O que fazer em Dubrovnik, a cidade mais visitada da Croácia

Com pouco mais de 40 mil habitantes, não faltam opções quando a dúvida é o que fazer em Dubrovnik. Não é à toa que a cidade mais visita da Croácia recebe milhares e milhares de turistas todos os dias, embora boa parte seja apenas numa rápida visita a partir dos vários navios que atracam por ali diariamente. Mas a cidade é tão encantadora, tão mágica e tão rica historicamente, que merece mais tempo. Nosso roteiro foi de cinco dias, sendo dois deles dedicados a uma bate-volta aos vizinhos Montenegro e Bósnia e Herzegovina.

Dubrovnik é uma página viva da história e a céu aberto. Fundada no século VII, tornou-se uma das primeiras repúblicas do mundo (ainda no século XIV) e rival marítima de Veneza sob o nome de Ragusa. No século XIX, ficou sob o domínio de Napoleão e, mais tarde, já nos anos 90, protagonizou cenas tristes ao sofrer grandes bombardeios na Guerra Civil Iugoslávia. Haja história (saiba mais)!

O QUE FAZER EM DUBROVNIK

A VELHA DUBROVNIK

A Velha Dubrovnik é uma cidade medieval amuralhada, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. É no cenário formado por suas ruas e casas de pedra que acontece todo o burburinho da cidade. São dezenas de lojas, restaurantes, bares, além de museus e igrejas.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dubrovnik Antiga

Basta cruzar um de seus portões, como o famoso Pile Gate, para viajar no tempo. Embora mais caro, vale muito a pena ficar hospedado dentro das muralhas. Quando os navios partirem no final do dia e a multidão que faz fila nas ruas deixar a cidade, você poderá aproveitá-la como um morador, o que tornou nossa viagem inesquecível (confira dica de onde ficar).

+ Hotéis com desconto e cancelamento grátis em Dubrovnik

O que fazer em Dubrovnik, Croácia (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Pile Gate

VAI PARA A CROÁCIA? VIAJE TRANQUILO!
Encontre o melhor preço do mercado no Seguro Viagem pra Europa

AS MURALHAS

Construídas principalmente entre os séculos XV e XVI, alguns trechos das muralhas já tinham sido erguidos séculos antes. Com até 25m de altura em alguns pontos, hoje elas cercam toda a Velha Dubrovnik num percurso de cerca de 2km. E uma das grandes atrações da cidade é subir nessas muralhas e caminhar sobre elas numa volta completa, vendo de cima o Mar Adriático, as ruas e casas de pedras, passando por torres e fortes.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Muralhas (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Muralhas (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O ingresso custa 100Kn, mas se você pretende visitar alguns museus também, vale comprar o Dubrovnik Card. Ele sai por pouco mais que esse valor e dá direito a oito atrações, além de transporte público ilimitado. Há opções de 1, 3 e 7 dias. Vale dar uma pesquisada.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Muralhas (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Dubrovnik vista de cima da muralha

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Muralhas (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

STRADUN E AS RUELAS

A Placa Ulica (ou Stradun) é a principal rua da cidade, que assim como as demais dentro da muralha, é fechada para carros. E esse é um dos pontos altos de Dubrovnik, você poder se perder nesse labirinto de ruelas sem ter que dividir espaço com veículos. Aproveite para caminhar sem rumo, tomar um sorvete (DELICIOSO) ou bebericar alguma coisa.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Placa ou Stradun (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Rua Placa (ou Stradun) e a Torre do Relógio ao fundo

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Ruela da cidade (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

MOSTEIRO E MUSEU FRANCISCANO

No comecinho da Placa Ulica, perto do portão Pile Gate, fica o Mosteiro e Museu Franciscano (Muzej Franjevačkog Samostana), uma das mais belas construções da cidade, do século XIV. Além de exposições com objetos religiosos que contam a história do país, bem ao lado fica uma das mais antigas farmácias em funcionamento da Europa, que data do começo dos anos de 1300.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Mosteiro e Museu Franciscano (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

OUTROS MUSEUS E IGREJAS

Dubrovnik conta ainda com uma série de outros museus, com exposições com temas que vão desde a arqueologia até os tempos da guerra. Veja a lista completa no site da cidade. As igrejas também são lindas, com destaque para a Catedral da Assunção da Virgem Maria, um prédio do século XVIII, que tem belos altares e relíquias de ouro e prato, incluindo de São Brás. Ela foi construída sobre uma antiga catedral que, assim como boa parte da cidade, foi destruída no fortíssimo terremoto de 1667.

 

LOVRIJENAC

Esse forte erguido sobre uma rocha de 37m fica do lado de fora das muralhas, mas bem próximo do Pile Gate. As primeiras menções são do século XIV, mas acredita-se que ele tenha sido construído ainda antes. Além de aberto ao público e com uma bela vista da cidade, hoje ele é um dos principais palcos do Festival de Verão de Dubrovnik. O mesmo ingresso das muralhas permite acesso a ele.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Lovrijenac (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

BONDINHO DE DUBROVNIK

Sem dúvida essa foi um dos passeios mais bacanas. O preço não é baixo, mas subir os 405m do Monte Srđ em poucos minutos proporciona uma das vistas mais espetaculares da cidade.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Dubrovnik Cable Car (Foto: Esse Mundo É Nosso)

No alto, funcionam lanchonetes e restaurantes, e é também possível ver uma pequena exposição sobre a guerra, que destruiu o bondinho inaugurado na década de 60. Se tiver sorte, na parte oposta dos mirantes, poderá ainda encontrar algumas plantações de lavanda. Para mais informações e preços, consulte o site do Dubrovnik Cable Car.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Dubrovnik Cable Car (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Dubrovnik Cable Car (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

PRAIAS

Mesmo com muitos dias na cidade, conseguimos apenas visitar uma praia. É que já estávamos vindo de balneários como Hvar e Split e preferimos nos dedicar à cidade em si. A mais perto do centro é Praia Banje, que tem águas clarinhas e pedras ao invés de areia. A estrutura é boa, e à primeira vista você pensa que o beach club é o dono do lugar. Mas é só entrar! Para ir caminhando, basta sair das muralhas pelo portão Ploce Gate.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Praia Banje (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Praia Banje

Outras famosas praias são Sveti JakovUvala Lapad e Copacabana.

 

ILHA LOKRUM

Essa ilha é um parque nacional a cerca de 20min de Dubrovnik. Eles partem do Antigo Porto, atrás da Torre do Relógio, de hora em hora (no verão), mesmo local onde os tickets devem ser comprados. Lokrum tem algumas ruínas, oliveiras, muitos pavões, um jardim botânico e praias bonitas, apesar de serem praticamente no meio das rochas.

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Lokrum (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Lokrum (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O que fazer em Dubrovnik, Croácia: Lokrum (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

PAÍSES VIZINHOS

Muita gente que inclui no seu roteiro de “o que fazer em Dubrovnik” uma visita a países vizinhos, como Montenegro e Bósnia e Herzegovina. Realmente vale a pena. Fomos um dia para cada um deles em um dos vários tours organizados pelas agências. Prefira visitar Montenegro num dia em que a previsão é de sol, pois as praias ficam mais bonitas.

Motivos para visitar Montenegro: Kotor (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Kotor, Montenegro

+ 9 motivos para você conhecer Montenegro

+ Bate-volta da Croácia até Mostar, na Bósnia e Herzegovina

Embora tenha preços um pouquinho mais altos, a agência mais famosa é a Adriatic Explore, localizada próximo do Pile Gate. O bacana é que todo fim de tarde eles fazem uma espécie de happy hour com descontos para os tours que estão mais vazios no dia seguinte. Foi lá que compramos os nossos para os dois países vizinhos.

Se você acha interessante ter um guia na cidade, indicamos a Dubrovnik em Português, uma simpática guia croata apaixonada pelo Brasil e que fala português. Como deu pra ver, não faltam bons motivos pra sair apaixonado(a) daqui. Confesso que me despedi com lágrimas nos olhos.

 

COMO CHEGAR EM DUBROVNIK

Embora separada da Croácia em si (isso mesmo, a região fica isolada do resto do país por um “braço” da Bósnia e Herzegovina que chega ao mar), Dubrovnik tem uma excelente conexão com diversos países e outras cidades croatas seja de barco, avião ou ônibus.

Aqui fica um dos principais aeroportos do país, com muitos voos internacionais durante a alta estação (maio a agosto). Como ele é bem distante do centro, cerca de quarenta minutos, é possível pegar um dos ônibus que fazem o transfer por um preço bem mais baixo que os táxis. Eles são operados pela empresa Atlas (veja os horários e preços). Se a ideia é chegar de barco, consulte os sites da Jadrolinija, a maior empresa de ferry do país, ou também da Kapetan Luka, com ligações para diversas cidades e ilhas.

+ Dubrovnik, a real King’s Landing de Game of Thrones
+ Dica de restaurante nos arredores de Dubrovnik
+ Onde ficar dentro das muralhas e perto de tudo
+ Todas as dicas pra você viajar para a Croácia

 

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

7 Comments

  1. Rosely Mantovani disse:

    Oi Rafael,finalizo uma excursão em Dubrovnik no final de setembro. Gostaria de conhecer mais um pouco dos arredores em 2 dias no máximo. O que sugere?

  2. Mysie disse:

    Amei tudo! Já quero ir e ficar ao menos dois dias, e ir de barco, só estou pesquisando essa cidade porque soube que ela é a Kisgsland de GOT, e eh muito bonita, deve ter como sair da Itália e ir de barco até ela.

  3. Rogério Miranda disse:

    Bom dia Rafael. Super interessantes suas dicas ! Estarei chegando em Dubrovnik no dia 28/10 para passar apenas 6h, numa parada de Cruzeiro. Qual a sua sugestão para conhecer a cidade nesse curto espaço de tempo? Chegando no porto, como faço para chegar até a muralha e passear nos pontos turísticos da cidade?

    Desde já agradeço a atenção.

    Rogério Miranda

    JOão Pessoa – PB

    • Oi Rogério, tudo bem?
      Seis horas é um tempo meio curto, então a sugestão é ir mesmo pro centro e bater perna pelas ruelas e muralhas. Pra você ir do porto ao centro o melhor é usar táxi. A viagem dura uns 15min. Se quiser, você tem a opção de contratar um tour no próprio navio, que inclui o transporte, guia, etc.

      Abraços e boa viagem!

  4. Neiva Margô disse:

    Puxa parabéns pelos relatos. Preciosos! estou copiando tudo. Minha viagem é agora em Agosto e não perco uma dia sua. Obrigadooo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *