Portovenere, Itália: Onde ficar, o que fazer e dicas

Apesar de não fazer parte das Cinque Terre, Portovenere é considerada como a sexta das “cinco terres”, devido à proximidade e também pelas semelhanças entre elas. Localizada na região da Ligúria, na Itália, essa é uma cidade charmosa à beira-mar, cheia de predinhos coloridos e ruelas que parecem ter parado no tempo.

Dá pra conhecer a maioria das atrações num único dia, mas há quem prefira curtir o sossego e a beleza de Portovenere com mais calma. Então se você está pela região, nesse post mostramos por que vale incluir a cidade no seu roteiro, o que fazer por lá, como chegar e outras dicas pra planejar sua viagem.

PORTOVENERE, ITÁLIA

Com apenas quatro mil habitantes e pertinho das famosas Cinque Terre e da mais bem estruturada La Spezia, Portovenere é um prato cheio pra quem busca sossego, o charme da arquitetura colorida dessa região italiana e a brisa que vem do Mediterrâneo. Não é à toa que ela e suas vizinhas foram declaradas Patrimônio da UNESCO em 1997.

Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A graça mesmo é caminhar pelas ruelas e admirar as lojinhas e a paisagem. Mas há também muita história e alguns pontos turísticos que fazem parte do roteiro, como falaremos abaixo.

Nós visitamos Portovenere num único dia, numa bate-volta saindo de La Spezia e contamos nesse post como é fácil chegar. Pra quem preferir dormir na cidade e aproveitar com calma, há bons hotéis e apartamentos (veja opções com descontos).

+ Onde ficar nas Cinque Terre

Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Nós acabamos optando por nos hospedar em La Spezia pra montar base pra conhecer as Cinque Terre e vizinhança. Nós explicamos nesse post os motivos e damos dicas de como conseguir bons preços e escolher a melhor cidade pra você ficar na região.

O QUE FAZER EM PORTOVENERE

As principais atrações de Portovenere ficam no Centro Histórico, que é bem compacto e fácil de ser conhecido a pé mesmo em poucas horas. Como disse, há quem prefira conhecê-las de forma mais lenta, aproveitando o clima calmo da cidade e os bons restaurantes. Mas também há passeios que partem daqui para ilhas da Ligúria e para as Cinque Terre, como mostrarei mais abaixo.

| CENTRO HISTÓRICO E MEDIEVAL

Acredita-se que a cidade tenha origem no século I a.C. e foi justamente durante o período romano que ela se tornou um importante centro comercial e cultural. Os restos arqueológicos dessa época podem ser encontrados até hoje na região.

Mas perceberá que está entrando no Centro Medieval de Portovenere ao cruzar uma antiga porta que data do século XII, mesmo período em que as muralhas da vila foram erguidas. Sobre ela está a imponente Torre Capitolare.

Centro Histórico de Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Ao cruzar a porta, você chegará à Via Giovanni Capellini (ou apenas Via Capellini), a principal ruela do Centro Histórico. A dica é andar sem calma e aproveitar o colorido dessa ruazinha além da enorme quantidade de lojinhas, alguns bares e restaurantes.

Via Capellini em Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

As ruelas e escadarias que cortam a Via Capellini também são bem bonitinhas e valem uma passada rápida.

Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

| PORTO DE PORTOVENERE

Os famosos predinhos coloridos dessa região podem ser ainda mais bem apreciados do porto da cidade. Na pequena orla, de onde partem passeios de barco, há alguns bons restaurantes que garantem uma bonita vista para o mar. É possível também nadar em alguns locais, mas não espere praias de areia.

Porto de Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Daqui partem os tours para as três ilhas do Parco Naturale Regionale di Porto Venere, que são Palmaria, Tino e Tinetto. A primeira é uma das mais visitadas, onde é possível conhecer a famosa gruta azul (Grotta Azzurra). Dá ainda ir de barco para La Spezia ou para as Cinque Terre, de onde se tem uma das vistas mais bonitas das cinco cidades, a partir do mar.

Você pode consultar todos esses passeios disponíveis e agendar com antecedência no site do Get Your Guide, que é uma das maiores plataformas para venda de tours e ingressos do mundo. Nós usamos muito nas nossas viagens.

+ Veja as opções de passeios de barco

| IGREJA DE SÃO PEDRO

Nos tempos antigos, acredita-se que onde hoje está a Igreja de São Pedro havia um templo dedicado à deusa Venus, de onde teria surgido o nome de Portus Veneris. Para chegar até lá basta seguir pela orla do porto.

Igreja de São Pedro em Portovenere (Foto: Esse Mundo É Nosso)

A igreja atual foi erguida no século XIII, mas a primeira construção data do século VI. O prédio é simples e bem pequeno, mas vale a visita pra conhecer o estilo gótico genovese.

| GRUTA DE BYRON (OU CAVERNA DE BYRON)

Essa área rochosa com águas bonitas que vão do tom verde ao azul fica bem próxima da Igreja de São Pedro. O nome fica por conta do famoso poeta inglês Lord Byron que costumava se inspirar nesse local.

Gruta Byron em Portovenere (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Nos dias mais quentes, a prainha cheia de pedras é um convite pra um mergulho.

Gruta Byron em Portovenere (Foto: Esse Mundo É Nosso)

| FORTALEZA DE PORTOVENERE (CASTELO DORIA)

Um dos símbolos de Portovenere é o Castelo Doria, que aparece imponente na região mais alta da cidade. Uma das vistas mais bonitas da fortaleza construída pelos genoveses entre os séculos XII e XVII é justamente da Gruta de Byron.

Fortaleza e Castelo Doria: vista da Gruta Byron (Foto: Esse Mundo É Nosso)

É possível subir até lá por uma trilha a partir da entrada do Centro Histórico. Como o caminho é muito íngreme e fazia muito calor, acabamos não subindo. Mas se tiver tempo, dizem que vale a pena.

Fortaleza e Castelo Doria: vista da Gruta Byron (Foto: Esse Mundo É Nosso)

Você pode consultar os horários de abertura da fortaleza e também o valor da visita nesse site.

SEGURO É OBRIGATÓRIO NA EUROPA

Brasileiros são obrigados a contratar um seguro viagem para Itália e na maioria dos países europeus. Além de poder ser pedido na imigração, com ele você viaja mais tranquilo(a) em caso de imprevistos.

Faça a cotação sem compromisso e use o cupom ESSEMUNDOENOSSO5 para ter descontos, que podem ser maiores se você pagar no boleto.

| IGREJA DE SAN LORENZO

Construída no século XII, essa é outra igreja famosa de Portovenere. Infelizmente durante nossa visita ela estava fechada para reforma. Mas como fica pertinho da Igreja de São Pedro e da Gruta de Byron, é fácil você colocá-la no seu roteiro. Ela também é conhecida como Santuário de Madonna Bianca, por conta de um milagre que envolve uma pintura da santa que teria sido trazida no século XIII.

Todas as noites do dia 17 de agosto, as ruas de Portovenere ficam iluminadas por milhares de fiéis com velas que celebram a data.

ONDE FICAR EM PORTOVENERE

Como falei no começo do post, nós optamos por montar base na região das Cinque Terre em La Spezia. A cidade tem uma estrutura muito boa e nós gostamos da facilidade de locomoção para as demais.

Nós ficamos no La Casa delle Acciughe, que fica bem pertinho da estação do trem e da agitação. Não é luxuosa, mas é confortável e bem localizada. Mas há muitas outras ótimas opções por lá.

La Spezia, Itália (Por Patryk Kosmider via Shutterstock)
La Spezia, Itália (Por Patryk Kosmider via Shutterstock)

Se sua ideia é ficar ao menos uma ou duas noites em Portovenere, vale consultar essas opções com descontos. Já se pretende se hospedar em uma das Cinque, nós já publicamos um guia completo pra te ajudar a escolher a melhor opção.

Via Capellini em Portovenere, Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)
Via Capellini em Portovenere

COMO CHEGAR

Portovenere não fica integrada ao sistema de trens italianos, ou seja, essa não é uma opção. Mas já publicamos um post com todas as dicas de como chegar de ônibus, barco, carro ou táxi. É bem fácil!

TUDO SOBRE CINQUE TERRE
+ Onde ficar: Melhores cidades
+ O que fazer na região
+ Quando ir e a melhor época
+ Roteiro completo na região
+ Como é o trem entre as cidades
+ O que saber antes de ir
+ Tudo pra sua viagem pra lá
+ Todas as dicas da Itália

Como deu pra ver, Portovenere é uma cidade bem compacta e fácil de ser conhecida a pé mesmo. Pra aproveitar mais, vale ainda conhecer as famosas ilhas que pertencem ao Parque Nacional. Tem mais alguma dúvida ou conheceu a região e tem dicas? Deixe seu comentário!

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV, pós-graduado em Jornalismo e trabalha há mais de 12 anos com Conteúdo Digital. Já passou por empresas como SBT e Jovem Pan FM. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *