Vulcão Quilotoa, no Equador: Como ir, o que fazer e o que esperar

O Vulcão Quilotoa é daqueles cenários de tirar o fôlego no Equador. Não espere um vulcão com cone perfeito como o Cotopaxi, que fica ainda mais perto de Quito. Esse aqui se resume a uma laguna formada em sua caldeira.

E é justamente esse lago que mescla tons azuis e verde esmeralda que traz tanta gente até aqui numa viagem de 180km a partir da capital equatoriana. O visual é espetacular! Nesse post explicamos como é a visita, como ir até o Vulcão Quilotoa, o que você pode fazer e esperar do passeio.

VISITA AO VULCÃO QUILOTOA, NO EQUADOR

O mirante localizado a 3,900m acima do nível do mar na pequena vila de mesmo nome tem uma vista surpreendente logo que se chega ao Vulcão Quilotoa. A laguna de águas que variam de azul a verde esmeralda, de acordo com a incidência solar, se formou na caldeira do vulcão. Mas por que não cratera?

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Usa-se o nome caldeira pois ela se formou depois de uma erupção em que o vulcão entrou em colapso, ou seja, depois que ele “explodiu”. Diferentemente da caldeira, uma cratera, falando de modo nada científico, seria a chaminé do vulcão e normalmente tem um tamanho muito inferior à caldeira.

+ Seguro viagem é obrigatório no Equador

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Voltando ao tour ao Vulcão Quilotoa, hoje não se cobra mais taxa de visitação e o mirante na cidade de mesmo nome foi reformado recentemente. É dali onde se tem o visual mais fotografado de toda a região.

Apesar de ser lindíssimo, não se anime se você pensa em nadar no lago. Como falaremos mais abaixo, essas águas são tóxicas, mas há atividades que podem ser realizadas nela.

A pequena vila também tem melhorado sua estrutura, com muitos restaurantes, mercadinhos e alguns hostels e pousadas (veja aqui as opções).

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O QUE FAZER NO VULCÃO QUILOTOA

Há algumas coisas que podem ser feitas durante sua visita ao Vulcão Quilotoa, além de apreciar a vista, como caminhadas e até mesmo atividades aquáticas na laguna.

| O MIRANTE

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Como já adiantei acima, o mirante é um dos pontos altos do passeio, de onde se tem a vista da caldeira do vulcão e de sua laguna, que se estende por mais de três quilômetros e pode chegar a 250m de profundidade.

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ele foi totalmente reformado há pouco tempo e a estrutura é boa, além de ficar bem na principal ruazinha da cidade, onde estão restaurantes, bares e algumas pousadas.

+ Veja opções de hotéis e pousadas com desconto

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

| DESCIDA ATÉ A LAGUNA DO VULCÃO QUILOTOA

Muita gente se anima pra descer até a laguna do vulcão. Como já disse, não é possível nadar nessas águas por elas serem tóxicas, mas dá pra fazer algumas atividades aquáticas, como caiaque e passeio de barco.

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

O lado ruim da história fica por conta da trilha. Se a descida leva em torno de 30 min, a subida pode levar mais de 1h30. Então só encare se você realmente tiver pique (afinal, estamos a quase 4 mil metros de altitude) e também tempo de sobra.

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

| TRILHAS EM TORNO DO VULCÃO

Quem quiser, pode ainda fazer um trilha em torno da caldeira do Vulcão Quilotoa. São cerca de 14km de caminhada com um visual incrível. Mas lembre-se dos desafios da altitude. Eu não pude fazer pois fiquei pouco tempo aqui, já que a caminhada pode levar até 5h.

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Há também trilhas que levam até Chugchilán passando por alguns pequenos povoados. É possível ir a cavalo também. Por fim, há um circuito chamado de Loop Quilotoa que leva até 5 dias e percorre diversos cenários andinos, pequenas vilas e povoados (saiba mais).

COMO IR AO VULCÃO QUILOTOA SAINDO DE QUITO

Nós voamos direto entre São Paulo e Quito no novo voo da GOL, que dura pouco mais de 5h e contamos o relato em outro post. Já a viagem de 180km entre Quito e o Vulcão Quilotoa pode levar até 4h, já que a estrada é bem sinuosa. Por conta disso, não é muito recomendável ir de carro por conta própria. Mas se você preferir, seguem alguns conselhos:

DE CARRO

  • Baixe o mapa do seu GPS no celular para usá-lo offline, já que falta sinal em alguns trechos da viagem; Você pode fazer a cotação entre as melhores locadoras do Equador no site da Rentcars, que é o que sempre usamos em nossas viagens. Além de pagar em reais e sem IOF, você pode parcelar em até 12 vezes. Dá pra fazer tudo online;
  • Mesmo nos cantinhos mais inóspitos da estrada, há sempre algumas lanchonetes na beira da rodovia, então há pontos de apoio se precisar parar;
  • Vale uma parada perto do Cotopaxi, na saíde de Quito. O vulcão é incrível!

EM TOUR

Mas uma das melhores maneiras de como ir ao Vulcão Quilotoa é com uma agência, pois assim você não se preocupa com a estrada. O lado negativo fica só por conta do pouco tempo que você tem por lá. Nós fizemos com Gray Line e gostamos bastante. Mas na região de Mariscal Sucre muitas outras agências oferecem esse tour.

DE ÔNIBUS

Por fim, se você quiser encarar essa jornada de ônibus, é recomendável que durma em Quilotoa, já que o tempo pode ficar bem apertado (veja opções aqui). Há um ônibus direto que sai do terminal Quitumbe, em Quito. Outra opção, com mais horários diários, é ir da capital equatoriana até a cidade de Latacunga e de lá seguir para Quilotoa. São bem mais horários diários.

Vulcão Quilotoa, Equador (Foto: Esse Mundo É Nosso)

SEGURO OBRIGATÓRIO

Assim como muitos países da Europa, o Equador exige agora um segurode seus visitantes e nós já explicamos todos os detalhes em outro post. Ele não é caro e você evita qualquer surpresa durante a viagem. Você pode fazer a cotação online entre as melhores seguradoras no site da Seguros Promo. Como são nossos parceiros, use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 e ganhe descontos, que podem ser ainda maiores se você pagar no boleto.

+ Veja hotéis em Quito com descontos
+ Melhor preço no seguro obrigatório
+ Como é voar com a GOL para o Equador
+ O que fazer na capital equatoriana
+ Todas as dicas pra sua viagem ao país

* O jornalista viajou pro Equador a convite da GOL, mas todas as opiniões dadas aqui são isentas e refletem sua real experiência

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *