se a última impressão é a que fica, o Rio de Janeiro continuará lindo na sua memória.

Portanto, deixe a preguiça de lado, pegue uma promoção de passagem e aproveite um fim de semana sensacional na Cidade Maravilhosa!

Esse post foi patrocinado pela Hostel Bookers, uma ferramenta de busca e reserva de hostels que costumamos utilizar para fazer nossas viagens. Se você está a procura de hospedagem no Rio de Janeiro, dá uma olhadinha lá!

+ Faça um roteiro musical pelo Rio de Janeiro

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *