Embora seja uma ilha pequena, há muito o que fazer em Boipeba, na Bahia. Praias lindas, passeios de barcos e bons restaurantes. Mas sabe o que é o melhor de tudo por lá? Só relaxar e curtir o mar!

Em Boipeba, ainda é possível encontrar muitos pedaços da praia sem ninguém para te atrapalhar. Se for na baixa temporada, dá para ficar sozinho de verdade e ter a praia só pra você. Esse é o grande diferencial daqui com Morro de São Paulo. Morro tem muito mais agito, movimento e, claro, gente.

O que fazer em Boipeba: Bainema (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Bainema (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Aliás, muitas destas praias não têm muita estrutura. Então, dependendo do caso, é bom se preparar e levar comidinhas e bebidas para passar o dia.

O que fazer em Boipeba

Neste post, vamos falar quais são as melhores praias, dar dicas de passeios, restaurantes e muito mais.

Praias

O que fazer em Boipeba? Curtir muito a praia, claro. Afinal, quem vai pra Bahia quer mais é aproveitar o mar, né? E as praias de Boipeba são realmente lindas.

Boca da Barra

Perto da vila, na Velha Boipeba, está a praia da Boca da Barra. Não é a praia mais linda, já que é lá que acontece o encontro do rio com o mar, o que deixa a água mais escura. O lado bom é que tem bastante estrutura. Comemos uma moqueca muito boa no restaurante Ponto da Barra.

O que fazer em Boipeba, na Bahia: Praia da Boca da Barra (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Boca da Barra (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Tem também a Toca do Lobo que é uma barraca de praia. A parte triste é que o pôr do sol é lindo e seria ótimo poder contemplá-lo sentado em uma das mesas da Toca, mas eles fecham o serviço antes disso.

Uma ótima dica de hospedagem nesta região o hotel Villa da Barra. Ele é superbem localizado e tem uma ótima estrutura.

Tassimirim

Seguindo por uma trilha bem tranquila está Tassimirim (antes, no caminho, tem a Praia das Pedrinhas). Por aqui, a praia já ganha outros tons. O mar é mais bonito e tranquilo e os conqueiros ganham vida. Não deixe de experimentar o camarão a alho e óleo da Cabana da Gleide.

Cueira

Do lado de Tassimirim, está a praia da Cueira. Elas são bem parecidas. Só que Cueira tem mais estrutura do que a vizinha. O lugar mais famoso é o Guido’s, famoso pelas lagostas. Do lado dela estão a Cabana Sabor Tropical e a Barraca da Cueira.

Não deixe de experimentar o pastel de polvo e de camarão da Carol, que fica do ladinho também. A praia é muito grande. Então, dá para curtir sem ter ninguém atrapalhando.

Moreré

Mais distante está Moreré. A forma mais fácil de chegar lá é pegando um trator na vila de Boipeba (R$ 10 por pessoa em 2020). Até dá para chegar andando, mas o caminho é longo. A praia é linda e muito tranquila.

Aliás, para quem quiser relaxar ainda mais, dá para dormir na vila, por isso confira onde ficar em Moreré se for o seu caso.

O Alizées Moreré é uma boa opção de hospedagem. Não deixe de ir às piscinas naturais. São lindas.

Piscinas Naturais de Moreré (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Piscinas Naturais de Moreré (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Bainema

Perto de Moreré, por uma trilha tranquila, está Bainema, uma das nossas praias preferidas de Boipeba.

Assim como Moreré, ela é linda, tem mar claro e calmo. E é muito grande! Com certeza tem espaço pra todo mundo ficar sem nem se encontrar kkkk. Por lá está o Pontal do Bainema, um restaurante/bar de praia que é charmoso e aconchegante.

Aliás, veja a lista com os melhores restaurantes de Boipeba.

Bainema (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Bainema (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Ponta dos Castelhanos

Outra praia de Boipeba é a Ponta dos Castelhanos. Nós fomos até lá com o passeio de Volta à Ilha, que falaremos a seguir, mas dá para chegar de quadritáxi.

A praia também é linda. Como é a mistura do rio Catu com o mar, a água tem vários tons. Na maré baixa, alguns bancos de areia se formam. O visual é lindo. O pastel de polvo e de camarão e o drink de cacau com biribiri na barra Pastel dos Castelhanos ou no Pastel da Vanessa valem a pena.

Aliás, não deixe de ir às piscinas naturais dos Castelhanos. São lindas! E durante o passeio talvez você consiga ver o navio espanhol que naufragou na região em 1535.

Piscinas naturais de Castelhanos (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Piscinas naturais de Castelhanos (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Cova da Onça

A Cova da Onça é outra praia da região. Na verdade, geralmente é nela que os passeios costumam parar para o almoço. A praia não é das mais bonitas, mas o restaurante Estrela do Mar vale a visita. A gente comeu uma lagosta inesquecível. Estava demais.

Não deixe de ver o nosso post com as dicas das principais praias de Boipeba.

Passeio de volta à ilha

Outra dica de o que fazer em Boipeba é o passeio de Volta à Ilha. Este é o tour mais tradicional para quem viaja pra lá.

Ele sai de manhã da Boca da Barra, por volta das 10h, e tem duração de 7h. As paradas podem mudar de acordo com o clima, mas geralmente é o seguinte:

Piscinas naturais de Moreré

Com parada para banho, as piscinas são lindas e a água tem uma temperatura muito agradável (saiba mais).

Bainema

Como já falamos, Bainema é uma das nossas praias favoritas da região. A parada por lá dura cerca de 40 minutos.

Ponta dos Castelhanos

Nesta praia, a parada foi de 1h30. Aliás, aproveite para comer o pastel de polvo ou camarão, que são ótimos, além de nadar (saiba mais da Ponta dos Castelhanos).

O que fazer em Boipeba: Pontal dos Castelhanos (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Pontal dos Castelhanos (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Piscinas naturais dos Castelhanos

Assim como as piscinas de Moreré, as de Castelhanos são lindas e também ótimas para mergulho (saiba tudo). Quando fomos, na baixa temporada, não tinha mais nenhum barco além do nosso.

Cova da Onça

Parada para o almoço, já por volta das 16h. Embora a praia não seja das mais lindas, o almoço no restaurantes Estrela do Mar foi incrível.

Portal das Ostras

Antes da última parada no Portal das Ostras, passamos por um Banco de Areia. No Portal das Ostras, é possível ver a produção e cultivo das ostras, além de outros peixes. Além disso, é possível experimentar as ostras fresquinhas cruas ou gratinadas.

De lá, dá para curtir um pôr do sol lindo.

O que fazer em Boipeba: Ostras (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Ostras (Foto: Esse Mundo é Nosso)

O tour volta às 18h.

Nós fizemos o passeio a agência Coco Louco Turismo e gostamos muito. O valor por pessoa em março de 2020 era de R$ 100. Apesar disso, o valor pode mudar de acordo com a época do ano.

Outros passeios

Eu, sinceramente, acho que vale a pena fazer apenas o passeio de Volta à Ilha, que já dura um dia todo, e nos outros dias aproveitar as praias em si. Afinal, nada como poder relaxar durante a manhã em uma praia e à tarde em outra, né? Ou até mesmo passar o dia todo em uma só.

Apesar disso, existem passeios exclusivos para as Piscinas Naturais de Moreré, para a Ponta dos Castelhanos, de pescaria e wakeboard.

Tem também tours que vão para Morro de São Paulo, Garapuá e Barra Grande.

CURTIR A VILA NA VELHA BOIPEBA

A vilinha de Velha Boipeba também tem seus charmes. Por isso, uma das dicas de o que fazer em Boipeba é curtir os restaurantes e os bares da vila, além de conversar com seus moradores.

O que fazer em Boipeba, na Bahia (Foto: Esse Mundo é Nosso)
O que fazer em Boipeba: Vila (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Bem no centrinho, eles montam algumas barraquinhas que vendem tapioca, massa, bebidas e artesanato, mas como fomos na baixa temporada, a maioria estava fechada.

Entre os restaurantes em Boipeba que valem a visita estão o Varanda, que tem, sobretudo, um nhoque incrível e um chef italiano de verdade, o Flor da Lua, o Mangabeiras, que fica no hotel, o vegetariano Cúrcuma, o Panela de Barro (uma das melhores moquecas que já comemos) e a pizzaria Terra Brasilis.

O que fazer em Boipeba: Moqueca do Panela de Barro (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Moqueca do Panela de Barro (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Não vou colocar endereços de cada restaurante porque lá é tão pequeno que ficará fácil encontrá-los. Se não achar, é só perguntar para alguém o caminho. No nosso outro post tem todas as dicas.

Voltando às dicas… Um bar legal pra tomar uma cerveja e jogar conversa fora é o Casinha Latina na pracinha. Aliás, não deixe de conversar com o Gilvan, um dos donos do bar. O assunto vai render.

Velha Boipeba, na Bahia (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Pra quem estiver animado, às sextas tem o forró do Bar das Meninas, que começa mais tarde, por volta das 22h, e fica um pouquinho mais longe do centrinho, no ponto final do trator.

Na vila, há duas farmácias, uns cinco mercadinhos e algumas lojinhas.

Uma dica importante: Boipeba é um destino muito calmo. Então, lembre-se que os lugares fecham cedo. Então, nunca deixe para comer muito tarde porque corre o risco real de você não encontrar praticamente nada aberto.

Pôr do sol

Curtir o pôr do sol em Boipeba é uma atração à parte. Um dos lugares mais famosos para isso é O Céu de Boipeba, um hotel que também tem um bar com uma vista linda (Aproveite para ver o valor das diárias).

Além disso, outra dica é curtir o final do dia na praia da Boca da Barra. Lá tem alguns bares ou você pode também comprar uma bebida no mercadinho, sentar na areia e apreciar as cores do céu.

Pôr do sol na Boca da Barra (Foto: Esse Mundo é Nosso)
Pôr do sol na Boca da Barra (Foto: Esse Mundo é Nosso)

Morro de São Paulo

Pertinho de Boipeba está Morro de São Paulo. Sinceramente, não acho que o ideal seja fazer o passeio para passar o dia por lá. Se tiver tempo, vale a pena dividir a viagem e ficar alguns dias em Morro. Como eu já disse, a grande diferença entre Morro e Boipeba é que Morro tem muito mais agito, mas as praias são tão lindas quanto. A gente tem alguns posts sobre lá.

Apenas relaxe!

Agora você quer mesmo uma dica de o que fazer em Boipeba além dessas que a gente deu? Não faça nada! Vá para curtir as praias, relaxar, comer e beber bem e só! Isso é o melhor de Boipeba. O clima de paz e tranquilidade, as pessoas, a vibe… Não tem correria, não tem estresse. É um dos melhores lugares do Brasil para realmente esquecer os problemas. Até porque o sinal do celular lá é muito ruim!

Onde ficar em Boipeba

Pra gente, o melhor lugar para se hospedar em Boipeba é perto da vila justamente para poder sair à noite. A nossa dica é o hotel Villa da Barra. A gente ficou lá e gostou muito.

Depois, até tentamos trocar de hotel, mas não encontramos nenhum perto que fosse tão bom quanto. Ele é bem novo e moderno. Aproveite para ver as diárias com desconto.

Claro que existem opções mais luxuosas, mas pela localização e custo benefício, a gente preferiu ficar lá. Veja o post que fizemos com as melhores dicas de onde ficar em Boipeba.

O que dá para fazer é dividir a viagem em duas. Ficar a maior parte do tempo na região da vila e menos dias em um hotel mais afastado (como o Mangabeiras) ou em Moreré (o Alizées Moreré é uma boa dica de hotel). Também temos um post com dicas de onde ficar em Moreré.

Ficou com alguma dúvida? Quer saber qual a melhor época para viajar para Boipeba? Deixe nos comentários!

+ Qual é a melhor época pra ir pra lá?
+ Praias na ilha: Saiba como chegar e quais são as melhores

Sobre o Autor
Adolfo Nomelini
Jornalista formado pela PUC-SP e pós graduado em Comunicação em Mídias Digitais, é apaixonado por música, coxinha, televisão, seus óculos e internet. Trabalha há mais de 13 anos com conteúdo online e passa boa parte do tempo "jogando o corpo no mundo, andando por todos os cantos e, pela lei natural dos encontros, deixando e recebendo um tanto".
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Melhor preço para Seguro Viagem

Sobre Nós
Rafael Carvalho

Somos Adolfo Nomelini e Rafael Carvalho, dois jornalistas que trabalham com conteúdo digital há mais de 10 anos. Aqui você encontra nossas dicas de viagens pelo Brasil e o mundo.