10 coisas que é bom você saber antes de viajar pro Uruguai

Antes de viajar pro Uruguai vale a pena prestar atenção em alguns aspectos para que a viagem saia perfeita.

Que moeda levar? Vale alugar um carro e dirigir pelo país? Que comidas você vai encontrar? Quais documentos levar? Essas são apenas algumas das dúvidas que surgem quando a gente sai do Brasil para o exterior.

Neste post damos algumas dicas importantes sobre um dos destinos preferidos dos brasileiros.

10 COISAS QUE É BOM SABER ANTES DE VIAJAR PRO URUGUAI

1. PRECISO DE PASSAPORTE?

Não! Quem for brasileiro e quiser viajar pro Uruguai pode ir usando apenas o RG. Mas tome cuidado. o RG precisa estar em bom estado e você tem de estar reconhecível na foto. O documento não deve ser muito antigo, ou seja, tem que ter no máximo 10 anos desde sua emissão. É importante lembrar que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não substitui o RG. Quem for viajar só com ela não conseguirá embarcar.

+ Veja mais países para viajar apenas com o RG

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

2. DESCONTO EM CARTÃO DE CRÉDITO INTERNACIONAL

Os turistas que usarem cartão de crédito internacional para pagar contas em restaurantes, em bares e aluguel de carros têm uma devolução de 9% (valor válido a partir de maio de 2018) diretamente na fatura. É vantajoso para quem está acostumado a usar o cartão em viagens, já que cobra o valor do IOF. Antes o desconto era de 18,5%, ou seja, valia a pena até mesmo para aqueles que não  costumam usar cartão em viagens. Com a diminuição do valor, o turista deve pesar o fato de que pagando com crédito correrá o risco de ter uma desvalorização cambial na hora de fechar a fatura do cartão.

No caso dos hotéis, as diárias não possuem essa taxa (veja como aproveitar todos os benefícios e descontos no país).

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

3. NÃO TROQUE DINHEIRO NO AEROPORTO

Quando chegamos em um país, às vezes já decidimos trocar todo nosso dinheiro no aeroporto para ficarmos livres. Porém, na hora de viajar pro Uruguai não faça isso. Troque o mínimo necessário na chegada, já que as casas de câmbio do aeroporto costumam cobrar cerca de 20% mais caro do que as da cidade. E em Montevidéu há várias casas de câmbio espalhadas pela cidade.

+ Encontre o melhor preço no Seguro Viagem pro Uruguai

4. LEVO DÓLAR, REAL OU PESO URUGUAIO?

Vamos lá. Isso pode mudar de tempos em tempo, mas uma coisa deve sempre ser igual. Não vale a pena comprar peso uruguaio no Brasil. A moeda sempre estará bem desvalorizada aqui.

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O Real costuma ser bem aceito no Uruguai. Muitos bares e restaurantes dão a opção de pagar as contas usando a moeda brasileira e as casas de câmbio também compram nosso dinheiro. No momento em que escrevemos este texto, o Real e o Dólar praticamente se equivalem, mas como isso varia muito, demos dicas neste post de como descobrir isso no momento da sua viagem.

5. VOU PRAS VÁRIAS CIDADES, ONDE TROCO DINHEIRO?

A diferença do valor das casas de câmbio de Montevidéu para as de outros cidades como Colonia, Punta e La Paloma não costuma ser tão grande. Portanto, não acho tanta vantagem já trocar todo o dinheiro de uma vez, já que corre o risco de não precisar de tudo e ainda perder valor na hora de trocar de novo.

6. SAINDO DO AEROPORTO

Na hora de sair do aeroporto, vale a pena pesquisa o valor do Uber antes de já pegar um táxi. Quando nós fomos, o táxi estava bem mais caro (US$ 52) que o Uber (US$ 25). Como o aeroporto oferece wi-fi aberto, é fácil pedir o Uber. Eles pedem para ir a um lugar específico do aeroporto para evitar conflitos com os taxistas.

+ Veja outras formas de sair do aeroporto de Montevidéu

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

7. DIRIGIR NO URUGUAI

Quem for viajar pro Uruguai e decidir alugar um carro pode ficar tranquilo. A maior parte das estradas é boa e grande parte é duplicada. Turistas podem usar a CNH brasileira. A única coisa ruim é que a gasolina não costuma ser muito barata. Já os pedágios custam em média US$ 3, e é bom ter pesos uruguaios em dinheiro, embora o site do governo diga que eles aceitem outras moedas. Não arriscamos. Outra dica importante é que nas estradas, assim como já acontece em alguns lugares do Brasil, os carros precisam andar com a luz baixa mesmo durante o dia.

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

8. GASTRONOMIA

Quem decide viajar pro Uruguai já sai do Brasil sonhando com o doce de leite. E não é à toa, o “dulce de leche” uruguaio é sensacional. Não deixe de experimentar as marcas Conaprole e Lapataia. Com um doce de leite tão bom, o alfajor não poderia ser diferente. É ótimo. Além disso, vale comer a famosa parrillada uruguaia, já que a carne do país é maravilhosa, e tomar um vinho feito no país. Ahh, uma curiosidade. Existe uma lei no Uruguai que proíbe que os restaurantes deixem o sal na mesa. Então, é necessário pedir para o garçom e, em alguns casos, você só usa o sal uma vez e eles já pegam de volta em seguida.

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

9. MACONHA

Embora a maconha tenha sido legalizada no país (e ainda enfrente alguns problemas por lá), o turista que for pego fazendo consumo da droga poderá ser preso. Se ele tiver comprado em uma farmácia, já que algumas delas venderão cannabis, tanto o turista quanto o dono do estabelecimento serão presos.

+ Hotéis em Montevideo com desconto e cancelamento grátis

Viajar pro Uruguai (Foto: Esse Mundo é Nosso)

10. TOMADAS

Sempre que eu viajo, eu levo o adaptador universal de tomadas para evitar problemas, mas no Uruguai as tomadas têm três buracos, mas servem para o formato das brasileiras que possuem dois pinos redondos (não as novas tomadas com três pinos).

+ Veja mais dicas do país
+ Quanto custa viajar pra lá?
+ O que fazer em Montevidéu: Principais pontos turísticos

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

6 Comments

  1. jociramariussi2018 disse:

    Acabo de chegar do Urugusy e confesso que não vai deixar saudades. Bem ficamomos hospedados numa parte antiga de Montevideo, muitos prédios antigos( lindos) mas todos abandonados chega dar dó. o prato principal e o tal do Chivito, salada carne(boa) presunto(ramón) queijo e ovo frito e muiiita batata frita….um prato enorrrrme….Nao sri se levamos azar mas o atendimento nos restaurantes é péssimo…e fica pior ainda quando a propina é pouca.Colonuia sem sacramento não vi nada de jnteressante( o almoço la foi horrivel) Punta del Leste e o melhor lugar!, portanto se for se hospede por lá. O sal não é muito usado achei absurdo as comidas destempero mas a maconha pra quem se cadastrar como usuário, pode. O sal faz mal mas o cigarro náo, quase todo mundo fuma. E a cultura né…. mas foi bom conhecer.

  2. Leandro disse:

    Se possivel nao cheguem de madrugada, o taxi ate o centro.. mais precisamente no bairro sur, me custou 250 reais.. preco fixo

  3. Rogerio leal santos disse:

    Fiquei super integrando em conhecer o país
    E talvez morar já que aqui no Brasil tá uma caos político espero que de tudo certo essa viagem e que eu conheço pessoas pra poder me ajudar
    Porém queria saber se é violento o país até pq o Brasil é muito violento queria saber se mais

  4. Leandro Ferreira disse:

    Carlos, vale a pena sair do centro e visitar outros extremos? Ficaremos 7 dias em Montevideu e gostariamos de aproveitar ao máximo o país. Se puder, nos mande recomendações. Obrigado

  5. Carlos Augusto Rodrigues da Silva disse:

    Quanto ao câmbio e demais temas, a informação é correta. Sobre o sal, há de fato uma firme preocupação com o consumo em excesso, tanto que os alimentos contém muito pouco sal, e os cardápios mostram alertas sobre os riscos do consumo exagerado. Quem vier ao Uruguai deve ter em conta que, assim como na Argentina e outros países, a carne bovina e a batata são a base da culinária. Quem não for adepto à carne encontrará certas dificuldades, como eu, que experimentei vários bons restaurantes e me decepcionei com as receitas de outros alimentos, como massa, por exemplo. A orla de Montevideo é muito bonita, limpa e organizada, com belos prédios e bela vista do mar. A cidade também é linda, limpa, organizada, e as pesoas são educadas. Já as praias não são boas para banhos, com água fria e areia escura. Na cidade velha, o local famoso é o mercado do porto, repleto de restaurantes, todos, claro, voltados para a carne bovina. Gostei do local, mas sou mais o mercado municipal de SP e a CADEG do Rio. Tem também o mercado agrícola, que não disse a que veio, e não recomendo a visitação. No aeroporto, quem não desejar tomar táxi ou Uber, há a opção de uma van, a R$ 50,00 por pessoa, que te deixa na porta do hotel. É mais custoso que o Uber, mas, a depender da quantidade de malas e de sua pressa, pode ser viável. Em Montevideo, vale alugar uma bike e passear pelas ramblas ( o calçadão que margeia toda a orla ). A depender da época, cuidado com o enganoso friozinho que torna o passeio gostoso, pois o sol queima, e muito. Descuidei e fiquei igual a um camarão, além de despelar todo o rosto dois dias depois. Enfim, a cidade é muito agradável e vale a pena visitar, mas por 5 dias, no máximo, pois não há muitas atrações, sendo Colônia do Sacramento, Punta Del Leste e algumas poucas vinícolas, as principais.

  6. Bruno Maricá RJ disse:

    Sonhando com o doce de leite agora…
    E que bom saber que não precisa levar pesos uruguaios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *