Caminito em Buenos Aires: Dicas para conhecer a região

Andar pelo Caminito, em Buenos Aires, é uma atração muito peculiar. Não é preciso entrar em museus ou galerias para conhecer a história e sentir a arte do local. Está tudo nas ruas.

São casas coloridas, pinturas, artistas, dançarinos de tango, bares e restaurantes convivendo num mesmo lugar, que é conhecido por ser uma rua-museu. Neste post, a gente dá dicas sobre o Caminito e conta um pouco da nossa experiência por lá.

CAMINITO, EM BUENOS AIRES: DICAS

O Caminito é uma rua de Buenos Aires localizada no bairro de La Boca. Por muito tempo, a região ficou deteriorada devido a sua localização muito próxima ao porto e por se tornar um depósito de lixo.

Caminito em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Até que na década de 1950, Quinquela Martín e um grupo de moradores se uniram para revitalizar a região. Eles se uniram para que todas as casas ganhassem novas pinturas deixando a rua alegre.

Caminito em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

A região tem uma arquitetura típica de Gênova, na Itália, devido aos imigrantes que moravam lá.

LA BOMBONERA

Bem pertinho do Caminito está o La Bombonera, estádio do Boca Juniors. Não é sem motivos que é bem fácil encontrar sósias do Maradona pelo bairro.

La Bombonera em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Pra quem é fã de futebol, o La Bombonera tem visitas guiadas ao estádio, museu e loja.

SEGURANÇA

Uma dica muito importante: La Boca é considerada uma região perigosa de Buenos Aires. Portanto, todo cuidado é pouco. Evite sair do Caminito e da área mais turística e fique atento ao seu celular e outros itens pessoais.

+ Todas as dicas pra você organizar a sua viagem pra cidade
+ Restaurantes: Onde comer por lá

Caminito em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

DICA DE RESTAURANTE NO CAMINITO

Embora o Caminto tenha muitos restaurantes e bares, eles não costumam ser as melhores opções de onde comer em Buenos Aires. De toda forma, em La Boca, bem pertinho da parte turística, está um restaurante italiano muito tradicional e que a gente adorou. O nome dele é Il Matterello (End.: Martin Rodriguez, 517 La Boca).

FOTOS TÍPICAS

No Caminito, não deixe de tirar as fotos típicas com as casas coloridas de fundo. Bem na entrada do bairro, há uma loja da Havanna onde todos querem fazer uma pose. Você terá que disputar espaço com os argentinos vestidos de dançarinos de tango que querem fazer poses com você em troca de algum dinheiro.

La Boca em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)
La Boca em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

COMPRA DE SOUVERNIS

Pra quem gosta de comprar souvenir, aqui é um bom lugar. A gente mesmo comprou imã pra geladeira e plaquinha pra cozinha em uma das lojas do bairro. Tenha paciência para procurar e negocie bastante para o preço diminuir.

Caminito em Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

COMO CHEGAR

No Caminito ou em La Boca não há metrô. Tem como chegar de ônibus, mas a nossa dica é mesmo Uber, Cabify ou táxi. É mais seguro e tranquilo.

O Uber, por exemplo, saindo das Galerias Pacífico e indo até o Caminito costuma dar entre R$ 13 e R$ 20. É um gasto que vale a pena. Lembrando que este é um valor bem variável.

Buenos Aires (Foto: Esse Mundo é Nosso)

ONDE FICAR EM BUENOS AIRES

Buenos Aires tem diversas regiões boas para se hospedar. A gente fez um post bem completo falando dos melhores bairros.

Aproveite e veja também opções de hospedagem com descontos.

SEGURO VIAGEM COM DESCONTO

Não cometa o erro de viajar pra Buenos Aires sem um seguro viagem. A nossa dica é que você entre no site da Seguros Promo, que funciona como uma comparadora de seguros e que muitas vezes têm preços melhores do que as próprias seguradoras.

Na hora de fechar a compra, use o nosso cupom ESSEMUNDOENOSSO5 para ganhar 5% de desconto. Se escolher pagar via boleto, ganhe mais 5%.

Ficou com alguma dúvida sobre o Caminito? Deixe nos comentários!

+ Veja todas as dicas da cidade
+ Melhores bairros para se hospedar
+ Qual moeda levar pra Argentina?

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *