Aerolineas Argentinas lança voo direto pra Jujuy saindo de São Paulo

A Aerolineas Argentinas inaugurou no último sábado, 6 de janeiro, um voo direto pra Jujuy, no norte do país, saindo de São Paulo. Inicialmente, o voo acontecerá até fevereiro de 2018, mas há negociações para que ele se torne regular a partir de março.

VOO DIRETO PRA JUJUY

Embora a província de Jujuy ainda não seja grande conhecida dos brasileiros, por lá há vários locais para se conhecer. Um deles é Purmamarca, uma vila charmosa que lembra muito o Peru e San Pedro de Atacama, no Chile e que fica a 1h do aeroporto de Jujuy. É lá que está o Cerro de los Siete Colores, lugar mais famoso de toda a região.

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Como o nome bem diz, o morro, que faz parte da Quebrada Humahuaca, é todo colorido. Entre as cores que ficam aparentes estão o amarelo, vermelho, laranja, verde, marrom, lilás e violeta.

Além disso, é possível combinar a viagem a Jujuy com Salta e Tucuman, também na Argentina, e com o Atacama, no Chile, e o Salar do Uyuni, na Bolívia, que estão a poucas horas de carro da província.

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

+ Veja 10 motivos para conhecer esta província da Argentina

O voo direto pra Jujuy é semanal e sai de Guarulhos aos sábados às 7h35 da manhã com destino ao Aeroporto Internacional Gobernador Horacio Guzmán, em San Salvador, capital da província. A volta também é aos sábados às 19h45 (horário da Argentina). Até agora, os voos estão com 60% de ocupação. Entretanto, 80% destes passageiros são argentinos.

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O aeroporto de Jujuy, que tem apenas 4 voos diários, ainda não recebia voos internacionais. Por isso, a estrutura do local não é das melhores. Só existem, por exemplo, dois guichês de imigração e há poucas opções de alimentação. Entretanto, segundo Federico Posadas, ministro da Cultura e Turismo de Jujuy, haverá um investimento de 70 milhões de dólares no aeroporto: “Estamos duplicando a capacidade do aeroporto para duplicar ou triplicar a quantidade de voos para o Brasil”, disse.

+ Encontre seu hotel em Jujuy com até 50%

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O voo direto pra Jujuy dura menos de 3h. O avião, um Boeing 737-800 com capacidade para 180 pessoas, estava novo e o espaço para as pernas não é dos piores. Na ida, foi servido café da manhã com uma barrinha de cereais e um pedaço de bolo. Não havia nada de salgado. Para beber tinha Coca Cola normal e zero, Sprite, água e café.

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Na volta, as bebidas eram as mesmas, mas vieram acompanhadas de um sanduíche (bem grande por sinal) de pão de forma com presunto e queijo e um alfajor.

Os aviões não possuem telas individuais. Na ida, havia um serviço de entretenimento que podia ser ativado através do Wi-Fi nos celulares. Entretanto, as opções não eram das melhores. Não tinha filme e os programas de TV eram argentinos. Vale a pena levar um livro para o tempo passar mais rápido. Na volta este serviço não estava disponível.

+ Encontre seu hotel em Jujuy com até 50% de desconto

Este voo é uma excelente opção para chegar rapidinho a Jujuy. Antes, era preciso fazer conexão em Buenos Aires e a viagem durava várias horas. Pra quem quer ir para o Atacama, no Chile, e para o Salar do Uyuni, na Bolívia, também é uma ótima notícia, já que para o Atacama, por exemplo, é preciso ir até Santiago, depois pegar outro voo para Calama e seguir por mais 1h de carro até San Pedro. De Purmamarca até San Pedro de Atacama são cerca de 5h de carro.

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Voo direto pra Jujuy (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Além disso, Jujuy por si só já é um destino que merece ser conhecido pelos brasileiros.

+ Veja mais dicas da Argentina
+ 10 motivos para conhecer esta província no norte do país
+ Quando ir pra Buenos Aires

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Adolfo Nomelini

Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há 8 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *